Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Parkinsonismo

(Parkinsonismo secundário; parkinsonismo atípico)

Por

Hector A. Gonzalez-Usigli

, MD, HE UMAE Centro Médico Nacional de Occidente

Última revisão/alteração completa fev 2019| Última modificação do conteúdo fev 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

Refere-se aos sintomas da doença de Parkinson (como movimentos lentos e tremores) que são causados por outro quadro clínico.

  • O parkinsonismo é causado por alterações cerebrais, lesões no cérebro ou determinados medicamentos e toxinas.

  • Pessoas com parkinsonismo, assim como aquelas com doença de Parkinson, apresentam tremores que ocorrem quando os músculos estão relaxados, rígidos, quando há movimentos lentos e problemas com o equilíbrio e com o caminhar.

  • Os médicos tentam identificar a causa do parkinsonismo perguntando sobre as condições conhecidas por causá-lo e utilizando imagens do cérebro para verificar uma possível causa.

  • A causa é tratada, se possível, e medicamentos podem ser utilizados para aliviar os sintomas e medidas gerais (como simplificar tarefas diárias) podem ajudar as pessoas a sentirem-se melhor.

Causas

Vários problemas podem causar o parkinsonismo:

A causa mais comum de parkinsonismo é

  • O uso de medicamentos que bloqueiam a ação da dopamina

Determinados medicamentos e toxinas interferem com ou bloqueiam a ação da dopamina e outros mensageiros químicos que ajudam as células nervosas a se comunicarem uma com as outras (neurotransmissores). Por exemplo os medicamentos antipsicóticos, usados para tratar paranoia e esquizofrenia, bloqueiam a ação da dopamina. A dopamina é o principal neurotransmissor nos gânglios basais (conjunto de células nervosas localizadas profundamente no cérebro) que ajuda a suavizar os movimentos musculares.

O uso da substância MPTP (que foi primeiramente produzida acidentalmente quando os usuários de drogas ilícitas sintetizavam o opiáceo meperidina) pode causar um parkinsonismo súbito, grave e irreversível nos jovens.

Sintomas

O parkinsonismo causa os mesmos sintomas da doença de Parkinson. Incluem

  • Um tremor que ocorre em uma mão enquanto os músculos estão relaxados (um tremor de repouso)

  • Músculos rígidos

  • Movimentos lentos

  • Dificuldade em manter o equilíbrio e o caminhar

As doenças que causam o parkinsonismo podem também causar outros sintomas ou variações dos sintomas parkinsonianos.

Alguns sintomas podem indicar que a causa não é a doença de Parkinson. Incluem

  • Perda de memória proeminente que ocorre durante o primeiro ano da doença (indicando demência)

  • Sintomas do parkinsonismo em apenas um lado do corpo (frequentemente causados por certos tumores cerebrais ou degeneração ganglionar corticobasal)

  • Pressão arterial baixa, dificuldade em engolir, constipação e problemas urinários (algumas vezes devido à atrofia multissistêmica)

  • Quedas e confinamento a uma cadeira de rodas dentro dos primeiros meses ou anos de uma doença

  • Anormalidades nos movimentos oculares

  • Alucinações e problemas visuais-espaciais (como dificuldade em encontrar os cômodos de uma casa ou estacionar um carro) que desenvolvem-se cedo na doença

  • Sintomas que não melhoram em resposta ao tratamento com levodopa

  • Incapacidade de expressar ou entender a linguagem falada ou escrita (afasia), incapacidade de realizar tarefas simples (apraxia) e incapacidade de associar objetos com sua função atual (agnosia) devido à degeneração ganglionar corticobasal.

Na degeneração ganglionar corticobasal, o córtex cerebral (a parte do cérebro que contém a maior parte das células nervosas) e os gânglios basais deterioram-se progressivamente. Os sintomas geralmente iniciam-se após os 60 anos de idade. As pessoas ficam imóveis depois de uns 5 anos e o óbito ocorre normalmente depois de uns 10 anos.

Diagnóstico

  • Avaliação de um médico

  • Geralmente exames de imagem do cérebro

  • Uso de levodopa para verificar se ajuda

O médico pergunta sobre doenças anteriores, exposição a toxinas e uso de medicamentos que poderiam causar parkinsonismo.

Imagens do cérebro, como tomografia computadorizada (TC) ou imagem por ressonância magnética (RM), são geralmente realizadas para detectar se uma perturbação estrutural poderia estar causando os sintomas.

Se o diagnóstico não for claro, os médicos podem receitar levodopa (um medicamento usado para tratar a doença de Parkinson) para descartar a doença de Parkinson. Se o medicamento resultar em melhora clara, a doença de Parkinson é a causa provável.

Tratamento

  • Tratamento da causa, se possível

  • Às vezes, medicamentos podem ajudar a aliviar os sintomas

  • Medidas gerais, como ficar o mais ativo possível

A causa do parkinsonismo é corrigida ou tratada, se possível. Se a causa for um medicamento, interromper seu uso pode curar a doença. Os sintomas podem diminuir ou desaparecer, caso a doença possa ser tratada.

Os medicamentos usados para tratar a doença de Parkinson (como levodopa) geralmente não são eficazes em pessoas com parkinsonismo, mas, às vezes, podem resultar em uma melhora modesta.

Se um medicamento antipsicótico está causando sintomas parkinsonianos desconfortáveis e um medicamento antipsicótico necessita ser tomado indefinidamente, os médicos substituem outro medicamento antipsicótico se possível. No entanto, se o medicamento não puder ser alterado, a amantadina ou um medicamento com efeito anticolinérgico, como benzotropina, pode aliviar os sintomas.

As mesmas medidas gerais usadas para ajudar as pessoas com doença de Parkinson a manter a mobilidade e a independência são úteis. Por exemplo, as pessoas devem

  • Permanecer o mais ativo possível

  • Simplificar as tarefas diárias

  • Utilizar dispositivos de apoio conforme necessário

  • Tomar medidas para tornar a casa segura (como remover tapetes para evitar tropeçar)

Fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais podem ajudar as pessoas a implementar essas medidas. A boa nutrição também é importante.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Doença de Parkinson
Vídeo
Doença de Parkinson
O cérebro é composto de substância cinzenta e branca contendo milhões de células nervosas...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Mesencéfalo: Corte transversal (anatomia normal)
Modelo 3D
Mesencéfalo: Corte transversal (anatomia normal)

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS