honeypot link

Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

Papilomatose respiratória recorrente

(Papilomas laríngeos)

Por

Udayan K. Shah

, MD, Sidney Kimmel Medical College at Thomas Jefferson University

Última modificação do conteúdo fev 2019
Clique aqui para acessar Educação para o paciente

A papilomatose respiratória recorrente é um tumor raro, benigno e viral das vias respiratórias que é causada pelo papiloma-vírus humano. A maneira mais comum como os pacientes a manifestam é com papilomas laríngeos.

A papilomatose respiratória recorrente na maioria das vezes ocorre na laringe como papilomas laríngeos. Papilomas laríngeos podem ocorrer em qualquer idade, mas são mais comum de 1 a 4 anos de idade. Eles podem reaparecer após o tratamento, passar por transformação maligna e/ou, ocasionalmente, se disseminar para a traqueia ou pulmões.

Sinais e sintomas

Os sintomas da papilomatose respiratória recorrente podem ser choro fraco, rouquidão e, em casos graves, obstrução das vias respiratórias.

Diagnóstico

  • Biópsia

O tumor é identificado por laringoscopia. O diagnóstico da papilomatose respiratória recorrente é confirmado por biópsia.

Tratamento

  • Excisão

Tratamento da papilomatose respiratória recorrente. Como os tumores podem reaparecer em semanas ou meses, vários procedimentos podem ser exigidos e é necessária vigilância por laringoscopia e broncoscopia. A cirurgia pode envolver laserterapia com luz pulsada ou terapia fotodinâmica.

Fármacos antivirais (p. ex., cidofovir) foram tentados em casos graves. As lesões podem regredir na puberdade em alguns pacientes. A vacina tetravalente contra papilomavírus humano oferece esperança de prevenção, mas sua eficácia ainda não foi comprovada.

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS