Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Tendinite e tenossinovite

Por

Joseph J. Biundo

, MD, Tulane Medical Center

Última revisão/alteração completa abr 2018| Última modificação do conteúdo abr 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

A tendinite é a inflamação de um tendão. Já a tenossinovite é a tendinite acompanhada por uma inflamação da cobertura protetora sobre o tendão (bainha do tendão).

  • Nem sempre se conhece a causa.

  • Os tendões ficam doloridos, especialmente quando são movimentados, e algumas vezes inchados.

  • O diagnóstico é geralmente baseado nos sintomas e nos resultados de um exame físico.

  • Imobilização, compressas quentes ou frias e medicamentos anti-inflamatórios não esteroides podem ajudar.

Os tendões são cordas fibrosas de tecido resistente que conectam os músculos aos ossos. Alguns tendões estão rodeados por bainhas.

Em geral, a causa da tendinite é desconhecida. A tendinite normalmente ocorre durante a meia-idade ou idade avançada, já que os tendões enfraquecem e ficam mais suscetíveis a lesões e inflamações. (O enfraquecimento do tendão, chamado tendinopatia, geralmente é o resultado de muitas pequenas rupturas que ocorrem ao longo do tempo. Os tendões afetados podem se romper por completo, gradual ou repentinamente). A tendinite também ocorre em pessoas jovens que se exercitam intensamente (que podem desenvolver tendinite do manguito rotador – consulte também Lesão do manguito rotador/bursite subacromial) e em pessoas que executam tarefas repetitivas.

Certos tendões são especialmente suscetíveis à inflamação:

  • Tendões do ombro (manguito rotador): A inflamação desses tendões é a causa mais comum de dor no ombro (consulte Lesão do manguito rotador/bursite subacromial).

  • Os dois tendões que afastam polegar da mão: A inflamação desses tendões é chamada síndrome de Quervain.

  • Os tendões flexores que fecham os dedos: A inflamação faz com que esses tendões fiquem presos em suas bainhas, resultando em uma sensação de estalos (dedo em gatilho – Dedo em gatilho).

  • O tendão sobre o bíceps no braço (tendão bicipital): A dor ocorre quando o cotovelo é flexionado ou o braço é elevado ou girado.

  • Tendão calcâneo no calcanhar: A dor ocorre na parte de trás do calcanhar ( Tendinite aquílea).

  • O tendão que percorre a parte lateral do joelho (tendão poplíteo): A dor ocorre na parte externa do joelho.

  • Tendões próximos ao osso do quadril (trocânter): Como a bursa também pode estar afetada, o termo bursite trocantérica é comumente utilizado para incluir a inflamação desses tendões.

Alguns antibióticos, como fluoroquinolonas, podem aumentar o risco de tendinopatia (enfraquecimento do tendão) e ruptura do tendão.

Algumas doenças articulares, como artrite reumatoide, esclerose sistêmica, gota, diabetes e artrite reativa (anteriormente denominada síndrome de Reiter) podem aumentar o risco de tenossinovite. Em pessoas com gonorreia, especialmente mulheres, a bactéria gonocócica pode causar tenossinovite, geralmente afetando os tecidos dos ombros, pulsos, dedos, quadris, tornozelos ou pés.

Sintomas

Geralmente, os tendões inflamados ficam doloridos ao serem movimentados ou pressionados. O movimento das articulações próximas ao tendão, mesmo que reduzido, pode causar dor, dependendo da gravidade da tendinite. Ocasionalmente, os tendões ou suas bainhas incham e ficam quentes.

Se a tendinite durar por um longo período, pode haver depósito de cálcio. A área ao redor da articulação do ombro frequentemente é afetada. Além da dor, o ombro pode parecer rígido e enfraquecido. Ele pode estalar ou travar quando movimentado.

Diagnóstico

  • Avaliação de um médico

  • Algumas vezes, exames de imagem

Os médicos normalmente baseiam o diagnóstico da tendinite em sintomas e resultados de exame físico.

Às vezes, uma ressonância magnética (RM) ou ultrassonografia pode ajudar.

Tratamento

  • Repouso ou imobilização, calor ou frio, seguido por exercícios

  • Medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINEs)

  • Às vezes, injeções de corticosteroides

Repouso, imobilização com uma tala ou gesso e aplicação de compressas quentes ou frias, o que funcionar, ajudam. Tomar altas doses de AINEs durante sete a dez dias pode reduzir a dor e a inflamação.

Algumas vezes, corticosteroides (como betametasona, metilprednisolona ou triancinolona) e anestésicos (como lidocaína) são injetados na bainha do tendão. Raramente, a injeção pode causar dor após algumas horas se o corticosteroide formar cristais temporariamente dentro da articulação ou bainha. Essa dor dura menos de 24 horas e pode ser tratada com compressas frias e analgésicos.

Outros medicamentos podem ser utilizados, dependendo da causa. Por exemplo, se a causa for gota, podem ser usadas indometacina ou colchicina.

Depois que a inflamação for controlada, exercícios para aumentar a amplitude de movimento devem ser realizados diversas vezes ao dia.

A tendinite crônica e persistente pode ocorrer na artrite reumatoide e pode precisar ser tratada cirurgicamente para remoção dos tecidos inflamados. Pode ser necessária fisioterapia após a cirurgia; e uma cirurgia é ocasionalmente necessária para remover depósitos de cálcio ou reparar o tendão de áreas com tendinite persistente, como a área ao redor da articulação do ombro. Ocasionalmente, é feita uma cirurgia para liberar cicatrizes que limitam a função ou para remover parte de um osso que está arrastando contra um tendão.

Tendinite do manguito rotador

A tendinite pode se desenvolver nos tendões dos músculos que auxiliam no movimento, rotação e sustentação do ombro (manguito rotador).

Tendinite do manguito rotador (consulte Lesão do manguito rotador/bursite subacromial) é a causa mais comum de dor no ombro. Ela causa dor quando o braço é levantado (especialmente entre 40° e 120°) ou quando a pessoa se veste. Geralmente, a pessoa sente dor durante a noite, especialmente quando se deita sobre o braço afetado.

Os sintomas de tendinite do manguito rotador podem aparecer repentinamente e ser graves, especialmente após a atividade física, ou podem ser mais leves e se desenvolver lentamente.

Radiografias são feitas para procurar por depósitos de cálcio no tendão. Às vezes, uma ressonância magnética (RM) ou ultrassonografia pode ajudar.

Exercícios de amplitude de movimento, anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) e, às vezes, injeções de corticosteroides podem ser utilizados para o tratamento. Uma cirurgia é feita apenas em raras ocasiões para remover depósitos de cálcio ou reparar um tendão lacerado.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Corticosteroides adrenais
Vídeo
Corticosteroides adrenais
As glândulas adrenais fazem parte do sistema endócrino, que regula os níveis hormonais no...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Sistema musculoesquelético do joelho
Modelo 3D
Sistema musculoesquelético do joelho

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS