Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

honeypot link

Medidas de reabilitação para tratamento da dor e inflamação

Por

Alex Moroz

, MD, New York University School of Medicine

Última modificação do conteúdo jul 2017
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
Recursos do assunto

O tratamento da dor e da inflamação visa facilitar a movimentação e melhorar a coordenação de músculos e articulações. Os tratamentos não medicamentosos incluem exercícios terapêuticos, calor, frio, estímulos elétricos, tração cervical, massagem e acupuntura. Esses tratamentos são utilizados para várias doenças dos músculos, tendões e ligamentos ({blank} Indicações para tratamento não medicamentoso da dor). Os prescritores devem incluir:

  • Diagnóstico

  • Tipo de tratamento (p. ex., ultrassonografia, calor)

  • Local de aplicação (p. ex., ombro direito, região lombar)

  • Frequência (p. ex., uma vez ao dia, a cada dois dias)

  • Duração (p. ex., 10 dias, 1 semana)

Tabela
icon

Indicações para tratamento não medicamentoso da dor

Tratamento

Indicações

Calor (p. ex., infravermelho, compressas quentes, banho de parafina, hidroterapia)

Artralgia

Artrites (várias formas)

Dor lombar

Fibromialgia

Espasmos musculares

Mialgia

Neuralgia

Torções

Luxações

Tenossinovite

Lesões em ricochete

Ultrassom

Lesões ósseas

Bursite

Síndrome de dor regional complexa

Contraturas

Osteoartrite

Tendinite

Frio

Inflamação (aguda)

Lombalgia (aguda)

Espasmos musculares

Dor miofascial

Dor traumática

Estimulação nervosa elétrica transcutânea (TENS)

Dor musculoesquelética

Neuralgia

Doença vascular periférica

Tração cervical

Dor de prolapso de disco

Dor cervical (crônica) decorrente de espondilose cervical

Torcicolo

Lesões em ricochete

Massagem

Amputação

Artrite*

Contusões

Bursite*

Câncer (alguns tipos)

Paralisia cerebral*

Contração de tecidos

Fibromialgia

Fibrosite*

Fraturas

Hemiplegia*

Lombalgia

Dor dorsal*

Esclerose múltipla*

Neurite*

Paraplegia*

Periartrite*

Lesão de nervo periférico

Quadriplegia*

Torção

Luxação

Acupuntura

Dor (crônica)

Lesões musculoesqueléticas agudas e crônicas

Artrites inflamatórias e degenerativas

*Massagem deve ser considerada.

Acupuntura é utilizada com outros tratamentos.

(Ver também Visão geral da reabilitação e da dor.)

Calor

O calor promove alívio temporário de doenças traumáticas agudas e subagudas e de inflamações (p. ex., torções, luxações, fibrosite, tenossinovite, espasmos musculares, miosite, lombalgia, lesões em ricochete, várias formas de artrite, artralgia e neuralgia). O calor aumenta o fluxo sanguíneo e a extensibilidade do tecido conjuntivo, reduz também a rigidez das articulações, a dor e o espasmo muscular e auxilia no alivio da inflamação, edema e exsudatos. A aplicação de calor pode ser superficial (calor do infravermelho, compressas quentes, banho de parafina, hidroterapia) ou profunda (ultrassonografia). A intensidade e a duração do efeito fisiológico dependem principalmente da temperatura do tecido, da velocidade de elevação da temperatura e da área tratada.

O calor da radiação infravermelha é aplicado com uma lâmpada, geralmente 20 min/dia. As contraindicações incluem doenças cardíacas avançadas, alterações de sensibilidade cutânea (em particular, temperatura e dor) e insuficiência hepática ou renal significativa. Devem ser tomadas precauções para evitar queimaduras.

Compressas quentes são feitas com invólucros de algodão preenchidos por gel silicato, são fervidas em água ou aquecidas no forno de micro-ondas e depois aplicadas sobre a pele. As compressas não podem estar excessivamente quentes. Enrolar a compressa em várias camadas de toalhas ajuda a proteger a pele contra queimaduras. As contraindicações são as mesmas que para aquecimento por infravermelho.

Para o banho de parafina, a área afetada é mergulhada ou imersa, aplicada como tinta, em cera derretida a 49° C. O calor pode ser retido envolvendo-se a área afetada com toalhas por 20 minutos. A parafina geralmente é aplicada em pequenas articulações tipicamente, mergulhando ou fazendo imersão da mão e aplicando-se sobre o joelho ou o cotovelo. A parafina não deve ser aplicada sobre feridas abertas ou utilizada em pacientes com alergia a ela. O banho de parafina é particularmente útil nas artrites.

Hidroterapia pode ser utilizada para acelerar a cura do machucado. Água morna agitada estimula o fluxo sanguíneo e debrida queimaduras e ferimentos. O tratamento geralmente é administrado em um tanque de Hubbard (uma banheira de hidromassagem industrial grande), com água aquecida de 35,5 a 37,7° C. A imersão total em água aquecida de 37,7 a 40° C pode ajudar a relaxar a musculatura e aliviar a dor. Hidroterapia é particularmente útil com exercícios na amplitude total de movimentos.

A diatermia por ondas curtas é o aquecimento terapêutico dos tecidos com o uso de campos eletromagnéticos oscilantes de alta frequência, tanto ondas curtas como micro-ondas. Estas modalidades não tem superioridade em relação a formas de aquecimento mais simples e atualmente são raramente utilizadas.

A ultrassonografia utiliza ondas sonoras de alta frequência para penetrar profundamente (4 a 10 cm) nos tecidos, seus efeitos são térmicos, mecânicos, químicos e biológicos. É indicado para tendinite, bursite, contraturas, osteoartrite, lesões ósseas e síndromes dolorosas regionais complexas. A ultrassonografia não deve ser aplicada a tecidos isquêmicos, áreas anestesiadas ou áreas de infecção aguda nem utilizado para o tratamento de diátese hemorrágica ou câncer. Também não deve ser aplicado a olhos, cérebro, ouvidos, coração, órgãos reprodutores, plexo braquial ou ossos em fase de cura.

Frio

A opção entre tratamento com frio e com calor geralmente é empírica. Quando o calor não funciona, aplica-se o frio. Entretanto, em lesões ou dores agudas, o frio parece ser melhor que o calor. O frio pode auxiliar no alívio de espasmo muscular, dor miofascial ou traumática, lombalgia e inflamação aguda; pode ajudar também a induzir alguma analgesia local. O frio costuma ser utilizado durante as primeiras horas ou dias após a lesão, em consequência, raramente é usado na fisioterapia.

O frio pode ser aplicado localmente utilizando-se uma bolsa de gelo, uma compressa fria ou líquidos voláteis (p. ex., etil cloreto, spray refrigerante), que esfriam por evaporação. A disseminação do frio na pele depende da espessura da epiderme, da gordura e do músculo subjacente, do conteúdo de água do tecido e da taxa de fluxo sanguíneo. Deve-se ter cuidado para evitar lesão de tecido e hipotermia. O frio não deve ser aplicado em áreas mal perfundidas.

Estimulação elétrica

A estimulação nervosa elétrica transcutânea (TENS) utiliza correntes baixas com baixa frequência de oscilação para aliviar a dor. Os pacientes têm uma sensação de formigamento leve, sem aumento da tensão muscular. Dependendo da gravidade da dor, podem ser aplicadas várias vezes ao dia, de 20 minutos a algumas horas de estimulação. Em geral, os pacientes são ensinados a utilizar o equipamento de TENS e decidir se devem aplicar o tratamento. Em razão de a TENS causar arritmias, é contraindicada para pacientes com doenças cardíacas avançadas ou marca-passos. Não deve ser aplicada sobre os olhos.

Tração cervical

A tração cervical geralmente é indicada para dor cervical crônica decorrente de espondilose cervical, prolapso de disco, lesões em ricochete e torcicolo. A tração vertical (com paciente sentado) é mais eficaz que a tração na posição horizontal (com o paciente deitado na cama). A tração intermitente motorizada rítmica com 7,5 a 10 kg é mais eficaz. Para obter melhores resultados, a tração deve ser aplicada com o pescoço do paciente flexionado a 15 a 20°. Em geral, a hiperextensão do pescoço deve ser evitada por aumentar a compressão de raízes nervosas no forame intervertebral. A tração geralmente se associa a outra fisioterapia, incluindo exercícios e alongamento manual.

Massagem

Massagem pode mobilizar os tecidos contraídos, aliviar a dor e reduzir o edema e o endurecimento associados ao trauma (p. ex., fratura, lesão articular, torção, luxação, contusão, lesão de nervos periféricos). Deve-se considerar a utilização de massagem para lombalgia, artrite, periartrite, bursite, neurite, hemiplegia, paraplegia, quadriplegia, esclerose múltipla, paralisia cerebral, alguns tipos de câncer e amputação. Massagem não deve ser usada para tratar infecções ou tromboflebites. Ela não é aconselhada para pacientes com alergias graves porque faz com que histamina seja liberada ao longo do corpo. Apenas um massagista licenciado deve realizar a massagem para tratamento de lesão, devido à variabilidade do treinamento e habilidade dos terapeutas.

Acupuntura

Agulhas finas são inseridas pela pele em locais específicos do corpo, frequentemente distantes do local da dor. Acupuntura é às vezes usada com outros tratamentos para dor crônica e para acelerar a recuperação de acidente vascular.

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS ANDROID iOS
PRINCIPAIS