Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

honeypot link

Tendinite e tenossinovite do flexor digital (dedo em gatilho)

Por

David R. Steinberg

, MD, Perelman School of Medicine at the University of Pennsylvania

Última modificação do conteúdo out 2018
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
Recursos do assunto

Tendinite e tenossinovite dos flexores dos dedos consistem em inflamações, às vezes com fibrose subsequente, de tendões e bainhas tendinosas dos dedos.

Essas doenças são idiopáticas, porém são comuns nos pacientes com artrite reumatoide ou diabetes melito. O uso repetitivo das mãos (como pode ocorrer quando se usa tesouras de jardinagem pesadas) pode contribuir. Em casos de diabetes, elas normalmente coexistem com síndrome do túnel do carpo e, ocasionalmente, com fibrose da fáscia palmar. As mudanças patológicas começam com espessamento ou nódulo dentro do tendão; quando localizadas no local da primeira polia anelar, o espessamento ou os nódulos bloqueiam extensão ou flexão suave do dedo. O dedo pode travar em flexão ou “engatilhar”, estendendo repentinamente com um estalo.

Tratamento

  • Medidas conservadoras

  • Às vezes, infiltração de corticoides

  • Algumas vezes, cirurgia

O tratamento da inflamação e dor agudas é feito pelo uso de tala, calor úmido local e doses de anti-inflamatórios de AINEs.

Se tais medidas falharem, infiltração de corticoide na bainha tendinosa do flexor junto com o uso de tala pode fornecer segurança, alívio rápido da dor e do engatilhamento. A liberação operatória pode ser feita se a terapia com corticoide falhar.

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS