Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Deficiência de tiamina

(Beribéri; deficiência de vitamina B1)

Por

Larry E. Johnson

, MD, PhD, University of Arkansas for Medical Sciences

Última revisão/alteração completa out 2019| Última modificação do conteúdo out 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

A deficiência de tiamina (que causa beribéri e outros problemas) é mais comum entre as pessoas cuja dieta consiste principalmente em arroz branco ou carboidratos altamente processados, em países em desenvolvimento, e entre alcoólatras.

  • Uma dieta que consista principalmente de farinha branca, açúcar branco e outros carboidratos altamente processados, pode causar deficiência de tiamina.

  • No início, as pessoas apresentam sintomas vagos, como fadiga e irritabilidade, mas uma deficiência grave (beribéri) pode afetar os nervos, os músculos, o coração e o cérebro.

  • O diagnóstico toma por base os sintomas e uma resposta favorável aos suplementos de tiamina.

  • Suplementos de tiamina, administrados por via oral, podem corrigir a deficiência.

A vitamina tiamina (vitamina B1) está amplamente disponível na dieta. Ela é essencial para o processamento (metabolismo) dos carboidratos (para produzir energia), proteínas e gorduras e para o funcionamento normal dos nervos e do coração. A tiamina não é tóxica, de modo que seu consumo em quantidades excessivas não é uma preocupação. Boas fontes de tiamina incluem levedura seca, cereais integrais, carne (especialmente carne de porco e fígado), cereais enriquecidos, nozes, legumes e batatas.

A deficiência de tiamina geralmente ocorre na presença de outras deficiências de vitaminas do complexo B.

Causas

É possível que a deficiência de tiamina seja causada por

  • Uma deficiência de tiamina na dieta

É possível que adultos jovens com anorexia grave e pessoas cuja dieta consista principalmente em carboidratos altamente processados (como arroz branco refinado, farinha branca e açúcar branco) não consumam uma quantidade suficiente de tiamina. O polimento do arroz remove quase todas as vitaminas.

Pessoas que consomem quantidades excessivas de álcool frequentemente substituem os alimentos por álcool e, assim, não consomem uma quantidade suficiente de tiamina, tendo um risco elevado de desenvolverem essa deficiência. Além disso, o álcool pode interferir na absorção e no metabolismo dessa vitamina e pode aumentar a necessidade de tiamina do organismo.

A deficiência de tiamina também pode ser causada por

  • Distúrbios ou quadros clínicos que aumentam a necessidade de tiamina pelo organismo, como hiperatividade da glândula tireoide (hipertireoidismo), gravidez, amamentação, exercícios intensos e febre

  • Distúrbios que interferem no metabolismo da vitamina, como doenças hepáticas

  • Distúrbios que impedem que a tiamina seja absorvida, como diarreia prolongada

Sintomas

Os sintomas iniciais de deficiência de tiamina são indeterminados. Incluem cansaço, irritabilidade, perda de memória e de apetite, distúrbios do sono, desconforto abdominal e perda de peso.

Pode acabar surgindo uma carência grave de tiamina (beribéri), caracterizada por alterações nervosas, cerebrais e cardíacas. Diferentes formas de beribéri causam diferentes sintomas.

Beribéri seco

Desenvolvem-se anormalidades dos nervos e dos músculos. Os sintomas incluem a sensação de formigamento nos dedos dos pés, sensação de ardor nos pés, que aumenta à noite, e dor e câimbras nas pernas. Os músculos podem ficar fracos e definhar (atrofiar). Se a deficiência piorar, os braços também são afetados.

Beribéri úmido

Desenvolvem-se anomalias cardíacas. O coração bombeia mais sangue e bate mais rápido. Os vasos sanguíneos são alargados (dilatados), tornando a pele quente e úmida. Uma vez que o coração não consegue continuar a trabalhar nesse nível, uma insuficiência cardíaca acaba se desenvolvendo. Assim, ocorre um acúmulo de líquido nas pernas (na forma de edema) e nos pulmões (na forma de congestão) e a pressão arterial pode baixar, às vezes provocando choque e morte.

Anormalidades cerebrais

A deficiência de tiamina causa anormalidades cerebrais principalmente em alcoólatras. Anormalidades cerebrais podem estar presentes sem causar qualquer sintoma até que algo aconteça para agravar a deficiência de tiamina, como uma compulsão alcoólica. Anormalidades cerebrais também podem causar sintomas depois que um alcoólatra recebe carboidratos por via intravenosa. Os sintomas ocorrem porque esses carboidratos extras aumentam ainda mais a necessidade de tiamina. Essas anormalidades cerebrais são chamadas de síndrome de Wernicke-Korsakoff, que tem duas partes:

  • A encefalopatia de Wernicke provoca confusão, apatia, dificuldade em andar e problemas oculares, incluindo movimentos oculares involuntários (nistagmo) e paralisia parcial dos olhos. Se a encefalopatia de Wernicke não for tratada com a rapidez necessária, os sintomas podem piorar, causando coma e até a morte.

  • A psicose de Korsakoff causa perda de memória de eventos recentes, confusão e uma tendência para inventar fatos e preencher as lacunas nas memórias (confabulação).

Beribéri infantil

Essa forma ocorre em bebês (normalmente até três a quatro semanas de idade) amamentados por uma mãe que tem deficiência de tiamina. Pode ocorrer insuficiência cardíaca repentina nesses bebês. Eles podem perder a voz (afonia) em algum grau, e podem não apresentar determinados reflexos.

Diagnóstico

  • Exame físico

  • Melhora de sintomas quando são administrados suplementos de tiamina

O diagnóstico de deficiência de tiamina toma por base os sintomas.

Os exames para confirmar o diagnóstico não são facilmente visíveis. Exames de sangue para medir os níveis de eletrólitos são normalmente realizados para excluir outras possíveis causas.

O diagnóstico é confirmado se suplementos de tiamina melhorarem os sintomas.

Tratamento

  • Suplementos de tiamina

Todas as formas de deficiência de tiamina são tratadas com suplementos de tiamina. Geralmente são administrados por via oral. Se os sintomas forem graves, são administrados por via intravenosa. Uma vez que a deficiência de tiamina ocorre, frequentemente, na presença de outras deficiências de vitamina B, normalmente são administrados polivitamínicos por várias semanas. As pessoas são incentivadas a se alimentar de forma saudável e são aconselhadas a consumir de uma a duas vezes a dose recomendada diária de vitaminas. Elas não devem beber álcool.

A síndrome de Wernicke-Korsakoff, uma emergência médica, é tratada com altas doses de tiamina, administradas por via intravenosa ou por injeção no músculo (intramuscular) por vários dias. O uso de álcool deve ser interrompido.

Quando as pessoas, que podem ter uma deficiência de tiamina, particularmente alcoólicos, precisam ser alimentados de forma intravenosa, elas recebem primeiramente suplementos de tiamina. Essas soluções intravenosas contêm glicose. Uma vez que a tiamina é necessária para processar (metabolizar) a glicose, a glicose pode desencadear ou piorar os sintomas de deficiência de tiamina. Administrar-lhes primeiramente suplementos de tiamina pode prevenir o desenvolvimento ou agravamento da síndrome de Wernicke-Korsakoff.

Com o tratamento, a maioria das pessoas se recupera completamente. Em algumas pessoas com síndrome de Wernicke-Korsakoff, alguns danos cerebrais são permanentes. Os sintomas de beribéri podem reaparecer anos depois de uma aparente recuperação.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Considerações gerais sobre vitaminas e minerais
Vídeo
Considerações gerais sobre vitaminas e minerais
O corpo humano precisa de várias vitaminas e minerais para se desenvolver. Muitos desses nutrientes...

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS