Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Baço aumentado

(Esplenomegalia)

Por

Harry S. Jacob

, MD, DHC, University of Minnesota Medical School

Última revisão/alteração completa jan 2020| Última modificação do conteúdo jan 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Um baço aumentado não é uma doença por si só, mas o resultado de um distúrbio subjacente. Muitos distúrbios podem fazer com que o baço cresça.

  • Muitos distúrbios, incluindo infecções, anemias e cânceres, podem provocar esplenomegalia.

  • Os sintomas não são em geral muito específicos, mas podem incluir a sensação de que se está cheio ou dores na parte superior esquerda do abdome ou das costas.

  • Normalmente, os médicos conseguem sentir um baço aumentado, mas podem ser realizadas ultrassonografias e outros exames por imagem para se determinar o tamanho do baço.

  • O tratamento do distúrbio que está fazendo o baço crescer em geral resolve o problema, mas, às vezes, o órgão precisa ser removido.

Para determinar a causa do aumento do baço, os médicos devem considerar uma série de distúrbios, desde infecções crônicas a cânceres sanguíneos.

Você sabia que...

  • Um baço aumentado não é uma doença por si só, mas o resultado de um distúrbio subjacente.

Um baço aumentado pode necessitar de mais sangue do que o que é fornecido normalmente. Quando partes do baço não recebem sangue suficiente, elas se danificam, o que faz com que sangrem e morram.

Tabela
icon

Causas do aumento do baço

Categoria

Causa específica

Anemias

Cânceres do sangue e neoplasias mieloproliferativas

Infecções

Doenças do armazenamento

Outras causas

  • Coágulo de sangue numa veia proveniente do baço ou para o fígado

  • Cistos no baço

  • Pressão externa sobre as veias provenientes do baço ou para o fígado

  • Síndrome de Felty (um subgrupo de pessoas com artrite reumatoide que também desenvolvem baixa contagem de glóbulos brancos e aumento do baço)

  • Linfoistiocitose hemofagocítica

  • Histiocitose de células de Langerhans (anteriormente chamada de doença de Hand-Schüller-Christian e doença de Letterer-Siwe)

Hiperesplenismo

O baço normalmente remove glóbulos vermelhos velhos e/ou danificados da corrente sanguínea. Contudo, quando o baço aumenta, ele captura e armazena uma quantidade excessiva de glóbulos vermelhos, causando anemia. Às vezes, o baço também destrói glóbulos brancos e/ou plaquetas causando uma baixa contagem de glóbulos brancos (leucopenia) e uma baixa contagem de plaquetas (trombocitopenia). Esse processo cria um círculo vicioso: quanto mais células o baço captura, mais ele cresce; quanto mais ele cresce, mais células sanguíneas ele captura e destrói.

Sintomas

Um baço aumentado não causa muitos sintomas e os que ele causa podem ser confundidos com muitos outros quadros clínicos. Uma vez que o baço aumentado se encontra junto do estômago e por vezes o pressiona, as pessoas podem se sentir cheias depois de comer um pequeno lanche ou mesmo sem sequer comer. As pessoas podem também sentir dores abdominais ou nas costas na área do baço, na parte superior esquerda do abdômen ou no lado esquerdo das costas. As dores podem se espalhar para o ombro esquerdo, especialmente se partes do baço não estiverem recebendo sangue suficiente e começarem a morrer.

Caso o hiperesplenismo cause anemia grave, as pessoas podem sentir cansaço ou falta de ar. As pessoas podem também sofrer infecções frequentes como resultado da escassez de glóbulos brancos e da tendência de sangrar como resultado da escassez de plaquetas.

Diagnóstico

  • Exame por imagem do abdômen

  • Exames de sangue

Os médicos podem suspeitar de aumento do baço quando as pessoas se queixam de se sentirem cheias ou de dores na porção superior esquerda do abdômen ou das costas. Durante o exame físico, os médicos geralmente conseguem sentir um baço aumentado.

Uma radiografia do abdômen realizada por outros motivos também pode indicar que o baço está aumentado. Geralmente é necessária uma ultrassonografia ou tomografia computadorizada (TC) para determinar o quanto o baço aumentou e se ele está pressionando outros órgãos. Uma ressonância magnética (RM) proporciona informações semelhantes e também rastreia o fluxo do sangue através do baço. Outras técnicas especializadas de visualização utilizam partículas de baixa radioatividade para avaliar o tamanho do baço e o seu funcionamento, bem como para determinar se ele está acumulando ou destruindo grandes quantidades de células sanguíneas.

Exames de sangue mostram uma redução da quantidade de glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas. Quando as células sanguíneas são examinadas ao microscópio, seu formato e tamanho proporcionam pistas sobre a causa do aumento do baço. Um exame da medula óssea pode mostrar câncer das células sanguíneas (tais como leucemia ou linfoma) ou um acúmulo de substâncias indesejáveis (como ocorre nas doenças de armazenamento). A medição de proteínas sanguíneas pode determinar se estão presentes outros quadros clínicos capazes de fazer o baço crescer, tais como amiloidose, sarcoidose, malária, leishmaniose visceral, brucelose e tuberculose. Os exames do fígado ajudam a determinar se o fígado também está doente.

Os médicos não podem remover facilmente uma amostra do baço para exame, pois inserir uma agulha ou cortar o tecido do baço pode causar uma hemorragia incontrolável. Quando o baço aumentado é removido cirurgicamente, com o objetivo de diagnosticar ou tratar alguma doença, ele é enviado para um laboratório, onde a causa do aumento pode em geral ser determinada.

Tratamento

  • Tratamento do distúrbio subjacente

  • Às vezes, retirada do baço

Quando possível, os médicos tratam o distúrbio subjacente causador do aumento do tamanho do baço. As pessoas com baço aumentado devem evitar esportes de contato porque o baço aumentado tem maior chance de se romper e causar uma hemorragia incontrolável.

Você sabia que...

  • As pessoas com baço aumentado precisam evitar esportes de contato porque o baço está sob risco de ruptura, o que causaria hemorragia incontrolável.

Eventualmente é necessário remover o baço cirurgicamente se o hiperesplenismo causar problemas graves. A remoção cirúrgica do baço (esplenectomia) deve ser evitada sempre que possível porque pode causar problemas, incluindo o aumento da susceptibilidade a infecções por certas bactérias. Contudo, vale a pena correr os riscos em certas situações críticas:

  • Quando o baço destrói glóbulos vermelhos tão rapidamente que uma anemia grave se desenvolve

  • Quando o baço reduz os depósitos de glóbulos brancos a ponto de tornar infecções possíveis

  • Quando o baço reduz os depósitos de plaquetas de tal forma a tornar hemorragias prováveis

  • Quando o baço está tão grande que causa dor ou pressiona outros órgãos ou causa sensação precoce de saciedade após comer apenas uma pequena quantidade

  • Quando o baço está tão grande que partes dele sangram ou morrem

Como alternativa à cirurgia, por vezes, pode ser usada radioterapia para reduzir o tamanho do baço.

As pessoas cujo baço foi removido precisam ser vacinadas contra infecções causadas por Streptococcus pneumoniae, Neisseria meningitidis e Haemophilus influenzae. Elas também devem se certificar de receber a vacina antigripal todos os anos, como é agora recomendado para todas as pessoas.

Após uma esplenectomia, as pessoas ficam particularmente suscetíveis a sepse grave, principalmente se entrarem em contato regular com crianças, e podem ter que tomar antibióticos diariamente para prevenir infecções.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Linfoma não Hodgkin
Vídeo
Linfoma não Hodgkin
O sistema linfático é parte do sistema imunológico do corpo, responsável por manter o corpo...
Linfoma de Hodgkin
Vídeo
Linfoma de Hodgkin
O sistema linfático faz parte do sistema imunológico do corpo. Os linfonodos em todo o corpo...

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS