Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Líquen plano

Por

Shinjita Das

, MD, Harvard Medical School

Última revisão/alteração completa nov 2018| Última modificação do conteúdo nov 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

O líquen plano é uma doença recorrente e pruriginosa que começa como uma erupção de pequenas e discretas pápulas que, em seguida, se combinam até formar placas rugosas e escamosas.

  • A causa pode ser uma reação a certos medicamentos ou organismos infecciosos.

  • Os sintomas típicos incluem uma erupção cutânea pruriginosa formada por protuberâncias vermelhas ou roxas que se aglomeram em placas escamosas surgindo em diversas partes do corpo e, às vezes, na boca ou nos genitais.

  • Essa doença pode durar por mais de um ano e pode se repetir.

  • Os medicamentos que podem estar causando líquen plano devem ser evitados.

  • O líquen plano é geralmente solucionado sem tratamento, mas os sintomas podem ser tratados com corticosteroides, exposição à luz ultravioleta, ou enxaguantes bucais que contenham lidocaína.

A causa do líquen plano é desconhecida, mas pode tratar-se de uma reação do sistema imunológico a uma variedade de medicamentos (especialmente betabloqueadores, medicamentos anti-inflamatórios não esteroides [AINEs], inibidores da enzima conversora de angiotensina [ECA], sulfonilureias, medicamentos antimaláricos, penicilamina e tiazidas). O distúrbio, em si, não é infeccioso. A doença pode ocorrer em pessoas com hepatite B ou hepatite C (consulte a tabela Os vírus da hepatite) ou determinados problemas do fígado.

Sintomas

A erupção do líquen plano quase sempre causa coceira, algumas vezes grave. As protuberâncias geralmente são roxas e têm bordas angulares. Quando a luz é direcionada para as protuberâncias, pelo lado oposto, as protuberâncias exibem um brilho característico. Podem formar-se novas protuberâncias devido a um arranhão ou a uma ligeira lesão cutânea. Em alguns casos, a pele fica com uma cor escura anômala depois de ter desaparecido a erupção (chamado de hiperpigmentação).

De um modo geral, a erupção distribui-se uniformemente em ambos os lados do corpo, mais comumente no tronco, nas superfícies internas dos pulsos, nas pernas e na área genital. A face é afetada com menos frequência. Nas pernas, a erupção pode chegar a ser especialmente extensa, espessa e descamativa. Algumas vezes, a erupção provoca calvície parcial no couro cabeludo. O líquen plano não é comum em crianças.

Cerca de metade das pessoas afetadas com o líquen plano também o desenvolve na boca. O líquen plano na boca geralmente resulta em uma placa rendilhada, de tonalidade branco-azulada que se forma em linhas e ramos (chamadas estrias de Wickham). Frequentemente, esse tipo de placa bucal não dói e a pessoa pode não perceber sua existência. Outras vezes, contudo, formam-se na boca feridas dolorosas que afetam, muitas vezes, a ingestão de alimentos e bebidas.

O líquen plano afeta as unhas em mais de 10% dos casos. Algumas pessoas podem apresentar apenas sintomas leves, como descoloração dos leitos ungueais, afinamento das unhas e formação de cristas ungueais. Outras pessoas podem perder completamente suas unhas e ter cicatrizes da cutícula na base da unha (a prega ungueal) até a pele sob a unha (leito ungueal).

Diagnóstico

  • Avaliação de um médico

  • Biópsia da pele

Os médicos normalmente baseiam o diagnóstico de líquen plano no aspecto das erupções cutâneas e em sua localização no corpo. Entretanto, como vários outros distúrbios podem se parecer com líquen plano, (como lúpus eritematoso no corpo e candidíase ou leucoplaquia na boca), os médicos normalmente fazem uma biópsia (exame do tecido ao microscópio).

Uma vez feito o diagnóstico, os médicos podem realizar outros testes de função hepática e testes de infecções pelo vírus da hepatite.

Prognóstico

De modo geral, o líquen plano desaparece por si só ao fim de 1 a 2 anos, apesar de, por vezes, durar mais tempo, especialmente quando a boca estiver envolvida. Os sintomas retornam em cerca de 20% das pessoas. Pode se fazer necessário um tratamento prolongado, durante as incidências das erupções cutâneas. Entretanto, entre as exacerbações não é necessário tratamento.

As pessoas com feridas na boca têm risco mais elevado de vir a sofrer de câncer oral, mas a erupção sobre a pele não se torna cancerosa. Feridas na boca geralmente perduram a vida toda.

O líquen plano na vagina pode ser crônico e de difícil tratamento, o que diminui a qualidade de vida e pode deixar cicatriz.

Tratamento

  • Medidas para aliviar a coceira

  • Injeções, pílulas ou loções de corticosteroides

  • Fototerapia

  • Medidas para aliviar a dor bucal

Pessoas que não apresentam sintomas não precisam ser tratadas. Os medicamentos que podem estar causando líquen plano devem ser evitados.

Líquen plano na pele

Podem ser usados tratamentos padrão para aliviar a coceira (consulte tratamento de coceira).

Corticosteroides podem ser injetados nas protuberâncias, aplicados na pele, ou tomados via oral, às vezes, com outros medicamentos, como a acitretina, a griseofulvina, ou a ciclosporina.

A fototerapia (exposição aos raios ultravioleta), às vezes combinada com o uso de psoralenos (medicamentos que tornam a pele mais sensível aos efeitos dos raios ultravioleta) também pode ser útil ( Fototerapia: Uso de raios ultravioleta para tratar distúrbios da pele). A combinação de luz ultravioleta A com psoralenos denomina-se PUVA (psoralenos mais raios ultravioleta A). O uso de luz ultravioleta B de banda curta é chamada de luz ultravioleta B de banda estreita (NB-UVB).

Apremilaste é um medicamento tomado por via oral e está sendo estudado como tratamento para mulheres com líquen plano vaginal.

Líquen plano na boca

Nos casos em que as úlceras da boca forem muito dolorosas, é aconselhável usar antes das refeições um enxaguante bucal que contenha um anestésico, como a lidocaína, para formar uma proteção contra a dor. Os enxaguantes bucais com lidocaína não devem ser usados com mais frequência do que foi prescrito.

Tacrolimo em pomada, ou enxaguantes bucais, injeções ou comprimidos com corticosteroides também podem ajudar a aliviar as feridas da boca.

Dapsona, ou ciclosporina tomados por via oral, ou como enxaguantes bucais, também podem ajudar.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Urticária
Vídeo
Urticária
A urticária é uma doença de pele inofensiva causada pelo aumento de fluxo sanguíneo e de líquido...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Eritema linear
Modelo 3D
Eritema linear

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS