honeypot link

Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

Vacina contra o papilomavírus humano (HPV)

Por

Margot L. Savoy

, MD, MPH, Lewis Katz School of Medicine at Temple University

Última modificação do conteúdo jul 2019
Clique aqui para acessar Educação para o paciente

Infecção pelo papilomavírus humano (HPV) é a doença sexualmente transmissível mais comum. O HPV pode causar verrugas cutâneas, verrugas genitais ou certos tipos de câncer, dependendo do tipo de HPV. Há vacinas disponíveis para proteger contra muitas das cepas do HPV que podem causar verrugas genitais e câncer. Entretanto, o uso da vacina contra o HPV não elimina a necessidade de exames contínuos de triagem de Papanicolau (Pap); cerca de 30% das neoplasias cervicais são causadas pelos tipos de HPV não incluídos na vacina.

Preparados

Três vacinas protegem contra o HPV:

  • Uma vacina nonavalente que protege contra os tipos 6 e 11 do HPV (que causam > 90% das verrugas genitais visíveis), tipos 16 e 18 (que causam a maioria dos casos de câncer cervical) e os tipos 31, 33, 45, 52 e 58

  • A vacina quadrivalente (HPV4) que protege contra os tipos 6, 11, 16 e 18

  • Uma vacina bivalente (HPV2) que protege contra os tipos 16 e 18

Atualmente apenas a vacina nonavalente está disponível nos EUA.

A tecnologia de DNA recombinante é utilizada para preparar vacinas contra o HPV a partir da principal proteína de capsídeo (L1) do HPV. As proteínas L1 se auto-organizam em partículas não infecciosas, não oncogênicas semelhantes a vírus (VLPs).

Indicações

A vacina contra o HPV faz parte da vacinação infantil de rotina ( Cronograma de imunização recomendado para idades de 7–18 anos). A indicação aprovada pela FDA para a vacina 9-valente foi recentemente ampliada de modo a incluir adultos de 27 a 45 anos para prevenção de certos tipos de cânceres e doenças relacionados ao HPV; as recomendações atuais do Advisory Committee on Immunization Practices são

  • Homens e mulheres até 26 anos: recomenda-se a vacina contra o HPV aos 11 ou 12 anos (pode-se começar aos 9) e para pessoas ainda não vacinadas ou não adequadamente vacinadas até os 26 anos.

  • Para adultos de 27 a 45 anos: os médicos devem discutir com os pacientes a necessidade de vacinação para uma decisão conjunta.

Alternativamente (para consideração fora dos EUA), pode-se usar os seguintes:

  • HPV4 ou HPV2 para mulheres

  • HPV4 para homens, incluindo aqueles que fazem sexo com homens

Contraindicações e precauções

As contraindicações para a vacina contra HPV são

  • Reação alérgica grave (p. ex., anafilaxia) após a dose anterior ou a um componente da vacina

  • Gestação

Embora as vacinas contra o HPV não sejam recomendadas para gestantes, testes de gestação não são necessários antes da vacinação. Se a gestação for diagnosticada depois de a série vacinal ter sido iniciada, nenhuma intervenção é necessária, mas as doses restantes da série devem ser adiadas até a gestação chegar a termo.

A principal precaução com a vacina contra HPV é

  • Doença moderada ou aguda grave com ou sem febre (a vacinação é adiada até a resolução da doença)

Dose e administração

A dose da vacina contra HPV é 0,5 mL IM administrada em uma série de 2 ou 3 dependendo da vacinação inicial contra o HPV.

  • Dose inicial aos 9 a 14 anos de idade: administra-se uma série de 2 doses em 0 e 6 a 12 meses. O intervalo mínimo entre as doses é de 5 meses. Se a dose for administrada muito cedo (em < 5 meses); deve-se repetir a segunda dose ≥ 12 semanas após a dose inválida e ≥ 5 meses depois da 1ª dose.

  • Dose inicial ≥ 15 anos de idade: administra-se uma série de 3 doses em 0, 1 a 2 meses e 6 meses. Os intervalos mínimos são de 4 semanas entre a 1ª e a 2ª dose, 12 semanas entre a 2ª e a 3ª dose e 5 meses entre a 1ª e a 3ª dose.

Efeitos adversos

Não foram relatados efeitos adversos graves.

Efeitos leves incluem dor, eritema, edema e sensibilidade no local da injeção.

Informações adicionais

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS