Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Cervicite

Por

Oluwatosin Goje

, MD, MSCR, Cleveland Clinic, Lerner College of Medicine of Case Western Reserve University

Última revisão/alteração completa set 2019| Última modificação do conteúdo set 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos

A cervicite é uma inflamação do útero (a parte inferior, mais estreita do útero, que se abre na vagina). Ela pode ser causada por uma infecção ou outro quadro clínico.

  • A cervicite costuma ser causada por uma doença sexualmente transmissível, mas pode ser causada por outros quadros clínicos.

  • Os sintomas mais frequentes são um corrimento incomum na vagina e sangramento vaginal entre as menstruações ou depois de ter relações sexuais, mas, às vezes, a mulher não tem nenhum sintoma.

  • Se os sintomas sugerirem uma infecção cervical, o médico usa um cotonete para coletar uma amostra do colo do útero para ser analisada quanto à presença de micro-organismos que causam infecção.

  • Com frequência, a mulher recebe primeiro antibióticos que têm eficácia contra infecção por clamídia e gonorreia (as causas mais comuns).

A cervicite pode se disseminar para cima a partir do colo do útero e afetar o revestimento do útero (causando endometrite) e os outros órgãos reprodutores (causando doença inflamatória pélvica).

Causas

Se a cervicite aparecer de repente, é geralmente causada por uma infecção. Se ela estiver presente por um longo período (crônica), normalmente não é causada por uma infecção.

As infecções que costumam causar cervicite incluem doenças sexualmente transmissíveis como

  • Infecções por clamídia devido à bactéria Chlamydia trachomatis (mais comum)

  • Gonorreia devido à bactéria Neisseria gonorrhoeae (a segunda causa mais comum)

  • Herpes genital devido ao vírus do herpes simplex

  • Infecção pela bactéria Mycoplasma genitalium

Infecções da vagina (como a vaginose bacteriana e a vaginite por Trichomonas) também podem afetar o colo do útero. Muitas vezes, o micro-organismo que causa a cervicite não pode ser identificado.

Outros quadros clínicos além de infecções podem causar cervicite. Incluem

  • Procedimentos ginecológicos

  • Objetos (como diafragmas) que são deixados na vagina por muito tempo

  • Produtos químicos em duchas ou cremes contraceptivos

  • Se a mulher for alérgica ao látex, preservativos de látex

Sintomas

A cervicite talvez não cause nenhum sintoma. Quando isso acontece, o mais comum é um corrimento anormal da vagina (às vezes verde-amarelo e purulento) e sangramento vaginal entre as menstruações ou após a relação sexual. Algumas mulheres têm dor durante a relação sexual, micção ou ambos. Tanto a região ao redor da abertura da vagina como a vagina podem ficar vermelhas e irritadas.

A mulher pode ter outros sintomas, dependendo da causa da cervicite. Por exemplo, se a causa for doença inflamatória pélvica ou infecção por herpes simplex, é possível que a mulher tenha febre e dor na parte inferior do abdômen.

É comum ocorrer a reinfecção em mulheres.

Diagnóstico

  • Avaliação de um médico

  • Análises de uma amostra coletada do colo do útero

A mulher deve consultar médico se ela tiver um corrimento vaginal anormal persistente, sangramento vaginal que não seja durante a menstruação ou dor durante a relação sexual. No entanto, visto que a cervicite muitas vezes não causa sintomas, às vezes ela é diagnosticada durante um exame ginecológico de rotina.

O médico faz um exame pélvico se os sintomas sugerirem cervicite. Ele verifica se há corrimento do colo do útero e toca o colo do útero com um cotonete para ver se ele sangra facilmente. Se um corrimento purulento estiver presente e se o colo do útero sangrar facilmente, é provável que a mulher esteja com cervicite.

Se os sintomas sugerirem doença inflamatória pélvica, o médico usa um cotonete para coletar uma amostra do colo do útero para ser analisada quanto à presença de micro-organismos que podem causar doenças sexualmente transmissíveis (como a gonorreia ou clamídia ou uma infecção por Trichomonas) ou vaginose bacteriana.

Tratamento

  • Geralmente, antibióticos em primeiro lugar

  • Se a infecção for causada pelo vírus do herpes simplex, medicamentos antivirais

Se a cervicite apareceu de repente, a maioria das mulheres é tratada com antibióticos que são eficazes contra infecções por clamídia e gonorreia, especialmente se elas têm fatores de risco para doenças sexualmente transmissíveis (tais como ser menor de 25 anos, ter parceiros sexuais novos ou vários, ou não usar proteção durante a relação sexual).

O tratamento da cervicite consiste de:

  • Para infecção por clamídia: Azitromicina ou doxiciclina, tomadas por via oral até que os resultados dos exames estejam disponíveis

  • Para gonorreia: Ceftriaxona, administrada através de uma injeção intramuscular única, mais azitromicina, tomada em dose única por via oral

Logo que a causa é identificada, o médico ajusta os medicamentos conforme o caso.

Se a causa for uma doença sexualmente transmissível causada por bactérias (como infecções por clamídia ou gonorreia), os parceiros sexuais devem ser testados e tratados simultaneamente. A mulher deve se abster das relações sexuais até que a infecção tenha sido eliminada tanto nela quanto nos parceiros sexuais.

Se a causa for o vírus herpes simplex, a infecção geralmente persiste por toda a vida. Os medicamentos antivirais podem controlar, mas não curar essas infecções.

Depois de tratadas por três a seis meses, todas as mulheres são examinadas novamente para determinar se a infecção foi erradicada ou está sob controle.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Fertilização in vitro
Vídeo
Fertilização in vitro
Os testículos de homens adultos produzem aproximadamente meio bilhão de espermatozoides todos...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Conteúdo da pelve feminina
Modelo 3D
Conteúdo da pelve feminina

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS