Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

honeypot link

Efeitos crônicos da luz solar

Por

Julia Benedetti

, MD, Harvard Medical School

Última modificação do conteúdo set 2019
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
Recursos do assunto

Fotoenvelhecimento

A exposição crônica à luz solar envelhece a pele (fotoenvelhecimento, dermatoheliose, envelhecimento extrínseco), primeiramente causando a destruição do colágeno cutâneo devido a várias rupturas biomecânicas e no DNA. Alterações na pele incluem rugas finas e espessas, textura dura áspera, pigmentação mosqueada, lentigos (manchas extensas que lembram sardas), palidez e telangiectasia.

Queratoses actínicas

Queratoses actínicas são lesões de alterações pré-cancerosas das células da pele (queratinócitos), que geralmente são resultantes de vários anos de exposição ao sol. Pessoas de cabelos loiros ou ruivos e com tipos de pele I ou II são particularmente suscetíveis ( Classificação do tipo de pele de Fitzpatrick Classificação do tipo de pele de Fitzpatrick Os efeitos crônicos da luz solar são o fotoenvelhecimento, as ceratoses actínicas e o câncer de pele. (Ver também Visão geral dos Efeitos da luz solar.) A exposição crônica à luz solar envelhece... leia mais Classificação do tipo de pele de Fitzpatrick ).

Tabela
icon

Queratoses actínicas normalmente são róseas ou avermelhadas, mal delimitadas e têm uma sensação escamosa e áspera na palpação, mas podem ser discretamente acinzentadas ou mais escuras, causando aparência amarronzada.

Elas devem ser diferenciadas das queratoses seborreicas Ceratoses seborreicas São lesões epiteliais superficiais frequentemente pigmentadas, geralmente verrucosas, mas que podem ocorrer como pápulas lisas. A causa da ceratose seborreica é desconhecida, mas foram identificadas... leia mais Ceratoses seborreicas , cujo número e tamanho aumentam com a idade. As queratoses seborreicas tendem a parecer ceráceas e fixas na pele, mas assumem uma aparência semelhante àquela da queratose actínica. O exame clínico detalhado mostra as características próprias de cada doença. Queratose actínica pode ser distinguida da queratose seborreica pela aparência áspera e arenosa da escama e do eritema. As queratoses seborreicas também são observadas em áreas não expostas ao sol e não são pré-malignas.

Cânceres de pele

Tratamento

  • Minimização da exposição a raios UV

  • Tratamentos tópicos para pele fotoenvelhecida

  • Nas ceratoses actínicas, tratamento direcionado à lesão ou ao campo

Fotoenvelhecimento

Vários tratamentos de combinação, como peelings químicos, 5-fluorouracila (5-FU), alfa-hidroxiácidos tópicos, tretinoína, imiquimode e terapia fotodinâmica têm sido usados para reduzir as alterações pré-cancerígenas e melhorar a aparência estética decorrente do dano solar crônico à pele. Essas terapias costumam ser eficazes para melhorar as alterações cutâneas superficiais (p. ex., rugas finas, pigmentação irregular, palidez, rugosidade, flacidez secundária), mas têm um efeito muito menos pronunciado em alterações mais profundas (p. ex., telangiectasias). Muitos ingredientes são usados em produtos cosméticos de venda livre sem evidências significativas de que eles melhoram as alterações crônicas da pele causadas pela luz solar.

Queratoses actínicas

Há muitas opções de tratamento, dependendo do número de lesões, sua localização e a preferência do paciente, mas geralmente são divididas em

  • Tratamento da lesão

  • Tratamento do campo

No tratamento da lesão, cada lesão é removida fisicamente. Essa opção pode ser melhor se o paciente tem apenas algumas ceratoses actínicas ou se o paciente não puder ou não quiser fazer outras opções terapêuticas. Crioterapia (congelamento com nitrogênio líquido) é o tratamento direto da lesão mais comum. Curetagem (usando eletrocautério ou outra modalidade) é uma alternativa. Os tratamentos da lesão têm o benefício de serem procedimentos únicos no consultório, mas têm maior risco de formação de cicatrizes.

No tratamento do campo, é feito o tratamento tópico de áreas de comprometimento maiores, mais numerosas ou difusas. As substâncias típicas são a 5-FU (em monoterapia ou em associada a calcipotrieno) ou imiquimode; as alternativas são o mebutato de ingenol e o diclofenaco tópico. Esses tratamentos causam menos formação de cicatrizes, mas seu uso pelos pacientes pode ser mais complicado e doloroso, assim a adesão é problemática. Quando há grandes áreas atingidas, esses tratamentos também causam mais eritema e irritação. A frequência e a duração do tratamento variam significativamente e podem ser de 2 vezes/semana a 2 vezes por dia durante 3 dias a 16 semanas. Inflamação e irritação costumam ocorrer durante a maior parte do tratamento e geralmente por 1 a 2 semanas depois.

A terapia fotodinâmica é um tipo de tratamento de campo. É feita pela aplicação tópica de um fotossensibilizador (como ácido aminolevulínico ou aminolevulinato de metila), seguido de uma luz de comprimento de onda específico que atinge preferencialmente a pele fotodanificada. Como o tratamento tópico de campo, a terapia fotodinâmica pode causar eritema e descamação durante o tratamento. Pode ser necessária mais de uma sessão de tratamento.

Cânceres de pele

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Teste os seus conhecimentos

Carcinoma basocelular
Qual das opções a seguir diminui injustificadamente a preocupação dos médicos e pacientes quanto a uma lesão de basalioma?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS ANDROID iOS
PRINCIPAIS