Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Sibilos em bebês e crianças pequenas

Por

Rajeev Bhatia

, MD, Phoenix Children's Hospital

Última revisão/alteração completa set 2018| Última modificação do conteúdo set 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
Recursos do assunto

Sibilos são sons sibilantes relativamente agudos que ocorrem durante a respiração quando há bloqueio parcial das vias respiratórias.

  • Os sibilos são causados por um estreitamento das vias respiratórias.

  • A depender da causa, outros sintomas podem incluir tosse, febre e coriza.

  • O diagnóstico da causa se baseia em radiografias do tórax e, algumas vezes, outros exames.

  • O tratamento pode incluir broncodilatadores e corticosteroides.

(Consulte também Sibilos em adultos.)

Os sibilos são causados por um estreitamento ou bloqueio (obstrução) das vias respiratórias. O estreitamento pode ser causado por

  • Inchaço dos tecidos nas vias respiratórias

  • Espasmo dos músculos minúsculos nas paredes das vias respiratórias (broncoespasmo)

  • Acúmulo de muco nas vias respiratórias

Episódios recorrentes de sibilos são comuns nos primeiros anos de vida. Até recentemente, os médicos diagnosticavam estes episódios como sendo asma porque, assim como a asma, os episódios podiam ser aliviados ao inalar medicamentos que abrem as vias respiratórias (broncodilatadores) e porque o desenvolvimento desses sintomas teve início na infância para a maioria dos adultos que tem asma. No entanto, os médicos atualmente sabem que apenas alguns bebês e crianças pequenas que apresentam os referidos episódios de sibilos de fato vêm a ter asma mais tarde na infância ou na adolescência.

Você sabia que...

  • Nem todos os sibilos são causados por asma.

As crianças que têm mais probabilidade de ser diagnosticadas com asma incluem crianças que apresentam um ou mais dos seguintes fatores de risco:

  • Alguns tipos de erupções cutâneas (por exemplo, eczema)

  • Episódios de sibilos mais graves

  • Familiares com asma

  • Uma tendência familiar a ter muitas alergias

  • Sibilo com doenças virais (sobretudo as causadas pelo vírus sincicial respiratório e pelo rinovírus humano)

Contudo, na maioria das crianças, os episódios de sibilos param entre os seis e os dez anos de idade, e os médicos não diagnosticam essas crianças como tendo asma. Essas crianças têm outros fatores que causam seus episódios recorrentes de sibilos.

Causas

A causa mais comum de um único, episódio súbito de sibilos em bebês e crianças pequenas é geralmente uma

  • infecção respiratórias viral

As causas mais comuns de episódios recorrentes de sibilos são

  • Infecções pulmonares virais frequentes

  • Alergias

Causas menos comuns de sibilos recorrentes incluem dificuldade de deglutição crônica que causa a inalação recorrente de alimentos e líquido para dentro dos pulmões, refluxo gastroesofágico, um corpo estranho nos pulmões ou insuficiência cardíaca. Com frequência, a causa dos sibilos recorrentes é desconhecida.

Independentemente da causa inicial dos sibilos, os sintomas com frequência são agravados por alergias ou inalação de substâncias irritantes (como fumaça de cigarro).

Sintomas

Os sibilos são frequentemente acompanhados por uma tosse recorrente que pode ser seca ou com escarro (também chamado de catarro). Outros sintomas dependem da causa e podem incluir febre, corrimento nasal e dificuldades de alimentação (causadas por insuficiência cardíaca ou dificuldade em deglutir).

Um som agudo sibilante é ouvido quando a criança expira. Se o estreitamento das vias respiratórias for grave, o som dos sibilos pode ser ouvido quando a criança inspira. Crianças muito doentes podem também respirar rapidamente, usar muitos de seus músculos peitorais para respirar, e ter dilatação das narinas e uma tonalidade azulada da pele. Crianças com uma infecção pulmonar podem ter febre.

Diagnóstico

  • Radiografias do tórax

  • Em casos raros, estudos da deglutição, tomografia computadorizada, broncoscopia

A maioria dos médicos solicita uma radiografia do tórax no primeiro episódio de sibilos graves para procurar sinais de um corpo estranho nos pulmões, pneumonia ou insuficiência cardíaca. Os médicos medem os níveis de oxigênio no sangue com um sensor colocado em um dedo (oximetria de pulso).

As crises normalmente não exigem exame nas crianças com episódios recorrentes de sibilos, exceto quando há sinais de problemas respiratórios graves. As crianças que apresentam crises ou sintomas graves ou frequentes que não são aliviados por broncodilatadores ou outros medicamentos para asma podem precisar de outros exames, como um estudo da deglutição, uma tomografia computadorizada (TC) ou broncoscopia.

Tratamento

  • Para alívio das crises, broncodilatadores e algumas vezes corticosteroides

  • Para sibilos graves, o uso diário de broncodilatadores e medicamentos anti-inflamatórios usados para asma

Bebês e crianças pequenas que apresentam crises de sibilos recebem um broncodilatador inalado (como albuterol) e, se os sibilos forem graves, corticosteroides (como prednisona) administrados por via oral ou venosa.

Crianças que não têm probabilidade de desenvolver asma persistente, como crianças que não têm sinais de alergias ou histórico familiar de alergias ou asma e cujos episódios de sibilos são relativamente leves e infrequentes, normalmente precisam apenas de broncodilatadores inalados, usados conforme necessário para controlar seus sintomas.

A maioria das crianças pequenas que apresentam episódios de sibilos mais frequentes e/ou graves pode ser ajudada com o uso conforme necessário de broncodilatadores e pelo uso diário de medicamentos anti-inflamatórios que são usados para asma ( Asma crônica). Embora o uso diário de modificadores dos leucotrienos (como montelucaste ou zafirlucaste) ou corticosteroides inalados de baixa dose (como beclometasona) diminua a gravidade e a frequência de episódios de sibilos, estes medicamentos não alteram a maneira pela qual o distúrbio progride naturalmente.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Administração de insulina
Vídeo
Administração de insulina
O diabetes é um quadro clínico que se desenvolve devido a concentrações elevadas de glicose...
Modelos 3D
Visualizar tudo
O resfriado comum
Modelo 3D
O resfriado comum

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS