Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Considerações gerais sobre a função do sódio no organismo

Por

James L. Lewis, III

, MD, Brookwood Baptist Health and Saint Vincent’s Ascension Health, Birmingham

Última revisão/alteração completa set 2018| Última modificação do conteúdo set 2018
Clique aqui para a versão para profissionais

O sódio é um dos eletrólitos do corpo, que são minerais de que o corpo necessita em quantidades relativamente grandes. Os eletrólitos carregam uma carga elétrica quando dissolvidos em líquidos corporais como o sangue. (Consulte também Considerações gerais sobre eletrólitos.)

A maioria do sódio do corpo está situada no sangue e no líquido que circunda as células. O sódio ajuda o organismo a manter um equilíbrio hídrico normal (consulte A água no corpo). O sódio desempenha um papel importante na função normal de nervos e músculos.

O corpo obtém o sódio através de alimentos e bebidas e o elimina principalmente no suor e na urina. Os rins saudáveis mantêm um nível de sódio constante no organismo por meio do ajuste da quantidade excretada na urina. Quando o consumo e a perda de sódio não estão equilibrados, a quantidade total de sódio presente no corpo é afetada. É possível que a concentração de sódio no sangue esteja

Controle do volume de sangue

A quantidade total de sódio no corpo afeta a quantidade de líquido no sangue (volume de sangue) e em torno das células. O corpo monitora continuamente o volume de sangue e as concentrações de sódio. Quando o volume de sangue ou a concentração de sódio ficam excessivamente altos, os sensores localizados no coração, nos vasos e nos rins detectam o aumento e estimulam os rins para aumentar a excreção de sódio, de modo a retornar o volume de sangue ao normal.

Quando o volume de sangue ou a concentração de sódio se torna muito baixo(a), os sensores ativam mecanismos para aumentar o volume de sangue. Estes mecanismos incluem:

  • Os rins estimulam as glândulas adrenais a secretar o hormônio aldosterona. A aldosterona faz com que os rins retenham sódio e excretem o potássio. Quando o sódio é retido, menos urina é produzida, o que acaba fazendo com que o volume de sangue aumente.

  • A hipófise secreta vasopressina (às vezes chamado hormônio antidiurético). A vasopressina faz com que os rins conservem água.

Manutenção do equilíbrio hídrico e de sódio em idosos

À medida que a pessoa envelhece, o corpo vai ficando menos capaz de manter o equilíbrio hídrico e de sódio por várias razões:

  • Diminuição da sede: À medida que a pessoa envelhece, ela sente sede menos rapidamente ou menos intensamente e, portanto, pode não beber líquidos quando necessário.

  • Alterações nos rins: Com o envelhecimento, a capacidade dos rins de recuperar água e eletrólitos da urina pode diminuir (urina concentrada) e, assim, um maior volume de água pode ser excretado na urina.

  • Menos líquido no corpo: Em idosos, o corpo contém menos líquido. Apenas 45% do peso corporal é formado por líquido em idosos, em comparação com 60% em pessoas mais jovens. Esta alteração significa que uma ligeira perda de líquido e sódio, que pode ser resultante de febre ou do fato de não comer e beber o suficiente (às vezes, por apenas um dia ou dois), pode ter consequências mais graves em idosos.

  • Incapacidade de obter água: Alguns idosos têm problemas físicos que os impedem de conseguir algo para beber quando estão com sede. Outros podem ter demência, o que pode impedi-los de perceber que estão com sede ou de falarem algo sobre isso. É possível que eles dependam de outras pessoas para obter água.

  • Medicamentos: Muitos idosos tomam medicamentos para hipertensão arterial, diabetes mellitus ou distúrbios cardíacos que podem fazer com que o corpo excrete líquido em excesso ou intensificar os efeitos prejudiciais da perda de líquido.

As situações acima podem resultar na perda de líquido ou em não consumir líquido suficiente e, portanto, podem causar níveis altos de sódio no sangue (hipernatremia) e/ou desidratação. Como essas situações são mais comuns entre idosos, a hipernatremia também é mais comum entre eles. A hipernatremia é mal tolerada por idosos e pode resultar em confusão, coma e morte se for grave.

O excesso de líquido e de sódio também ocorre mais comumente em idosos, porque distúrbios que geralmente resultam em excesso de líquido (sobrecarga hídrica) – insuficiência cardíaca, distúrbios hepáticos e doenças renais – também são mais comuns em idosos.

A presença de níveis baixos de sódio no sangue (hiponatremia) é mais comum em idosos. A hiponatremia geralmente ocorre quando o corpo retém muito líquido, tal como ocorre na insuficiência cardíaca ou em doenças hepáticas. A hiponatremia também ocorre em idosos que tomam determinados tipos de diurético (diurético de tiazida, tal como a hidroclorotiazida), especialmente se os rins não estiverem funcionando normalmente. O uso de suplementos nutricionais na forma líquida ou receber soluções intravenosas que tenham baixo teor de sódio, durante a internação hospitalar, também pode causar hiponatremia em idosos.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Visão geral do sistema endócrino e hormonal
Vídeo
Visão geral do sistema endócrino e hormonal
Modelos 3D
Visualizar tudo
Sistema endócrino masculino
Modelo 3D
Sistema endócrino masculino

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS