Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

honeypot link

Fraturas do colo metacárpico (exceto polegar)

Por

Danielle Campagne

, MD, University of San Francisco - Fresno

Última modificação do conteúdo jul 2019
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
Recursos do assunto

Fraturas do colo metacarpiano geralmente resultam de uma carga axial (p. ex., soco com o punho fechado).

(Ver também Visão geral das fraturas.)

Fraturas do colo metacarpiano são comuns. Podem causar dor, edema, sensibilidade e, algumas vezes, deformidade. Pode ocorrer deformidade rotacional. O 5º metacarpo é mais comumente lesado por socos (fratura do pugilista). Quando essas fraturas resultam de socos na boca, a flora bucal humana pode contaminar a ferida, às vezes causando infecção. Pacientes com mordidas de luta exigem antibióticos.

Deformidade rotacional decorrente de fratura na mão

Normalmente, quando as articulações interfalangianas proximais são flexionadas em 90°, as linhas das falanges distais convergem em um ponto nos ossos proximais do carpo. O desvio de alguma dessas linhas sugere fratura do metacarpo.

Deformidade rotacional decorrente de fratura na mão

Diagnóstico

  • Radiografias

Normalmente, as incidências anteroposteriores, laterais e oblíquas são diagnósticas.

Tratamento

  • Às vezes, antibióticos profiláticos para feridas abertas

  • Colocação de tala

  • Para certas fraturas, redução

Se os pacientes tiverem alguma ferida, sobretudo perfurações lineares, perto da articulação metacarpofalangiana, eles devem ser especificamente indagados sobre se deram o soco na boca de alguém. Se sim, é possível contaminação da flora oral humana, e medidas para prevenir infecções (p. ex., exploração e limpeza das feridas, antibióticos profiláticos) costumam ser necessárias.

O tratamento da fratura do colo do metacarpo é feito com colocação de tala (p. ex., calha gessada ulnar para fraturas no 4º e 5º metacarpos), geralmente durante pelo menos algumas semanas. Se a redução é necessária antes da aplicação da tala depende do tipo da fratura.

A redução não é necessária para a angulação dorsal ou volar

  • < 35° para o 4º metacarpo

  • < 45° para o 5º metacarpo

A redução é necessária para

  • Deformidade rotacional de qualquer metacarpo

  • Fraturas do 2º e 3º metacarpos com angulação

Normalmente, a redução fechada é possível. O uso de bloqueio do hematoma ou bloqueio anestésico do nervo ulnar pode ajudar a reduzir a dor durante a redução.

Depois da tala ser removida, os pacientes podem gradualmente começar os exercícios de amplitude do movimento.

Calha ulnar

Calha ulnar

Pontos-chave

  • Fraturas do colo do metacarpo podem causar dor, edema, sensibilidade e, algumas vezes, deformidade rotacional.

  • Fazer radiografias anteroposterior, lateral e oblíqua.

  • Se os pacientes tiverem feridas perto da articulação metacarpofalangiana, perguntar se esmurraram alguém na boca; se a resposta for positiva, tomar medidas para prevenir infecção (p. ex., antibióticos profiláticos).

  • Tratar a fratura do colo do metacarpo com tala; se a angulação for significativa ou se houver deformidade rotacional, primeiro reduzir a fratura, geralmente usando redução fechada.

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS ANDROID iOS
PRINCIPAIS