Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

honeypot link

Vacina contra sarampo, caxumba e rubéola (MMR)

Por

Margot L. Savoy

, MD, MPH, Lewis Katz School of Medicine at Temple University

Última modificação do conteúdo jul 2019
Clique aqui para acessar Educação para o paciente

A vacina contra sarampo, caxumba, e rubéola (MMR) protege de maneira eficaz contra as 3 infecções. Consideram-se as pessoas que recebem a vacina MMR de acordo com o calendário de vacinação dos EUA protegidas por toda a vida.

Preparados

A vacina MMR contém vírus vivos atenuados do sarampo e da caxumba preparados em cultura de células embrionárias de galinhas. Essa vacina contém vírus de rubéola vivos atenuados, preparados em fibroblastos pulmonares diploides humanos.

A vacina MMR e vacina contra varicela estão disponíveis como uma vacina combinada (vacina MMRV).

Indicações

A vacina contra sarampo, caxumba e rubéola faz parte da vacinação infantil de rotina ( Cronograma de imunização recomendado para idades de 0–6 anos).

Todos os adultos que nasceram em 1957 ou mais tarde devem receber 1 dose da vacina a menos que tenham um dos seguintes:

  • Documentação da vacinação com uma ou mais doses contra MMR

  • Evidências laboratoriais que indicam imunidade às 3 doenças

  • Contraindicação para a vacina

Diagnóstico documentado da doença por um médico não é considerado evidência aceitável de imunidade contra sarampo, caxumba ou rubéola.

Dicas e conselhos

  • Diagnóstico documentado da doença por um médico não é considerado evidência aceitável de imunidade contra sarampo, caxumba ou rubéola.

Recomenda-se uma 2ª dose da vacina MMR (ou se não foram vacinados, 2 doses com intervalos de ≥ 28 dias) para adultos susceptíveis à exposição:

  • Estudantes em faculdades ou outras instituições educacionais universitárias

  • Profissionais de saúde nascidos em 1957 ou mais tarde sem evidências de imunidade

  • Viajantes internacionais

  • Pacientes com infecção pelo HIV e contagens de linfócitos T CD4+ < 200 células/mcL por ≥ 6 meses

Em geral, consideram-se as pessoas nascidas antes de 1957 imunes. Entretanto, deve-se considerar nas pessoas que trabalham em centros de atendimento de saúde (independentemente de trabalharem ou não em serviços de atendimento a pacientes) para a vacinação se não têm evidências de imunidade. Administram-se duas doses de MMR (uma dose se for necessária apenas cobertura para rubéola).

Se as pessoas com ≥ 12 meses de idade receberam previamente ≤ 2 doses de vacina contra caxumba e foram identificadas pelas autoridades de saúde pública como tendo maior risco de caxumba durante um surto da doença, devem receber 1 dose de vacina MMR.

Como a rubéola durante a gestação pode ter consequências desastrosas para o feto (p. ex., aborto, múltiplos defeitos congênitos), todas as mulheres em idade fértil, independentemente do ano de nascimento, devem ter a imunidade à rubéola confirmada. Se não há evidências de imunidade, as mulheres que não estão grávidas devem ser vacinadas. As gestantes sem evidências de imunidade devem ser vacinadas ao término da gestação e antes de terem alta da unidade de saúde.

Pessoas que foram vacinadas com a vacina do vírus inativado (morto) contra o sarampo ou vacina contra o sarampo de tipo desconhecido entre 1963 a 1967 devem ser revacinadas com 2 doses da vacina MMR.

Pessoas que foram vacinadas antes de 1979 com a vacina do vírus morto contra a caxumba ou vacina contra a caxumba de tipo desconhecido e que têm alto risco de exposição à caxumba devem receber revacinação com 2 doses da vacina MMR.

Contraindicações e precauções

As contraindicações da vacina contra MMR são

  • Reação alérgica grave (p. ex., anafilaxia) após uma dose prévia ou a um componente da vacina, incluindo neomicina

  • Imunodeficiência primária grave conhecida ou adquirida (p. ex., devido a leucemia, linfomas, tumores sólidos, tumores que afetam a medula óssea ou o sistema linfático, aids, infecção grave por HIV tratamento com quimioterapia ou uso a longo prazo de imunossupressantes)

  • Gestação (a vacinação é adiada até a gestação chegar a termo)

  • História familiar de parentes de 1º grau (pais ou irmãos) com imunodeficiência hereditária congênita, a menos que se saiba que quem vai receber a vacina é imunocompetente

A infecção por HIV só é contraindicação se houver imunocomprometimento grave (categoria imunológica 3 do CDC com CD4+ < 15% ou contagem de CD4 < 200 células/mcL); se o comprometimento imunitário não for grave, os riscos de sarampo selvagem superam o risco de adquirir sarampo pela vacina de vírus vivo.

Mulheres que foram vacinadas devem evitar engravidar por ≥ 28 dias depois. O vírus da vacina pode ser capaz de infectar um feto durante o início da gestação. A vacina não causa a síndrome de rubéola congênita, mas estima-se que o risco de lesão fetal é ≤ 3%.

Precauções com a vacina MMR incluem

  • Doença aguda moderada ou grave com ou sem febre (a vacinação é adiada até a resolução da doença)

  • Tratamento recente (em 11 meses) com hemoderivados que contêm anticorpos (o intervalo específico depende do produto)

  • História de trombocitopenia ou púrpura trombocitopênica

Se uma pessoa está infectada pelo Mycobacterium tuberculosis, a vacina MMR e, talvez, a vacina MMRV podem suprimir temporariamente a resposta ao teste tuberculínico. Assim, se necessário, esse teste pode ser feito antes ou ao mesmo tempo que a vacinação. Se as pessoas já foram vacinadas, o teste deve ser adiado por 4 a 6 semanas após a vacinação.

Dose e administração

A dose da vacina MMR é 0,5 mL por via subcutânea. A vacina MMR é administrada rotineiramente para crianças em 2 doses: uma aos 12 a 15 meses e uma aos 4 a 6 anos.

Efeitos adversos

A vacina MMR causa uma infecção leve ou inaparente e não contagiosa. Os sintomas incluem febre > 38 °C, às vezes seguida por exantema. Reações no sistema nervoso central são muito raras; a vacina não causa autismo (ver Vacina MMR e autismo e Segurança das vacinas).

Ocasionalmente, o componente da rubéola provoca edema articular doloroso em adultos, geralmente em mulheres.

Informações adicionais

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS ANDROID iOS
PRINCIPAIS