Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Fibromialgia

(Síndrome de dor miofascial; fibrosite; fibromiosite)

Por

Deepan S. Dalal

, MD, MPH, Brown University

Avaliado clinicamente abr 2022
VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
Fatos rápidos

A fibromialgia é caracterizada por sono inadequado, fadiga, névoa mental, dor e rigidez generalizada nos tecidos moles, incluindo músculos, tendões e ligamentos.

  • Sono inadequado, estresse, distensões, lesões e, possivelmente, certas características da personalidade podem aumentar o risco da fibromialgia.

  • A dor é generalizada e algumas partes do corpo ficam sensíveis ao toque.

  • O diagnóstico de fibromialgia se baseia em critérios e sintomas definidos como dor generalizada e fadiga.

  • Melhorar a qualidade do sono, tomar analgésicos, praticar exercícios, compressas quentes e massagens podem ajudar.

A fibromialgia pode ser chamada de síndrome de fibrosite ou fibromiosite. Porém, como a inflamação (indicada pelo sufixo “ite”) não está presente, o sufixo foi descartado e o nome se tornou fibromialgia. A fibromialgia não é uma doença autoimune, mas pessoas com fibromialgia frequentemente também têm doenças inflamatórias crônicas ou autoimunes. A fibromialgia e a síndrome de dor miofascial não são estritamente sinônimas, mas são semelhantes porque ambas são síndromes de dor central. No entanto, a síndrome de dor miofascial envolve principalmente dor muscular e a fibromialgia causa dor corporal mais disseminada, bem como outros sintomas.

Fibromialgia é comum. Ela é cerca de sete vezes mais comum em mulheres. Ela geralmente ocorre em mulheres jovens ou de meia-idade, mas também pode ocorrer em homens, crianças e adolescentes.

A fibromialgia não é perigosa nem representa risco à vida. No entanto, os sintomas persistentes podem ser muito perturbadores.

Causas de fibromialgia

Pessoas com fibromialgia parecem ter uma sensibilidade maior à dor. Isto é, as áreas do cérebro que processam a dor interpretam as sensações dolorosas com maior intensidade do que pessoas que não têm fibromialgia. A causa da fibromialgia geralmente é desconhecida. Porém, certos quadros clínicos podem contribuir para o desenvolvimento da doença. Eles incluem sono de má qualidade, entorses repetidas ou uma lesão. O estresse mental também pode contribuir. Porém, a quantidade de estresse pode não ser o problema. A forma como as pessoas reagem ao estresse parece ser mais relevante.

Sintomas de fibromialgia

A maioria das pessoas sentem rigidez, dor e desconforto generalizados. Os sintomas podem ocorrer por todo o corpo. Qualquer tecido mole (músculos, tendões e ligamentos) pode ser afetado. Entretanto, os tecidos moles do pescoço, região superior do ombro, tórax, caixa torácica, região lombar, coxas, braços e áreas ao redor de algumas articulações são especialmente suscetíveis a ficarem doloridos. Menos frequentemente, a parte inferior das pernas, mãos e pés ficam doloridos e rígidos. Os sintomas podem ocorrer periodicamente (em crises) ou a maior parte do tempo (cronicamente).

A dor pode ser intensa. Geralmente, ela piora quando há fadiga, estresse ou após o uso excessivo. Frequentemente, algumas áreas específicas do músculo são sensíveis quando é aplicada uma pressão firme de um dedo sobre a região. Essas áreas são chamadas pontos sensíveis. Durante as crises, os músculos podem ficar rígidos ou podem ocorrer espasmos.

Muitas pessoas afetadas não dormem bem e se sentem ansiosas e, às vezes, deprimidas ou tensas. Fadiga é comum, assim como problemas mentais como dificuldade de concentração e uma sensação geral de névoa mental. Muitas pessoas afetadas são perfeccionistas ou têm personalidade tipo A. Elas também podem ter enxaqueca Enxaquecas Uma cefaleia de enxaqueca é geralmente uma dor pulsátil ou latejante que varia de moderada a grave. Ela pode afetar um ou ambos os lados da cabeça. Frequentemente, é agravada pela atividade... leia mais ou dor de cabeça tensional Cefaleias tensionais Uma cefaleia tensional provoca dor entre leve e moderada, como se se tratasse de uma fita apertada em torno da cabeça. Estresse, distúrbios do sono, dor no pescoço ou na mandíbula ou fadiga... leia mais , cistite intersticial Cistite intersticial A cistite intersticial é uma inflamação não infecciosa da bexiga. A cistite intersticial causa dor acima da bexiga, na pélvis ou no baixo-ventre e a necessidade urgente e frequente de urinar... leia mais (uma doença da bexiga que pode incluir dor ao urinar) e síndrome do intestino irritável Síndrome do intestino irritável (SII) (com alguma combinação de constipação, diarreia, desconforto e distensão abdominais). As pessoas podem apresentar sensações de formigamento, normalmente dos dois lados do corpo.

Os mesmos quadros clínicos que podem contribuir para o desenvolvimento da fibromialgia também podem fazer os sintomas piorarem. Eles incluem estresse emocional, sono inadequado, lesão e fadiga. O medo de que os sintomas representem uma doença grave também pode agravá-los. Ouvir um médico, parente ou amigo insinuar que o problema está “todo na cabeça” também pode piorar os sintomas. As pessoas podem se sentir frustradas porque frequentemente lhes dizem que “estão ótimas” embora não se sintam bem.

Diagnóstico de fibromialgia

  • Critérios estabelecidos

  • Exames e testes médicos para excluir outras doenças

Médicos suspeitam de fibromialgia em pessoas apresentando o seguinte:

  • Dor e sensibilidade generalizada

  • Resultados negativos de testes laboratoriais a despeito de sintomas generalizados

  • Fadiga como sintoma principal

Os médicos consideram o diagnóstico de fibromialgia em pessoas com dor generalizada por, pelo menos, três meses, particularmente quando estiver acompanhada de diversos outros sintomas físicos, como fadiga. A dor é considerada generalizada quando as pessoas sentem dor do lado direito e esquerdo do corpo, acima e abaixo da cintura, e na parte superior da coluna, parede torácica ou meio da coluna ou região lombar.

No passado, os médicos baseavam o diagnóstico parcialmente na presença de sensibilidade em alguns dos 18 pontos sensíveis designados. Atualmente, no entanto, o número de pontos sensíveis não é considerado tão importante quanto a presença de sintomas típicos, especialmente dor generalizada não limitada às articulações.

Não existe um exame diagnóstico para fibromialgia. No entanto, os médicos querem se certificar de que outra doença (como hipotireoidismo Hipotireoidismo O hipotireoidismo é uma hipoatividade da tireoide que resulta na produção inadequada dos hormônios tireoidianos e na redução das funções vitais do corpo. A face fica edemaciada, a voz rouca... leia mais Hipotireoidismo , polimialgia reumática Polimialgia reumática A polimialgia reumática é a inflamação da membrana que reveste as articulações, causando dor intensa e rigidez muscular no pescoço, nas costas, nos ombros e nos quadris. Desconhece-se a causa... leia mais ou outra doença muscular) não esteja causando os sintomas, frequentemente por meio de exames de sangue. Exames de sangue podem detectar anticorpos antinucleares (ANA), que estão presentes em muitas pessoas com distúrbios do tecido conjuntivo, como lúpus Lúpus eritematoso sistêmico (LES) O lúpus eritematoso sistêmico é uma doença inflamatória autoimune crônica do tecido conjuntivo, que pode envolver as articulações, rins, pele, membranas mucosas e paredes dos vasos sanguíneos... leia mais Lúpus eritematoso sistêmico (LES) . No entanto, ter um teste ANA positivo é tão comum, especialmente em mulheres, que um teste positivo por si só não é suficiente para diagnosticar a doença.

Prognóstico de fibromialgia

A fibromialgia tende a ser crônica, mas pode se resolver espontaneamente se o estresse diminuir. Mesmo com o tratamento apropriado, muitas pessoas continuam apresentando sintomas em certo grau.

Tratamento de fibromialgia

  • Alongamento, tratamento com calor e massagem

  • Manejo do stress

  • Medicamentos para melhorar o sono

  • Medicamentos para alívio da dor

As pessoas sentem-se melhor quando recebem tratamento adequado. Geralmente, a abordagem mais útil inclui o seguinte:

Melhora do sono

Melhorar o sono é essencial. Por exemplo, as pessoas devem evitar cafeína e outros estimulantes durante a noite e precisam dormir em um ambiente tranquilo e escuro em uma cama confortável. Elas não devem comer ou assistir televisão na cama. (Consulte também Higiene do sono Higiene do sono Os problemas relacionados com o sono mais comumente relatados são a insônia e a sonolência excessiva durante o dia. A insônia consiste na dificuldade em adormecer ou em continuar a dormir, desperta-se... leia mais .)

Os médicos podem receitar doses baixas de antidepressivos tricíclicos Antidepressivos Analgésicos são os principais medicamentos usados para tratar a dor. O médico escolhe o analgésico em função do tipo e da duração da dor, ponderando os possíveis riscos e benefícios. A maioria... leia mais . Esses medicamentos são tomados uma ou duas horas antes de a pessoa se deitar para dormir e são utilizados apenas para melhorar o sono, não para diminuir a depressão. Eles incluem trazodona, amitriptilina e nortriptilina. A ciclobenzaprina, um relaxante muscular, também pode facilitar o sono até certo grau. Como os antidepressivos tricíclicos, a ciclobenzaprina é tomada apenas antes de a pessoa deitar-se para dormir. Esses medicamentos geralmente são mais seguros do que sedativos, cuja maioria pode causar dependência. No entanto, os antidepressivos tricíclicos e a ciclobenzaprina podem causar efeitos colaterais, como sonolência e boca seca, especialmente em pessoas idosas. Tomar esses medicamentos fora do horário pode resultar em sonolência no período diurno.

Alívio da dor

Pregabalina (um medicamento anticonvulsivante Medicamentos anticonvulsivantes Analgésicos são os principais medicamentos usados para tratar a dor. O médico escolhe o analgésico em função do tipo e da duração da dor, ponderando os possíveis riscos e benefícios. A maioria... leia mais utilizado, às vezes, para aliviar a dor), duloxetina e milnaciprana são utilizados em alguns casos para tratar a fibromialgia. Esses medicamentos podem oferecer alguma ajuda quando tomados como parte de um programa de tratamento que inclui melhora do sono, exercícios e controle de estresse.

As evidências também apoiam o uso de capsaicina Outros medicamentos Analgésicos são os principais medicamentos usados para tratar a dor. O médico escolhe o analgésico em função do tipo e da duração da dor, ponderando os possíveis riscos e benefícios. A maioria... leia mais , biofeedback Biofeedback O biofeedback, um tipo de medicina de interação mente-corpo, é um método usado para fazer com que os processos biológicos inconscientes sejam controlados de maneira consciente. No biofeedback... leia mais , massagem Massoterapia Na massoterapia (um tipo de prática manipulativa corporal), os tecidos corporais são manipulados para reduzir a dor, aliviar a tensão muscular e reduzir o estresse. A massoterapia inclui várias... leia mais , hipnoterapia Hipnoterapia A hipnoterapia é um tipo de medicina de interação mente-corpo. Na hipnoterapia (hipnose), as pessoas são guiadas para um estado avançado de relaxamento e de maior atenção. A pessoa hipnotizada... leia mais , intervenções quiropráticas Quiroprática Na quiroprática, um tipo de prática manipulativa corporal, a relação entre a estrutura da coluna e a função do sistema nervoso é considerada essencial para a manutenção ou recuperação da saúde... leia mais e outras terapias alternativas e complementares Tipos de medicina complementar e alternativa A medicina complementar ou alternativa pode ser classificada em cinco categorias principais de prática: Sistemas médicos integrais Técnicas de interação mente-corpo Práticas biológicas Terapias... leia mais .

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
quiz link

Test your knowledge

Take a Quiz! 
ANDROID iOS
ANDROID iOS
ANDROID iOS
PRINCIPAIS