Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Prostatite

(Prostatodinia)

Por

Gerald L. Andriole

, MD, Barnes-Jewish Hospital, Washington University School of Medicine

Última revisão/alteração completa out 2019| Última modificação do conteúdo out 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Prostatite é dor e inchaço, inflamação, ou ambos, da glândula da próstata.

  • Às vezes, a causa é uma infecção bacteriana.

  • Pode ocorrer dor na área entre o escroto e o ânus, ou na parte inferior das costas, pênis ou testículos.

  • Os homens sentem uma necessidade frequente e urgente de urinar, e a micção, ereção, ejaculação e defecação podem ser dolorosas.

  • É realizada cultura da urina e, às vezes, dos líquidos expelidos da glândula da próstata.

  • A infecção bacteriana é tratada com antibióticos.

  • Os sintomas de prostatite, independentemente da causa, podem ser tratados com banhos de assento quentes, técnicas de relaxamento e medicamentos.

A próstata é uma glândula masculina localizada imediatamente abaixo da bexiga e que envolve a uretra. A glândula, juntamente com as vesículas seminais adjacentes, produz uma boa parte do líquido que compõe o ejaculado do homem (sêmen). A próstata tem o tamanho de uma noz nos homens jovens, mas aumenta com a idade. 

Órgãos reprodutores masculinos

Órgãos reprodutores masculinos

A prostatite geralmente se desenvolve por razões desconhecidas. A prostatite pode resultar de uma infecção bacteriana que se espalha para a próstata a partir do trato urinário ou de bactérias na corrente sanguínea. As infecções bacterianas podem desenvolver-se lentamente e tendem a ser recorrentes (prostatite bacteriana crônica) ou a desenvolver-se rapidamente (prostatite bacteriana aguda). Algumas pessoas desenvolvem prostatite crônica na ausência de infecção bacteriana. Este tipo pode ou não envolver inflamação. Ocasionalmente, a prostatite sem infecção bacteriana causa inflamação, mas não apresenta sintomas.

Sintomas

Em todos os tipos de prostatite que causam sintomas, muitos dos sintomas são causados ​​por espasmos dos músculos da bexiga e da pélvis, especialmente na área entre o escroto e o ânus (o períneo). A dor se desenvolve no períneo, na parte inferior das costas, e muitas vezes no pênis e nos testículos. Os homens também podem precisar urinar frequentemente e com urgência, e urinar pode causar dor ou ardência. A dor pode fazer com que a ereção ou ejaculação sejam difíceis ou mesmo dolorosas. Pode haver constipação, tornando a defecação dolorosa.

Com a prostatite bacteriana aguda, os sintomas tendem a ser mais graves. Alguns sintomas tendem a ocorrer com mais frequência, tais como febre e calafrios, dificuldade em urinar e sangue na urina. A prostatite bacteriana pode resultar em um acúmulo de pus (abscesso) na próstata ou em epididimite (inflamação do epidídimo).

Diagnóstico

  • Exame físico

  • Urinálise e cultura de urina

O diagnóstico de prostatite é geralmente baseado nos sintomas, resultados de exame físico e nos resultados de uma análise da urina (urinálise) e cultura de urina. A próstata, examinada através do reto por um médico, pode estar inflamada e ser sensível ao toque, especialmente em homens com prostatite bacteriana aguda. Amostras de urina e, às vezes, de líquidos expelidos pelo pênis depois de massagear a próstata durante o exame, são levadas para análise e cultura.

A urinálise pode revelar glóbulos brancos, indicando inflamação, ou bactérias, indicando infecção. As uroculturas revelam infecções bacterianas localizadas em qualquer parte do trato urinário. Em contraste, quando a infecção é encontrada através da cultura de líquido da próstata, a próstata é claramente a causa da infecção. Quando ocorre prostatite sem infecção bacteriana, as uroculturas não revelam infecção.

Tratamento

  • Antibióticos para tratar a infecção bacteriana

  • Se não houver infecção, tratamentos para aliviar os sintomas, como massagem da próstata, banhos de assento, biofeedback, medicamentos e procedimentos

Nenhuma infecção

Quando as culturas não revelam infecção bacteriana, a prostatite é geralmente difícil de curar. A maioria dos tratamentos para este tipo de prostatite alivia os sintomas, mas pode não curar a prostatite. Esses tratamentos para os sintomas também podem ser usados para prostatite bacteriana crônica. No entanto, não está claro quão eficazes são esses tratamentos.

Tratamentos não farmacológicos podem incluir massagem periódica da próstata (feita por um médico, colocando um dedo no reto) e banho de assento quente. Técnicas de relaxamento (biofeedback) também têm sido usadas para aliviar espasmos e dor dos músculos pélvicos.

Entre as terapias medicamentosas, laxantes podem aliviar a defecação dolorosa resultante da constipação. Analgésicos e medicamentos anti-inflamatórios podem aliviar a dor e inchaço, independentemente da sua origem. Bloqueadores alfa-adrenérgicos (como a doxazosina, terazosina, tansulosina, alfuzosina e silodosina) podem ajudar a aliviar os sintomas, relaxando os músculos dentro da próstata. Por razões que não são compreendidas, os antibióticos, às vezes, aliviam os sintomas de prostatite não bacteriana. Se os sintomas forem graves, apesar de outros tratamentos, a cirurgia, tal como a retirada parcial da próstata, pode ser considerada como um último recurso. Destruição da próstata por tratamentos de micro-ondas ou a laser é uma alternativa.

Infecção

Para tratar a prostatite bacteriana aguda, um antibiótico capaz de penetrar no tecido prostático (como trimetoprima/sulfametoxazol) deve ser tomado por no mínimo 30 dias. Tomar antibióticos por menos tempo pode levar a uma infecção crônica. A maioria dos homens pode ser tratada em casa e tomar um antibiótico por via oral, mas, ocasionalmente, os homens precisam ser hospitalizados e tomar antibiótico por via intravenosa. A prostatite bacteriana crônica pode ser difícil de curar. Ela é tratada durante, pelo menos, seis semanas com um antibiótico que pode penetrar no tecido da próstata. Se ocorrer um abscesso da próstata, a drenagem cirúrgica é normalmente necessária.

Mais informações

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Hiperplasia prostática benigna
Vídeo
Hiperplasia prostática benigna
A próstata é uma glândula pequena e arredondada do sistema reprodutor masculino que fica localizada...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Sistema reprodutor masculino
Modelo 3D
Sistema reprodutor masculino

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS