Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

honeypot link

Visão geral dos clostrídios

Por

Larry M. Bush

, MD, FACP, Charles E. Schmidt College of Medicine, Florida Atlantic University;


Maria T. Vazquez-Pertejo

, MD, FACP, Wellington Regional Medical Center

Última modificação do conteúdo set 2019
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
Recursos do assunto

Os mais conhecidos patógenos anaeróbios são os esporos formados por clostrídios, bacilos Gram-positivos encontrados amplamente na poeira, no solo e nas vegetações e como flora normal no trato gastrointestinal dos mamíferos. As espécies patogênicas produzem exotoxinas neurológicas e que destroem tecidos que contribuem para as manifestações da doença.

Embora tenham sido identificadas quase 100 Clostridium spp, somente 25 a 30 geralmente induzem doença humana ou animal.

Fisiopatologia

As espécies patogênicas produzem exotoxinas neurológicas ou destroem tecidos que são responsáveis pelas manifestações da doença. Os clostrídios podem se tornar patogênicos quando a tensão de oxigênio e o pH nos tecidos estiverem baixos. Um ambiente anorganismo aeróbio pode se desenvolver em tecido isquêmico ou desvitalizado, como ocorre na insuficiência arterial primária ou após perfuração profunda ou lesões de esmagamento. O paciente mais propenso a ter infecção por clostrídios é aquele com ferimento grave e profundo, em especial se houver contaminação, mesmo que mínima, com material externo.

Doença por clostrídios também pode ocorrer após injeção de drogas ilícitas.

Doença grave não infecciosa pode ocorrer após a ingestão de alimentos enlatados em casa, nos quais os clostrídios produziram toxinas.

Doenças causadas por clostrídios

As doenças causadas pelos clostrídios ( Algumas doenças associadas a infecções clostridianas) incluem

Tabela
icon

Algumas doenças associadas a infecções clostridianas

Condição

Agente

Toxina

Infecção do tecido mole

Celulite crepitante, miosite, mionecrose clostridiana, hemólise

C. perfringens, outros

Toxina alfa (fosfolipase C), toxina teta, outras

Gangrena gasosa, necrose tecidual, hemólise

C. septicum

Toxina alfa, toxina beta, toxina gama hialuronidase, toxina delta septicolisina

Doenças entéricas

C. perfringens type AC. perfringens tipo A

Enterotoxina

Enterite necrosante por clostrídios (enterite necrótica; pigbel)

C. perfringens type CC. perfringens tipo C

Toxina beta

Clostridioides (anteriormente, Clostridium) difficile

Toxina A ou B ou toxina binária C. difficile (TCD)

C. septicum, outras

Desconhecido, possivelmente toxina beta

C. septicum

Infecções abdominais: colecistite, peritonite, ruptura do apêndice, perfuração intestinal

C. perfringens, C. ramosum, muitos outros

Toxina beta*

Síndromes neurológicas

C. tetani

Tetanospasmina

C. botulinum

Toxinas botulínicas A—H

* A toxina beta é produzida pelo C. perfringens type C, mas a maioria dessas infecções é causada pelo C. perfringens type A, que não produz a toxina beta.

A infecção por clostrídios mais frequente é a gastrenterite secundária autolimitada causada por C. perfringens tipo A. Doenças graves provocadas por clostrídios são relativamente raras, mas podem ser fatais.

Distúrbios abdominais, como colecistite, peritonite, ruptura de apêndice e perfuração do intestino podem envolver C. perfringens, C. ramosum, e muitos outros.

Necrose muscular e infecção de tecido mole, que são caracterizadas por celulites crepitantes, miosite e mionecrose por clostrídios, podem ser provocadas por C. perfringens.

Necrose tecidual e cutânea pode ser causada por C. septicum de origem sanguínea a partir do cólon.

Clostrídios também aparecem como componentes de flora mista, geralmente em infecções de ferimentos leves; o papel em tais infecções é obscuro.

Infecções por clostrídios adquiridas em hospital estão aumentando, particularmente em pós-operatório e em pacientes imunocomprometidos. Sepsia grave por clostrídios pode complicar perfuração e obstrução intestinais.

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS ANDROID iOS
PRINCIPAIS