Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

honeypot link

Goldenseal (hidraste)

Por

Laura Shane-McWhorter

, PharmD, University of Utah College of Pharmacy

Última modificação do conteúdo out 2018
Clique aqui para acessar Educação para o paciente

Hidraste é uma planta norte-americana em risco de extinção, relacionada com o botão de ouro (Hydrastis canadensis). Seus componentes ativos são a hidrastina e berberina, que apresentam atividade antisséptica. A hidraste está disponível nas formas padronizadas de líquido, comprimidos e cápsulas para os princípios ativos.

Alegações

Várias preparações de hidraste são utilizadas como antisséptico para limpar ulcerações da boca, inflamações e ferimentos oculares e pele irritada, bem como para infecções vaginais. É associada à equinácea como remédio para resfriado. A hidraste também é utilizada como fármaco para indigestão e diarreia.

Evidências

A eficácia da hidraste isoladamente como remédio contra resfriados não foi corroborada(1). Em 2 estudos relativamente bem projetados, a berberina isolada da hidraste reduziu a diarreia (2-3). Mas há poucos, se houver algum, grandes ensaios clínicos recentes, randomizados e cegos com o extrato da hidraste.

Evidências emergentes mostram que nos pacientes diabéticos, a berberina pode diminuir a glicemia de jejum e a pós-prandial e a hemoglobina A1c; uma metanálise feita em 2015 descobriu que esses níveis eram mais baixos usando berberina se comparados a estilos de vida ou ao placebo e também eram mais baixos com uma combinação de berberina e antidiabéticos orais do que apenas com antidiabéticos (4).

Efeitos adversos

A hidraste pode apresentar vários efeitos colaterais, incluindo náuseas, ansiedade, dispepsia, contrações uterinas, icterícia em recém-nascidos e agravamento da hipertensão. Se for utilizada em grandes quantidades, a hidraste pode causar convulsões e insuficiência respiratória e pode afetar de maneira adversa as contrações cardíacas. Mulheres grávidas ou amamentando, recém-nascidos e indivíduos com doenças convulsivas ou problemas de coagulação não devem utilizá-la. Um estudo recente in vitro dos princípios ativos da hidraste, especificamente a berberina, indica maior risco de danos ao DNA levando a efeitos tumorigênicos (5).

Interações medicamentosas

O hidraste pode interagir com a varfarina, e a berberina pode reduzir o efeito anticoagulante da heparina. Além disso, uma revisão recente dos extratos de ervas indica que a hidrastis, particularmente a berberina, é um inibidor fraco das enzimas CYP3A4 e CYP2D6, que são importantes no metabolismo e na eliminação de muitos fármacos (6).

Referências sobre hidraste

  • Rehman J, Dillow JM, Carter SM, et al: Increased production of antigen-specific immunoglobulins G and M following in vivo treatment with the medicinal plants Echinacea angustifolia and Hydrastis canadensis. Immunol Lett 68(2-3):391-395, 1999. doi: 10.1016/S0165-2478(99)00085-1. 

  • Khin-Maung-U, Myo-Khin, Nyunt-Nyunt-Wai, et al: Clinical trial of berberine in acute watery diarrhoea. Br Med J (Clin Res Ed) 291(6509):1601-1605, 1985.

  • Rabbani GH, Butler T, Knight J, et al: Randomized controlled trial of berberine sulfate therapy for diarrhea due to enterotoxigenic Escherichia coli and Vibrio cholerae. J Infect Dis 155(5):979-984, 1987.

  • Lan J, Zhao Y, Dong F, et al: Meta-analysis of the effect and safety of berberine in the treatment of type 2 diabetes mellitus, hyperlipemia, and hypertension. J Ethnopharmacol 161:69-81, 2015. doi: 10.1016/j.jep.2014.09.049. 

  • Chen S, Wan L, Couch L, et al: Mechanism study of goldenseal-associated DNA damage. Toxicol Lett 221(1):64-72, 2013. doi: 10.1016/j.toxlet.2013.05.641.

  • Hermann R, von Richter O: Clinical evidence of herbal drugs as perpetrators of pharmacokinetic drug interactions. Planta Med 78(13) 1458-1477, 2012. doi: 10.1055/s-0032-1315117.

Informações adicionais

  • NIH National Center for Complementary and Integrative Health: Goldenseal

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS