Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Infecções por Campylobacter

Por

Larry M. Bush

, MD, FACP, Charles E. Schmidt College of Medicine, Florida Atlantic University

Última revisão/alteração completa fev 2020| Última modificação do conteúdo fev 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
  • As pessoas podem ser infectadas quando consomem bebidas ou alimentos contaminados ou têm contato com pessoas ou animais infectados.

  • Essas infecções causam diarreia, dor abdominal e febre.

  • Identificar a bactéria em uma amostra de fezes confirma o diagnóstico.

  • Para algumas pessoas, substituir líquidos perdidos é tudo o que é necessário, mas se os sintomas forem muito fortes, pode ser necessário tomar antibiótico.

A bactéria Campylobacter se encontra normalmente no trato digestivo de muitos animais de fazenda (incluindo gado, carneiros, porcos e aves). As fezes desses animais podem contaminar a água em lagos e riachos. A carne (geralmente de aves) e o leite não pasteurizado podem também ser contaminados. As pessoas podem ser infectadas de várias maneiras:

  • Comer ou beber água contaminada (não tratada), leite não pasteurizado, carne não cozida (geralmente de aves) ou alimentos preparados em superfícies da cozinha tocadas por carne contaminada

  • Contato com água ou alimentos contaminados (por exemplo, ao manusear alimentos contaminados)

  • Contato com pessoas infectadas (principalmente contato sexual oral-anal)

  • Contato com um animal infectado

A bactéria Campylobacter, geralmente Campylobacter jejuni, causa inflamação do cólon (colite) que resulta em febre e diarreia. Essas bactérias são causa comum de diarreia infecciosa nos Estados Unidos e entre pessoas que viajam para países onde alimentos ou água podem estar contaminados.

Campylobacter jejuni afeta pessoas saudáveis e doentes e causa diarreia em todas as faixas etárias. Ela parece afetar principalmente crianças de 1 a 5 anos de idade.

Sintomas de infecções por Campylobacter

Os sintomas provocados por Campylobacter geralmente se desenvolvem dois a cinco dias após a exposição e continuam por cerca de uma semana. Os sintomas da colite por Campylobacter incluem diarreia, dor abdominal e cãibras que podem ser intensas. A diarreia pode ser aquosa e, às vezes, sanguinolenta e pode ser acompanhada de enjoo, vômito, dor de cabeça, dores musculares e febre variando de 38 a 40 °C.

Complicações

Complicações da infecção pelo Campylobacter podem incluir

Bacteremia ocorre temporariamente em algumas pessoas com colite. Essa infecção geralmente não causa sintomas nem complicações. No entanto, em algumas pessoas, geralmente aquelas com um distúrbio que debilite o sistema imunológico, como AIDS, diabetes ou câncer, a infecção invade a corrente sanguínea de forma contínua ou repetida. Essa infecção causa febre duradoura e recorrente.

Outros sintomas se desenvolvem à medida que a corrente sanguínea transporta a infecção para outras estruturas, tais como as seguintes:

A síndrome de Guillain-Barré (um distúrbio nervoso) se manifesta em aproximadamente 1 em cada 2.000 pessoas com colite por Campylobacter porque os anticorpos que o corpo fabrica para combater a infecção às vezes também atacam os nervos. A síndrome de Guillain-Barré causa fraqueza ou paralisia. A maioria das pessoas se recupera, mas os músculos podem ficar altamente enfraquecidos. As pessoas podem ter dificuldade para respirar e precisar usar um ventilador mecânico Ventilação mecânica A ventilação mecânica é o uso de uma máquina para auxiliar a entrada e a saída de ar nos pulmões. Alguns indivíduos com insuficiência respiratória necessitam de um ventilador mecânico (uma máquina... leia mais . A fraqueza não se resolve sempre por completo. Cerca de 25% a 40% das pessoas que desenvolvem a síndrome de Guillain-Barré tiveram infecção prévia por Campylobacter.

Pode surgir artrite reativa dias a semanas após término da diarreia. O distúrbio causa, geralmente, inflamação e dor nos joelhos, quadris e tendão de Aquiles.

Diagnóstico de infecções por Campylobacter

  • Cultura de uma amostra de fezes

  • Às vezes, cultura de uma amostra de sangue

Os médicos podem obter uma amostra de fezes e enviá-la a um laboratório para fazer o cultivo e identificação da bactéria. No entanto, as fezes nem sempre são testadas. As culturas de fezes levam dias para se concluir e os médicos não precisam, geralmente, saber que bactéria causou a diarreia para tratá-la efetivamente. Entretanto, se as pessoas tiverem diarreia sanguinolenta ou parecerem seriamente enfermas, geralmente as fezes são analisadas. Um teste que identifica material genético da bactéria nas fezes, chamado técnica de reação em cadeia de polimerase (polymerase chain reaction, PCR), pode ser usado para detectar bactérias mais rapidamente. As técnicas de PCR aumentam a quantidade de DNA da bactéria para facilitar sua detecção. Outros exames podem identificar rapidamente a bactéria (antígenos) nas fezes.

Se houver suspeitas da existência de uma infecção na corrente sanguínea ou em outros órgãos, os médicos obtêm amostras do sangue para cultura.

Tratamento de infecções por Campylobacter

  • Geralmente nenhum tratamento específico

  • Algumas vezes um antibiótico como azitromicina

Muitas pessoas melhoram por volta de uma semana sem tratamento específico.

Algumas pessoas precisam receber fluidos na veia (por via intravenosa) ou pela boca.

Pessoas com febre alta, diarreia grave ou com sangue ou apresentando piora dos sintomas podem precisar tomar azitromicina durante 3 dias pela boca. O ciprofloxacino é uma alternativa, mas é usado com cautela, pois a resistência a este antibiótico está aumentando.

Se a corrente sanguínea estiver infectada, são necessários antibióticos como imipeném ou gentamicina por duas a quatro semanas. Os antibióticos usados inicialmente podem ser ajustados dependendo dos resultados dos testes de suscetibilidade.

Mais informações

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Teste os seus conhecimentos
Infecção pelo vírus sincicial respiratório (VSR) e infecção pelo metapneumovírus humano
A infecção por vírus sincicial respiratório (VSR) e por metapneumovírus humano (MPVh) causa infecções das vias aéreas superiores e, às vezes, das vias aéreas inferiores. Os sintomas de ambos os vírus são semelhantes, embora os vírus sejam diferentes. Em qual das seguintes faixas etárias o VSR é uma causa muito comum de infecções do trato respiratório?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS