Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Vômitos em bebês e crianças

Por

Deborah M. Consolini

, MD, Sidney Kimmel Medical College of Thomas Jefferson University

Última revisão/alteração completa jun 2020| Última modificação do conteúdo jun 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

O vômito é uma eliminação desconfortável, involuntária e forçada de alimentos. Nos bebês, o vômito pode ser distinguido da regurgitação. Os bebês com frequência regurgitam pequenas quantidades quando são alimentados ou logo depois, normalmente enquanto se tenta fazê-los arrotar. A regurgitação pode acontecer, porque os bebês se alimentam rapidamente, engolem ar ou são alimentados demais, mas ela pode ocorrer sem razão aparente. Os vômitos são normalmente causados por um distúrbio. Pais experientes em geral conseguem distinguir a regurgitação do vômito, mas pais de primeira viagem podem precisar conversar com um médico ou enfermeiro.

Vômitos podem causar desidratação Desidratação em crianças A desidratação é quando ocorre a perda de água pelo corpo, geralmente causada por vômitos e/ou diarreia. A desidratação ocorre quando há uma perda significativa de água do corpo, bem como a... leia mais , porque há perda de líquidos. Às vezes, as crianças não conseguem beber o suficiente para compensar os líquidos perdidos, seja porque continuam a vomitar, seja porque não querem beber líquidos. Crianças que estão vomitando em geral não querem comer, mas essa falta de apetite raramente causa um problema.

Causas de vômitos em bebês e crianças

O vômito pode ser benéfico ao eliminar substâncias tóxicas que foram engolidas. Contudo, o vômito é mais frequentemente causado por um distúrbio. Em geral, o distúrbio é relativamente inofensivo, mas ocasionalmente o vômito é um sinal de um problema grave, tal como bloqueio do estômago ou do intestino ou elevação da pressão dentro do crânio (hipertensão intracraniana).

Causas comuns

Causas menos comuns

Em recém-nascidos e bebês, algumas causas, ainda que menos comuns, são importantes porque podem representar ameaça à vida:

Em crianças mais velhas e adolescentes, as causas raras incluem infecções graves (por exemplo, infecção renal Infecção renal A pielonefrite é uma infecção bacteriana de um ou de ambos os rins. A infecção pode espalhar-se do trato urinário para os rins ou, pouco frequentemente, os rins podem ser infectados através... leia mais ou meningite Meningite em crianças A meningite bacteriana é uma infecção das camadas de tecido que recobrem o cérebro e a medula espinhal (meninges). A meningite bacteriana em bebês mais velhos e crianças geralmente se origina... leia mais ), apendicite Apendicite em crianças A apendicite consiste na inflamação e infecção do apêndice. A apendicite parece se desenvolver quando o apêndice fica bloqueado por material fecal endurecido (chamado fecaloma) ou linfonodos... leia mais Apendicite em crianças aguda ou distúrbio que eleve a pressão dentro do crânio (por exemplo, tumor cerebral Considerações gerais sobre tumores cerebrais em crianças Tumores cerebrais (consulte também Tumores cerebrais em adultos) são a segunda causa mais comum de câncer em crianças com menos de 15 anos de idade (depois da leucemia) e a segunda principal... leia mais ou traumatismo craniano grave Traumatismo craniano grave Causas frequentes de traumatismos cranianos incluem quedas, acidentes com veículos motorizados, agressões físicas e acidentes durante esportes ou atividades recreativas. As pessoas com traumatismos... leia mais ). Nos adolescentes, as causas também incluem doença do refluxo gastroesofágico ou doença da úlcera péptica Úlcera péptica em crianças A úlcera péptica é uma úlcera de forma redonda ou oval no revestimento do estômago ou duodeno em que houve corrosão pelo ácido gástrico e enzimas digestivas. Ocorre a formação de úlceras no... leia mais , alergias alimentares Alergia alimentar Uma alergia alimentar é uma reação alérgica a um determinado alimento. As alergias alimentares geralmente são desencadeadas por nozes, amendoins, mariscos, peixes, leite, ovos, trigo e grãos... leia mais , vômitos cíclicos Causas menos comuns A náusea é uma sensação desagradável de ânsia de vômito. As pessoas podem sentir tontura, desconforto abdominal indefinido e falta de apetite. O vômito trata-se da contração forçada do estômago... leia mais , lentidão no esvaziamento do estômago (gastroparesia), gravidez Contracepção e gravidez em adolescentes Muitos adolescentes participam de atividades sexuais, mas podem não ter sido plenamente informados sobre contracepção, gravidez e doenças sexualmente transmissíveis, incluindo infecção pelo... leia mais , transtornos alimentares Considerações gerais sobre transtornos alimentares Os transtornos alimentares envolvem uma perturbação da alimentação ou do comportamento relacionado à alimentação, que costumam incluir Alterações dos alimentos ou da quantidade consumida pela... leia mais e ingestão de substância tóxica Considerações gerais sobre o envenenamento Intoxicação ou envenenamento é o efeito prejudicial que ocorre quando uma substância tóxica é ingerida, inalada ou entra em contato com a pele, os olhos ou as membranas mucosas, como as da boca... leia mais (como grandes quantidades de paracetamol Intoxicação por paracetamol Por vezes, as pessoas ingerem demasiados produtos que contêm paracetamol e veneno em si mesmos. Dependendo da quantidade de paracetamol no sangue, os sintomas variam desde nenhuns a vômitos... leia mais , ferro Intoxicação por ferro Os sintomas desenvolvem-se aos poucos, começando com vômitos, diarreia e dor abdominal. Alguns dias mais tarde pode ocorrer insuficiência hepática. O diagnóstico baseia-se na história clínica... leia mais ou álcool).

Avaliação de vômitos em bebês e crianças

Para os médicos, o primeiro objetivo é determinar se as crianças estão desidratadas e se os vômitos são causados por um distúrbio que represente risco à vida.

Sinais de alerta

Os sintomas e características a seguir são causa de preocupação:

  • Letargia e apatia

  • Nos bebês, impossibilidade de consolar a criança ou irritabilidade e formação de saliências nas partes moles (fontanelas) entre os ossos cranianos

  • Em crianças mais velhas, dor de cabeça intensa, rigidez do pescoço que torna difícil encostar o queixo no pescoço, sensibilidade à luz e febre

  • Dores abdominais, inchaço ou ambas as coisas

  • Vômitos persistentes em bebês que não vêm crescendo ou se desenvolvendo como esperado

  • Fezes com sangue

Quando consultar um médico

Crianças com sinais de alerta devem ser imediatamente avaliadas por um médico, assim como todos os recém-nascidos; as crianças cujo vômito contiver sangue, se parecer com café moído ou verde-claro e as crianças com traumatismo craniano recente (até uma semana antes). Nem todas as dores de barriga são dores abdominais (um sinal de alerta). Contudo, caso as crianças pareçam desconfortáveis mesmo quando não estão vomitando, e caso seu desconforto dure mais do que algumas horas, elas deverão provavelmente ser examinadas por um médico.

No caso das outras crianças, sinais de desidratação, especialmente redução da micção, e a quantidade de líquidos que elas estão bebendo ajudam a determinar com qual rapidez elas devem ser examinadas. A urgência varia um pouco de acordo com a idade porque os bebês e as crianças pequenas podem ficar desidratadas mais rapidamente do que crianças mais velhas. Em geral, os bebês e as crianças pequenas que passam mais de oito horas sem urinar ou que não querem beber líquidos por mais de oito horas devem ser avaliadas por um médico.

O médico deverá ser chamado, caso as crianças tenham mais de seis a oito episódios de vômitos, caso os vômitos continuem por mais de 24 a 48 horas ou caso outros sintomas (tais como tosse, febre ou erupções cutâneas) estejam presentes.

Crianças que tiveram somente alguns episódios de vômito (com ou sem diarreia), que estão bebendo pelo menos um pouco de líquido e que de resto não estão com aparência muito doente raramente precisam ser examinadas por um médico.

O que o médico faz

Os médicos primeiro indagam sobre os sintomas e o histórico clínico da criança. Em seguida, os médicos fazem um exame físico. Uma descrição dos sintomas da criança e um exame completo em geral permitem que os médicos identifiquem a causa dos vômitos ( Algumas causas e características dos vômitos em bebês, crianças e adolescentes Algumas causas e características dos vômitos em bebês, crianças e adolescentes O vômito é uma eliminação desconfortável, involuntária e forçada de alimentos. Nos bebês, o vômito pode ser distinguido da regurgitação. Os bebês com frequência regurgitam pequenas quantidades... leia mais ).

Os médicos perguntam

  • Quando o vômito começou

  • Com que frequência ela acontece

  • Qual é a aparência dele (incluindo a cor)

  • Se ele é eliminado com força (vômito projetado)

  • Qual é a quantidade de vômito

Determinar se há um padrão (ocorrência a certas horas do dia ou após se comer certos alimentos), pode ajudar os médicos a identificarem possíveis causas. Informações sobre outros sintomas (tais como febre e dores abdominais), evacuações (frequência e consistência) e micção também podem ajudar os médicos a identificarem a causa.

Os médicos também podem perguntar sobre viagens e lesões recentes e, no caso de garotas adolescentes sexualmente ativas, o uso de métodos anticoncepcionais.

Um exame físico é realizado para se verificar sinais de possíveis causas. Os médicos observam se as crianças estão crescendo e se desenvolvendo como esperado.

Tabela
icon

Exames

Os médicos escolhem os exames com base nas causas suspeitas sugeridas pelos resultados de exames. A maioria das crianças não necessita de exames. Contudo, em caso de suspeita de anomalias no abdômen, exames por imagens são normalmente feitos. Em caso de suspeita de distúrbio metabólico hereditário, exames de sangue específicos para esse distúrbio são feitos.

Em caso de suspeita de desidratação, exames de sangue para medir os eletrólitos (minerais necessários para manter o equilíbrio dos líquidos corporais) são ocasionalmente feitos.

Tratamento de vômitos em bebês e crianças

Caso um distúrbio específico seja a causa, ele é tratado. O vômito causado pela gastroenterite em geral desaparece por si mesmo.

Líquidos

Certificar-se de que as crianças estejam bem hidratadas é importante. Geralmente, são administrados líquidos por via oral (consulte Desidratação em crianças Desidratação em crianças A desidratação é quando ocorre a perda de água pelo corpo, geralmente causada por vômitos e/ou diarreia. A desidratação ocorre quando há uma perda significativa de água do corpo, bem como a... leia mais ). Soluções de reidratação oral que contêm o equilíbrio correto de eletrólitos são usadas. Nos Estados Unidos, essas soluções estão amplamente disponíveis sem prescrição médica na maioria das farmácias e nos supermercados. Bebidas esportivas, refrigerantes, sucos e bebidas similares contêm pouquíssimo sódio e carboidratos demais e não devem ser consumidas.

Até mesmo crianças que estão vomitando muito podem tolerar pequenas quantidades de solução dada com frequência. Normalmente, uma colher de chá (cinco mililitros) é administrada a cada cinco minutos. Caso as crianças consigam processar essa quantidade, a quantidade é gradualmente aumentada. Com paciência e motivação, a maioria das crianças consegue tomar líquidos suficientes por via oral para evitar a necessidade de administrar líquidos pela veia (hidratação intravenosa). No entanto, crianças com desidratação grave e aquelas que não ingerem uma quantidade suficiente de líquidos por via oral podem precisar de hidratação intravenosa.

Medicamentos para redução dos vômitos

Medicamentos frequentemente usados em adultos para reduzir a náusea e os vômitos são usados com menor frequência em crianças porque sua utilidade não foi comprovada. Além disso, esses medicamentos podem ter efeitos colaterais que incluem sonolência, tontura, dor de cabeça e constipação. Contudo, se a náusea ou vômitos forem graves ou não desaparecerem, é possível que o médico administre prometazina, proclorperazina, metoclopramida ou ondansetrona a crianças com mais de dois anos de idade.

Dieta

Assim que as crianças receberem líquidos suficientes e não estiverem mais vomitando, elas devem receber uma dieta apropriada para a idade. Os bebês podem receber leite materno ou fórmula láctea.

Pontos-chave de vômitos em bebês e crianças

  • Habitualmente, os vômitos são causados por gastroenterite devida a um vírus e não causa problemas de longa duração ou graves.

  • Às vezes, o vômito é sinal de um distúrbio grave.

  • Caso diarreia acompanhe o vômito, a causa é provavelmente gastroenterite.

  • As crianças devem ser avaliadas por um médico imediatamente caso o vômito persista ou caso elas apresentem outros sinais de alerta (tais como letargia, irritabilidade, dor de cabeça grave, dores abdominais ou inchaço, vômito sanguinolento, verde claro ou amarelo, ou sangue nas fezes).

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Teste os seus conhecimentos
Microcefalia
Microcefalia significa uma cabeça excepcionalmente pequena. Frequentemente, a cabeça é pequena, porque o cérebro é pequeno e não se desenvolveu normalmente. Qual das seguintes afirmativas sobre microcefalia NÃO está correta?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS