Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

Carregando

Tumores da mandíbula

Por

Bradley A. Schiff

, MD,

  • Montefiore Medical Center, The University Hospital of Albert Einstein College of Medicine

Última modificação do conteúdo abr 2018
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
Recursos do assunto

Muitos tumores, tanto benignos como malignos, se originam na mandíbula. Os sintomas são edema, dor, hipersensibilidade e mobilidade dos dentes sem outra causa aparente; alguns tumores são descobertos em radiografias dentais de rotina, enquanto outros são encontrados ao exame de rotina dos dentes e da cavidade oral. O tratamento depende da localização e do tipo tumoral. Tumores benignos podem ser acompanhados, e não necessariamente excisados, apesar de a maioria dos tumores requerer exérese com possível reconstrução.

Se não detectados inicialmente pela radiografia, o diagnóstico dos tumores mandibulares é clínico, pois seu crescimento provoca edema de face, palato ou crista alveolar (a parte da mandíbula que apoia os dentes). Eles podem ainda ocasionar sensibilidade óssea e dor grave.

Protuberâncias ósseas (torus palatino, torus mandibular) podem se desenvolver no palato ou na mandíbula. São achados frequentes e podem despertar preocupação de neoplasia, apesar de benignos, e que devem ser abordados apenas se interferirem na higiene dental ou na função da glândula submandibular. Quando no palato, se localizam na linha média e apresentam mucosa lisa, intacta, sobrejacente.

O tumor mais comum de mandíbula e maxila é o carcinoma de células escamosas que invade o osso através dos alvéolos dentais. Estes podem acometer qualquer parte intraoral da mandíbula ou maxila.

Ameloblastoma, tumor odontogênico epitelial mais comum, quase sempre se inicia na porção posterior da mandíbula. É lentamente invasivo e raramente metastático. À radiografia, aparece tipicamente como radioluscência multiloculada ou em aspecto de bolha de sabão. O tratamento é a ressecção com margem ampliada e reconstrução, quando necessário.

Odontoma, tumor odontogênico mais comum, afeta o folículo ou os tecidos dentais e muitas vezes acomete a mandíbula de pacientes jovens. Os odontomas incluem odontoma fibroso e cementomas. Um dente molar clinicamente ausente sugere odontoma composto. No geral, esses tumores são excisados, especialmente quando o diagnóstico é duvidoso.

Osteossarcoma, tumor de células gigantes, tumor de Ewing, mieloma múltiplo e tumores metastáticos podem afetar a mandíbula. O tratamento é o mesmo para os tumores de outros locais ósseos.

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS