Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando
Fatos rápidos

Fibrilação atrial e flutter atrial

Por

The Manual's Editorial Staff

Última revisão/alteração completa ago 2018| Última modificação do conteúdo ago 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha os detalhes completos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

O coração é um músculo que bombeia sangue para o corpo todo. A frequência cardíaca é a velocidade com que o coração bate. O coração deve ter sempre um batimento rítmico, regular, como o tique-taque de um relógio.

O coração tem quatro câmaras. Os átrios são as duas câmaras superiores. Os ventrículos são as duas câmaras inferiores. Os átrios bombeiam sangue para os ventrículos. Os ventrículos bombeiam sangue para os pulmões e o corpo (consulte também Biologia do coração).

Células marca-passo especiais em uma parte dos átrios chamada nódulo SA enviam sinais elétricos regulares para o músculo cardíaco para que ele se contraia.

O sistema de condução do coração tem tiras de tecido diminutas parecidas a fios elétricos. O sistema de condução transporta os sinais de marca-passo para o restante do coração. Os sinais precisam chegar a todas as células do músculo cardíaco no momento certo para que o coração realize um batimento bom e forte que irá bombear o sangue adequadamente.

O que são fibrilação atrial e flutter atrial?

Fibrilação atrial e flutter atrial são tipos de arritmias cardíacas. Eles são causados por um padrão elétrico anormal no coração.

Na fibrilação atrial, as células nos átrios não enviam sinais elétricos regulares. Em vez disso, existe uma grande quantidade de atividade elétrica aleatória que faz com que os compartimentos superiores (átrios) do coração apenas vibrem em vez de se comprimirem fortemente em um ritmo regular. Uma parte dessa atividade aleatória passa para os ventrículos, que batem irregularmente até 140 a 160 vezes por minuto em vez dos 60 a 100 batimentos regulares por minuto.

No flutter atrial, as células nos átrios enviam sinais regulares, mas os sinais ficam presos em uma alça que se move em círculos. O sinal elétrico em alça faz os átrios baterem regularmente, mas muito rapidamente, cerca de 250 a 350 vezes por minuto. Normalmente, somente cerca de metade desses batimentos anormais passa para os ventrículos, que, em seguida, batem entre 125 a 175 vezes por minuto.

  • Tanto a fibrilação atrial quanto o flutter atrial tornam mais difícil o seu coração bombear sangue

  • Você pode notar alterações em seu batimento cardíaco (palpitações) e se sentir fraco ou com falta de ar

  • Hipertensão arterial, doença cardíaca ou um defeito congênito podem causar fibrilação atrial ou flutter atrial

  • Os médicos tratam fibrilação atrial e flutter atrial com medicamentos e, às vezes, um procedimento de ablação

O que causa fibrilação atrial e flutter atrial?

Eles são frequentemente causados por:

Problemas com as válvulas cardíacas e pressão arterial alta fazem os átrios aumentarem de tamanho. Isso torna a fibrilação atrial ou flutter atrial mais provável.

A fibrilação atrial e o flutter atrial também podem ocorrer em pessoas sem nenhum outro problema cardíaco.

Quais são os sintomas de fibrilação atrial e flutter atrial?

Você pode não ter sintomas ou pode sentir:

  • Percepção desagradável dos batimentos cardíacos (palpitações), que podem se parecer a batimentos fortes, vibrantes, acelerados ou fora de ritmo

  • Desconforto no tórax

  • Fraqueza

  • Sensação de desmaio

  • Falta de ar

Quais são as complicações da fibrilação atrial e do flutter atrial?

A fibrilação atrial e o flutter atrial podem causar:

Como os médicos sabem se eu tenho fibrilação atrial e flutter atrial?

Os médicos sentem seu pulso e realizam:

Um ECG é um teste rápido e indolor que mede a atividade elétrica do coração usando adesivos e cabos no tórax, braços e pernas.

Se o ECG mostrar fibrilação atrial ou flutter atrial, os médicos geralmente farão outros exames incluindo:

  • Exames de sangue para verificar os níveis de hormônio e eletrólitos

  • Um ecocardiograma (ultrassom do coração).

Como os médicos tratam fibrilação atrial e flutter atrial?

Os médicos tratam o distúrbio que está causando o problema de ritmo cardíaco.

Os objetivos mais importantes do tratamento são:

  • Impedir que a frequência cardíaca fique muito acelerada

  • Impedir coágulos de sangue no coração

  • Às vezes, fazer o coração voltar a um ritmo normal

Os tratamentos muitas vezes incluem:

  • Anticoagulantes para prevenir coágulos de sangue

  • Medicamentos para desacelerar o coração

  • Às vezes, medicamentos ou um choque elétrico (cardioversão) para fazer o coração voltar a um ritmo normal

  • Às vezes, um procedimento de ablação para destruir o tecido cardíaco anormal

O que é um procedimento de ablação?

Primeiramente, os médicos fazem testes eletrofisiológicos que são parecidos com cateterismo cardíaco. Os médicos inserem um tubo flexível fino (cateter) em um grande vaso sanguíneo (por exemplo, na perna) e o deslizam até o coração. O cateter tem eletrodos em sua extremidade que registram a atividade elétrica do coração a partir do interior. O cateter também pode estimular o coração eletricamente para ver como ele responde.

Se o exame mostrar que um pequeno pedaço de tecido cardíaco está causando a fibrilação atrial, eliminar o tecido muitas vezes resolve problema de ritmo. Os médicos usam um cateter que fornece corrente elétrica de alta frequência para destruir o tecido que está causando o problema.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Fibrilação Atrial
Vídeo
Fibrilação Atrial
O coração é um músculo que se contrai de forma rítmica durante toda a vida. Cada batimento...
Ecocardiograma bidimensional
Vídeo
Ecocardiograma bidimensional
O ecocardiograma bidimensional fornece uma imagem do coração em movimento. Perto do centro...

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS