Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Hipotireoidismo em bebês e crianças

Por

Andrew Calabria

, MD, Perelman School of Medicine at The University of Pennsylvania

Última revisão/alteração completa set 2020| Última modificação do conteúdo set 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

O hipotireoidismo é uma redução na produção do hormônio da tireoide.

  • O hipotireoidismo em crianças normalmente ocorre quando há um problema estrutural com a glândula tireoide ou se a glândula tireoide estiver inflamada.

  • Os sintomas dependem da idade da criança, mas incluem atraso no crescimento e no desenvolvimento.

  • O diagnóstico se baseia em exames preventivos, exames de sangue e exames por imagem no recém-nascido.

  • O tratamento inclui a administração de terapia de reposição do hormônio da tireoide.

Localizando a tireoide

Localizando a tireoide

A glândula tireoide Considerações gerais sobre a tireoide A tireoide é uma pequena glândula que mede cerca de 5 centímetros de diâmetro, localizada no pescoço, sob a pele, por baixo do pomo-de-adão. As duas metades (lobos) da tireoide estão ligadas... leia mais secreta o hormônio da tireoide. O hormônio da tireoide controla a velocidade do metabolismo do organismo, incluindo a rapidez com que o coração bate e como o organismo regula a temperatura. Se a glândula tireoide não produzir uma quantidade suficiente de hormônio da tireoide, ocorre uma redução na velocidade dessas funções.

Existem dois tipos de hipotireoidismo em bebês e crianças:

  • Hipotireoidismo congênito: Presente no nascimento

  • Hipotireoidismo adquirido: Desenvolve-se depois do nascimento

Hipotireoidismo congênito

O hipotireoidismo congênito ocorre quando a glândula tireoide não se desenvolve nem funciona normalmente antes do nascimento (consulte Hipotireoidismo no recém-nascido Hipotireoidismo no recém-nascido O hipotireoidismo é uma redução na produção do hormônio da tireoide. O hipotireoidismo no recém-nascido pode ocorrer se houver um problema estrutural na glândula tireoide. Os sintomas podem... leia mais ). Este tipo de hipotireoidismo ocorre em aproximadamente um em cada 2.000 a 3.000 nascimentos. A maioria dos casos ocorre espontaneamente, mas aproximadamente 10 a 20% são hereditários.

Quase metade dos casos de hipotireoidismo ocorre porque a glândula tireoide está ausente, subdesenvolvida ou se desenvolveu no local errado. Com menos frequência, a glândula se desenvolveu normalmente, mas não produz o hormônio da tireoide corretamente.

Em casos raros, o hipotireoidismo congênito ocorre se a mãe não consumiu uma quantidade suficiente de iodo durante a gravidez (deficiência de iodo Deficiência de iodo A deficiência de iodo, que é comum em todo o mundo, pode causar o aumento da tireoide. A maior parte do iodo do organismo fica armazenado na tireoide. O iodo na tireoide é necessário para a... leia mais ) porque seu corpo precisa de mais iodo quando ela está grávida. A deficiência de iodo é rara nos Estados Unidos, mas é mais comum em certos países em desenvolvimento. Outra causa rara é o hipotireoidismo central. O hipotireoidismo central é causado por problemas estruturais que ocorrem na hipófise durante o seu desenvolvimento (consulte Considerações gerais sobre a hipófise Considerações gerais sobre a hipófise A hipófise é uma glândula do tamanho de uma ervilha que está alojada no interior de uma estrutura óssea (sela turca) localizada na base do cérebro. A sela turca protege a hipófise, mas deixa... leia mais ).

Raramente, medicamentos que são usados para distúrbios da tireoide ou substâncias em alimentos atravessam a placenta e causam, temporariamente, hipotireoidismo congênito.

Hipotireoidismo adquirido

O hipotireoidismo adquirido ocorre depois do nascimento. Ele ocorre em uma época mais tardia na infância e adolescência.

Nos Estados Unidos, o hipotireoidismo adquirido é mais comumente causado pela tireoidite de Hashimoto Tireoidite de Hashimoto A tireoidite de Hashimoto é uma inflamação autoimune crônica da tireoide. A tireoidite de Hashimoto acontece quando o corpo ataca as células da tireoide – uma reação autoimune. No início, a... leia mais . Na tireoidite de Hashimoto, o sistema imunológico do organismo ataca as células da glândula tireoide, causando uma inflamação crônica e uma redução na produção do hormônio da tireoide.

No mundo inteiro, a causa mais comum de hipotireoidismo é a deficiência de iodo, mas essa causa é rara nos Estados Unidos. No entanto, gestantes nos Estados Unidos podem desenvolver deficiência leve de iodo, porque seus corpos precisam de mais iodo quando elas estão grávidas. Crianças com múltiplas alergias alimentares ou que estão seguindo dietas muito restritivas podem não comer uma quantidade suficiente de alimentos adequados e, portanto, desenvolver deficiência de iodo.

Sintomas

Os sintomas do hipotireoidismo variam dependendo da idade da criança.

Bebês e crianças pequenas

Se a deficiência de iodo ocorrer bem no início da gestação, os bebês podem ter uma insuficiência grave do crescimento, características faciais anormais, deficiência intelectual e rigidez muscular, com músculos que são difíceis de serem movidos e controlados (chamada de espasticidade).

A maioria dos outros bebês que tem hipotireoidismo inicialmente apresenta nenhum ou poucos sintomas, porque alguns hormônios da tireoide da mãe cruzam a placenta. Assim que os bebês param de receber o hormônio da tireoide da mãe, os sintomas começam a se desenvolver lentamente e a doença é detectada apenas quando eles são submetidos a exames preventivos do recém-nascido.

Crianças mais velhas e adolescentes

Diagnóstico

  • Exames preventivos no recém-nascido

  • Exames de sangue

  • Algumas vezes, exames de imagem

Uma vez que os bebês com hipotireoidismo no nascimento frequentemente não apresentam achados anômalos, os médicos realizam exames preventivos de rotina em todos os recém-nascidos Exames preventivos no recém-nascido Muitos distúrbios sérios que não são aparentes no nascimento podem ser detectados, ainda assim, mediante diversos exames preventivos. O diagnóstico e o tratamento precoces podem reduzir ou prevenir... leia mais . Se o resultado do exame preventivo for positivo, são realizados exames para determinar as concentrações de hormônio da tireoide no sangue (exames de função da tireoide Exames de função da tireoide A tireoide é uma pequena glândula que mede cerca de 5 centímetros de diâmetro, localizada no pescoço, sob a pele, por baixo do pomo-de-adão. As duas metades (lobos) da tireoide estão ligadas... leia mais ) para confirmar o diagnóstico de hipotireoidismo. Caso confirmado, os recém-nascidos precisam ser tratados rapidamente para prevenir atrasos no desenvolvimento.

Exames de função da tireoide são também realizados em crianças mais velhas e adolescentes que os médicos suspeitam terem hipotireoidismo. Uma ultrassonografia também pode ser feita se houver bócio presente.

Prognóstico

A maioria dos bebês que são tratados tem um controle normal do movimento e desenvolvimento intelectual.

A maioria das crianças com hipotireoidismo que tomam seus medicamentos adequadamente atingem um crescimento e desenvolvimento normais.

Tratamento

  • Reposição do hormônio da tireoide

Crianças com hipotireoidismo congênito ou adquirido normalmente recebem o hormônio da tireoide sintético levotiroxina. A reposição do hormônio da tireoide é administrada a crianças na apresentação em comprimidos, que podem ser esmagados e dados em forma de pasta para os bebês. Ela não deve ser dada simultaneamente com fórmula láctica à base de soja nem com suplementos de ferro ou cálcio, porque estas substâncias podem reduzir a quantidade de hormônio da tireoide de reposição que é absorvida. A maioria das crianças com hipotireoidismo congênito ou adquirido precisam tomar reposição de hormônio da tireoide por toda a vida. No entanto, algumas crianças com hipotireoidismo congênito, geralmente aquelas que não precisaram receber um aumento da dose após a infância, podem conseguir parar o tratamento após atingirem cerca de 3 anos de idade.

Os médicos continuam a monitorar as crianças mediante exames de sangue realizados em intervalos regulares, dependendo da idade. As crianças são monitoradas com mais frequência durante os primeiros anos de vida.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Teste os seus conhecimentos
Vacinações na infância
Qual dos seguintes é outro termo para vacinação?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS