Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Displasia de desenvolvimento do quadril

Por

Simeon A. Boyadjiev Boyd

, MD, University of California, Davis

Última revisão/alteração completa set 2017| Última modificação do conteúdo out 2017
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

É possível que os ossos do quadril não tenham se desenvolvido corretamente quando o bebê nasce.

Na displasia de desenvolvimento do quadril, anteriormente denominada luxação congênita do quadril, o encaixe do quadril e a cabeça do fêmur (cabeça femoral) do recém-nascido, que normalmente formam a articulação do quadril, se separam, com frequência porque o quadril apresenta um encaixe que não é suficientemente profundo para segurar a cabeça do fêmur. A displasia de quadril é mais comum em

  • Recém-nascidos que nasceram em apresentação pélvica (as nádegas se apresentaram primeiro)

  • Recém-nascidos com outras deformidades (por exemplo, defeitos congênitos dos pés ou problemas de pescoço)

  • Recém-nascidos com parentes próximos com o defeito

Todos os recém-nascidos passam por exame preventivo quanto à presença de displasia de desenvolvimento do quadril. O médico pode conseguir detectar o defeito ao mover os quadris do recém-nascido através de uma série de movimentos específicos. As pernas ou os quadris direito e esquerdo com frequência parecem diferentes um do outro nos recém-nascidos afetados. Uma ultrassonografia deve ser feita nos quadris de recém-nascidos com alto risco de ter displasia de quadril, sobretudo aqueles que nasceram em apresentação pélvica ou com outras deformidades e meninas com histórico familiar positivo de displasia de desenvolvimento do quadril quando eles tiverem seis semanas de idade.

Um exame de imagem também é necessário se o médico descobrir alguma anomalia durante o exame do bebê. Em bebês com menos de quatro meses, ultrassonografia dos quadris pode confirmar o diagnóstico de displasia de desenvolvimento do quadril. Em bebês com mais de quatro meses, é possível usar radiografias.

O tratamento precoce da displasia de desenvolvimento do quadril é importante para evitar a necessidade de fazer cirurgia no futuro. O melhor tratamento é o uso desde cedo do suspensório de Pavlik. O suspensório de Pavlik é um tipo de órtese macia que mantém os joelhos do bebê para frente e para cima na direção ao tórax. O uso de fralda tripla ou fraldas reforçadas (um tratamento antigo) não é mais recomendado. Se o defeito persistir além dos seis meses de idade, geralmente é necessário recorrer a cirurgia para colocar o quadril na posição normal.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Asma
Vídeo
Asma
A asma, ou doença reativa das vias respiratórias, é uma doença crônica que resulta na restrição...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Como a insulina funciona
Modelo 3D
Como a insulina funciona

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS