Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Síndrome da rolha meconial

(Síndrome do cólon esquerdo pequeno)

Por

William J. Cochran

, MD, Geisinger Clinic

Última revisão/alteração completa mai 2020| Última modificação do conteúdo mai 2020
Clique aqui para a versão para profissionais

A síndrome da rolha meconial é um bloqueio do intestino grosso causado por conteúdo intestinal espesso (mecônio).

  • A síndrome da rolha meconial pode ser provocada pela doença de Hirschsprung ou fibrose cística.

  • Em geral, o recém-nascido tem problemas de alimentação, vômitos, aumento do volume abdominal e não tem evacuação durante o primeiro dia ou dois de vida.

  • O diagnóstico se baseia nos sintomas e no resultado de radiografias.

  • O bloqueio é tratado com enemas e, às vezes, cirurgia.

O mecônio, uma substância de cor verde‑escuro, são as primeiras fezes do recém-nascido. O recém-nascido evacua o mecônio durante ou logo após o nascimento. Se o mecônio for excepcionalmente espesso ou com consistência de piche, ele pode bloquear o intestino grosso (cólon). Na síndrome da rolha meconial, o cólon fica completamente bloqueado pelo mecônio espesso. Acima do bloqueio, o intestino delgado fica dilatado (aumenta de tamanho), o que provoca inchaço abdominal (distensão).

Sintomas da síndrome da rolha meconial

Após o nascimento, o recém-nascido costuma evacuar o mecônio nas primeiras 12 a 24 horas. Contudo, o recém-nascido com síndrome da rolha meconial não evacua o mecônio no primeiro dia ou dois de vida e também tem sintomas de bloqueio intestinal, incluindo vômitos e inchaço abdominal. Ao apalpar o ventre do bebê, o médico pode sentir as alças intestinais aumentadas através da parede abdominal.

Diagnóstico da síndrome da rolha meconial

  • Radiografia simples do abdômen

  • Enema com contraste radiopaco

  • Às vezes, exames para a doença de Hirschsprung

O médico suspeita da presença de síndrome da rolha meconial em recém-nascidos que apresentam sintomas de bloqueio e não evacuam o mecônio no primeiro dia ou dois de vida. Uma radiografia simples do abdômen pode mostrar obstrução intestinal. Para poder fazer um diagnóstico definitivo, o médico tira uma radiografia após administrar um enema com um líquido que pode ser visto na radiografia (meio de contraste radiopaco Radiografias com um meio de contraste radiopaco Os raios-X são ondas de radiação de alta energia que podem penetrar a maioria das substâncias (em graus variados). Em doses muito baixas, os raios-X são usados para produzir imagens que ajudam... leia mais ). O meio de contraste delineia a parte de dentro do cólon e permite que o médico veja a rolha meconial.

Tratamento da síndrome da rolha meconial

  • Enema com contraste radiopaco

  • Cirurgia raramente

Um enema com contraste radiopaco é utilizado para ajudar a diagnosticar e tratar a síndrome da rolha meconial. O líquido de contraste ajuda a levar líquido para dentro do cólon e decompõe o mecônio para que o bebê possa então evacuá-lo.

Se o enema não conseguir remover o bloqueio, ele possivelmente será removido cirurgicamente.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
OUTROS TÓPICOS NESTE CAPÍTULO
Obtenha o
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Teste os seus conhecimentos
Febre familiar do Mediterrâneo
Quais dos seguintes órgãos pode ser danificado pela amiloidose resultante de um tratamento ruim da febre mediterrânea familiar?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS