Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Toxoplasmose em recém-nascidos

(Congenital Toxoplasmosis)

Por

Brenda L. Tesini

, MD, University of Rochester School of Medicine and Dentistry

Última revisão/alteração completa jul 2020| Última modificação do conteúdo jul 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A

toxoplasmose é uma infecção pelo parasita Toxoplasma gondii. Normalmente, ela não causa problemas em adultos saudáveis, mas pode causar doença grave em recém-nascidos e em pessoas com sistema imunológico enfraquecido.

  • A toxoplasmose é causada por um parasita que vive e multiplica-se em gatos.

  • O feto pode nascer prematuramente, e um recém-nascido pode ter problemas como uma cabeça pequena ou um fígado aumentado.

  • Podem ser feitos exames de sangue e de outros fluidos para detectar a infecção no feto, recém-nascido ou na mãe.

  • A infecção pode causar morte em algumas crianças e problemas neurológicos de longo prazo em outras.

  • As mulheres grávidas devem evitar areia de gatos e só devem comer carne bem cozida.

  • Medicamentos antiparasitários podem ser administrados para fetos ou os recém-nascidos para tratar a infecção.

O parasita Toxoplasma gondii vive e se multiplica principalmente em gatos, e seus ovos são eliminados nas fezes do gato. Fezes de gato podem contaminar alimentos, solo e água. Gestantes podem se infectar se engolirem ovos de Toxoplasma após tocarem em areia de gato, solo ou outros objetos contaminados e depois levarem a mão à boca ou se manusearem e ingerirem alimentos sem lavar as mãos. Gestantes podem também ser infectadas se consumirem carne crua ou malcozida ou outros alimentos contaminados. Fetos são infectadas se o Toxoplasma gondii atravessar a placenta (o órgão que fornece nutrição ao feto) durante a gravidez.

Mulheres que tenham sido infectadas antes da gravidez não costumam transmitir o parasita para seu feto, a menos que seu sistema imunológico esteja debilitado (por exemplo, por infecção pelo HIV), reativando sua infecção.

A infecção no feto é mais grave se o feto for infectado no início da gravidez.

Ciclo de vida do Toxoplasma gondii

  • 1a. Os ovos são eliminados nas fezes de gato. Muitos ovos são eliminados, mas geralmente durante apenas uma a duas semanas. Depois de um a cinco dias no ambiente, os ovos conseguem causar infecção.

  • 1b. Os gatos podem ser reinfectados ao consumir alimentos ou outros materiais contaminados com os ovos.

  • 2. Outros animais (como pássaros silvestres, roedores, veados, porcos e ovelhas) podem consumir os ovos em solo, água, material de plantas ou areia para gatos contaminada.

  • 3. Pouco depois que os ovos forem consumidos, eles liberam formas do parasita que podem se mover (chamados taquizoítos).

  • 4. Os taquizoítos se disseminam pelo corpo do animal e formam cistos no tecido nervoso e muscular.

  • 5. Os gatos são infectados depois de comer animais que contêm esses cistos.

  • 6a. As pessoas podem ser infectadas ao comer carne mal cozida contendo esses cistos.

  • 6b. As pessoas também podem infectar-se se ingerirem alimentos, água ou outros materiais (como solo) contaminados com fezes de gato ou tocar em areia para gatos domésticos e depois levar a mão à boca.

  • 7. Em casos raros, as pessoas são infectadas ao fazerem uma transfusão de sangue ou transplante de órgão que contenha o parasita.

  • 8. Em casos raros, a infecção é transmitida da mãe para o feto.

  • 9. Nas pessoas, os parasitas formam cistos em tecidos, geralmente no músculo e no coração, cérebro e olhos.

Ciclo de vida do  <i >Toxoplasma gondii</i>

Sintomas

O feto pode crescer lentamente e nascer prematuro.

Ao nascimento, recém-nascidos geralmente não têm sintomas, mas podem apresentar vários problemas, incluindo

  • Cabeça pequena (microcefalia)

  • Inflamação do cérebro

  • Icterícia (cor amarela da pele ou olhos)

  • Fígado e baço aumentados

  • Inflamação do coração, pulmões ou olhos

  • Erupção cutânea

A inflamação dos olhos (coriorretinite) pode resultar em cegueira. Podem ocorrer problemas neurológicos graves, incluindo convulsões. Algumas crianças apresentam deficiência intelectual.

As crianças nascidas com toxoplasmose congênita podem ficar gravemente doentes e morrer logo depois de nascer, ou podem não apresentar nenhum sintoma até meses ou anos mais tarde. Algumas nunca ficam doentes.

Diagnóstico

  • Para a mãe: Exames de sangue

  • Para o feto: Exames do líquido amniótico

  • Para o recém-nascido: Exames de sangue e outros fluidos, exames de imagem do cérebro, punção lombar e exames oculares

O diagnóstico de toxoplasmose na gestante geralmente se baseia em exames de sangue que detectam anticorpos contra o parasita. (Anticorpos são proteínas produzidas pelo sistema imunológico para ajudar a defender o corpo contra ataques, incluindo de parasitas).

Para determinar se um feto foi infectado, um médico pode coletar uma amostra do líquido ao redor do feto (líquido amniótico) e testar para a presença de anticorpos e material genético (DNA) do parasita. O teste, um procedimento chamado amniocentese, é geralmente realizado após a 14ª semana de gestação.

Em alguns estados, a infecção é encontrada em recém-nascidos aparentemente saudáveis durante exames preventivos de rotina do recém-nascido usando uma gota de sangue seco. Se os médicos suspeitarem da infecção em um recém-nascido, eles testam o sangue e o líquido que circunda o cérebro e a medula espinhal (líquido cefalorraquidiano). Para obter uma amostra de líquido cefalorraquidiano, os médicos fazem um punção lombar. Outros líquidos corporais e a placenta também podem ser testados. Os médicos fazem exames de imagem, como tomografia computadorizada (TC) ou ressonância magnética (RM) para procurar anormalidades típicas da toxoplasmose. Também é feito um exame oftalmológico completo nos recém-nascidos por um oftalmologista (um médico especialista na avaliação e tratamento de todos os tipos de distúrbios oculares) e em exames de audição.

Prognóstico

Algumas crianças apresentam uma infecção grave e morrem precocemente, ao passo que outras sobrevivem, mas têm problemas neurológicos de longo prazo. Ocasionalmente, problemas neurológicos (como deficiência intelectual, surdez e convulsões) ou problemas oculares como coriorretinite, se desenvolvem anos depois em crianças aparentemente normais ao nascimento. Portanto, crianças com toxoplasmose congênita devem ser monitoradas cuidadosamente pelos médicos para além da infância.

Prevenção

Gestantes devem evitar manusear fezes de gatos. Se isso não for possível, as mulheres grávidas devem trocar a caixa areia todos os dias, pois os ovos de toxoplasmose não se tornam infecciosos por cerca de 24 horas depois de excretados pelo gato. A mulher também deve usar luvas e, em seguida, lavar as mãos cuidadosamente para reduzir o risco de infecção.

Gestantes devem cozinhar a carne até ficar bem cozida antes de comer. Frutas e verduras devem ser cuidadosamente lavadas ou descascadas e toda a preparação de alimentos deve ser seguida imediatamente pela lavagem das mãos.

Para reduzir o risco de transmitir a infecção para o feto, gestantes infectadas podem tomar o medicamento espiramicina. No entanto, esse medicamento não trata o feto.

Tratamento

  • Para fetos: Pirimetamina e sulfonamidas

  • Para recém-nascidos: Pirimetamina, sulfadiazina e leucovorina

Pirimetamina e sulfonamidas podem ser tomadas mais tarde na gravidez caso o feto esteja infectado.

Recém-nascidos infectados, com e sem sintomas, são tratados com pirimetamina, sulfadiazina e leucovorina (um medicamento que previne os efeitos da pirimetamina).

A inflamação dos olhos, às vezes, é tratada com corticosteroides.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS