Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

honeypot link

Sulfato de condroitina

Por

Laura Shane-McWhorter

, PharmD, University of Utah College of Pharmacy

Última modificação do conteúdo out 2018
Clique aqui para acessar Educação para o paciente

O sulfato de condroitina é um glicosaminoglicano, um componente natural de cartilagem. É extraído da cartilagem de tubarão ou de vaca e manufaturado sinteticamente. Sua composição pode variar. Com frequência, é associado à glicosamina.

Alegações

O sulfato de condroitina é utilizado para o tratamento de osteoartrose. Evidências científicas não mostram benefícios do uso isolado de sulfato de condroitina. Entretanto, evidências sugerem que combinado a glicosamina, pode reduzir a dor articular, melhorar a mobilidade articular e reduzir as doses de anti-inflamatórios convencionais, quando usado por 6 a 24 meses. Os efeitos em períodos mais longos são incertos. O mecanismo é desconhecido. A dose é de 600 mg VO, 1 vez/dia, a 400 mg VO tid.

Evidências

As evidências sobre a eficácia do sulfato de condroitina são conflitantes. Até recentemente, somente pequenos ensaios estudaram o sulfato de condroitina isoladamente ou em combinação à glucosamina no tratamento da osteoartrite. O Glucosamine/Chondroitin Arthritis Intervention Trial (GAIT), um grande ensaio clínico multicêntrico randomizado, duplo-cego, controlado por placebo estudou o uso de glicosamina (500 mg VO tid), sulfato de condroitina (400 mg VO tid) no tratamento da osteoartrite do joelho; no grupo como um todo, não houve diminuição da dor. No entanto, subanálises exploratórias sugeriram eficácia em um subgrupo de pacientes com dor no joelho moderada a grave (1).

Uma revisão de 43 estudos randomizados e controlados também sugeriu que os benefíciso da condroitina limitam-se à melhora leve da dor em estudos de curto prazo, embora a qualidade de vida possa melhorar. (2). Foi sugerido que a causa do benefício conflitante dos sintomas decorre da má qualidade dos vários suplementos alimentares de sulfato de condroitina e que o sulfato de condroitina farmacêutico com percentual definido de pureza e sequências de oligossacáridos é eficaz e deve ser utilizado para o tratamento (3). No estudo randomizado CONCEPT controlado com placebo, a eficácia de 800 mg de sulfato decondroitina foi superior à do placebo e semelhante à do celecoxibe na osteoartrite do joelho (4). A heterogeneidade dos sintomas e as causas da osteoartrite também contribuem para a dificuldade do uso na prática clínica.

Efeitos adversos

Não foram relatados efeitos adversos graves. Os efeitos adversos mais comuns são dor de estômago, náuseas e outros sintomas GI.

Interações medicamentosas

O sulfato de condroitina pode aumentar a ação anticoagulante da varfarina (5).

Referências sobre sulfato de condroitina

  • Clegg DO, Reda DJ, Harris CL, et al: Glucosamine, chondroitin sulfate, and the two in combination for painful knee osteoarthritis. N Engl J Med 354(8):795-808, 2006.

  • Singh JA, Noorbaloochi S, MacDonald R, et al: Chondroitin for osteoarthritis. Cochrane Database Syst Rev 1:CD005614, 2015. doi: 10.1002/14651858.CD005614.pub2.

  • Hochberg M, Chevalier X, Henrotin Y, et al: Symptom and structure modification in osteoarthritis with pharmaceutical-grade chondroitin sulfate: what's the evidence? Curr Med Res Opin 29(3): 259-267, 2013. doi: 10.1185/03007995.2012.753430.

  • Reginster JY, Dudler J, Blicharski T, et al: Pharmaceutical-grade chondroitin sulfate is as effective as celecoxib and superior to placebo in symptomatic knee osteoarthritis: the ChONdroitin versus CElecoxib versus Placebo Trial (CONCEPT). Ann Rheum Dis 76(9):1537-1543, 2017. doi: 10.1136/annrheumdis-2016-210860.

  • Knudsen JF, Sokol GH: Potential glucosamine-warfarin interaction resulting in increased international normalized ratio: case report and review of the literature and MedWatch database. Pharmacotherapy 28(4):540-548, 2008. doi: 10.1592/phco.28.4.540.

Informações adicionais

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS