Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Considerações gerais sobre o ânus e o reto

Por

Parswa Ansari

, MD, Hofstra Northwell-Lenox Hill Hospital, New York

Última revisão/alteração completa jan 2020| Última modificação do conteúdo jan 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

O ânus é a abertura, na extremidade do trato digestivo, pelo qual as fezes saem do corpo.

O reto é a seção do trato digestivo acima do ânus, onde as fezes são mantidas antes de serem expelidas do corpo pelo ânus.

O sistema digestivo

O sistema digestivo

O ânus é formado, em parte, pelas camadas superficiais do corpo, incluindo a pele e, em parte, pelo intestino. A parede do reto é composta por um tecido brilhante e vermelho que contém glândulas mucosas — muito semelhante ao restante do revestimento intestino. O revestimento do reto é relativamente insensível à dor, mas os nervos do ânus e da pele externa vizinha são muito sensíveis à dor.

As veias do reto e do ânus desembocam principalmente na veia porta que, por sua vez, desemboca no fígado e, então, passa para a circulação geral. Algumas dessas veias desembocam diretamente nas veias pélvicas e depois chegam à circulação geral. Os vasos linfáticos do reto drenam nos linfonodos na região inferior do abdômen. Os vasos linfáticos do ânus drenam nos linfonodos na virilha.

Um anel muscular (esfíncter anal) mantém o ânus fechado. Esse esfíncter é controlado de forma subconsciente pelo sistema nervoso autônomo. Entretanto, parte do esfíncter pode ser relaxada ou contraída de forma consciente.

Os distúrbios do ânus e do reto incluem

Diagnóstico

  • Avaliação de um médico

  • Anuscopia ou sigmoidoscopia

  • Possivelmente, tomografia computadorizada (TC) ou ressonância magnética (RM)

Para diagnosticar distúrbios do ânus e do reto, o médico inspeciona a pele ao redor do ânus para detectar qualquer alteração. O médico examina o ânus com o dedo enluvado. No caso das mulheres, esse exame é frequentemente acompanhado por um exame manual da vagina (consulte Exame ginecológico). Muitas vezes, o médico também examina o abdômen.

Em seguida, o médico examina o ânus e o reto com um tubo rígido para visualização que mede entre 7 e 25 centímetros (anuscópio ou proctoscópio). Um tubo flexível mais longo (sigmoidoscópio) pode, então, ser inserido, permitindo que o médico observe cerca de 60 centímetros ou mais do intestino grosso.

A anuscopia ou sigmoidoscopia (consulte Endoscopia) geralmente é desconfortável, mas não dolorosa. Contudo, se a região anal ou perianal estiver dolorida por causa de um quadro clínico anômalo, o médico pode aplicar uma pomada anestésica (por exemplo, lidocaína) ou administrar anestesia local, regional ou mesmo geral antes de realizar o exame. Às vezes, um enema de limpeza para limpar as fezes da parte inferior do intestino grosso é feito antes da sigmoidoscopia.

Durante a sigmoidoscopia, podem ser coletadas amostras de tecido e secreções para serem examinadas ao microscópio. Também pode ser realizada uma TC ou RM.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS