Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

Carregando

Pneumotórax (hipertensivo)

Por

Thomas G. Weiser

, MD, MPH, Stanford University School of Medicine

Última modificação do conteúdo nov 2018
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
Recursos do assunto

Pneumotórax hipertensivo é o acúmulo de ar no espaço pleural sob pressão, comprimindo os pulmões e diminuindo o retorno venoso para o coração.

O pneumotórax hipertensivo ocorre quando uma lesão no pulmão ou na parede torácica é tal que permite a entrada de ar no espaço pleural, mas não sua saída (válvula unidirecional). Como resultado, o ar se acumula e comprime o pulmão, com o tempo deslocando o mediastino, comprimindo o pulmão contralateral e aumentando a pressão intratorácica o bastante para diminuir o retorno venoso para o coração, o que causa choque. Esses efeitos podem ocorrer rapidamente, sobretudo nos pacientes submetidos à ventilação com pressão positiva.

As causas são ventilação mecânica (mais comum) e pneumotórax simples (não complicado) com lesão pulmonar pérvia após de trauma torácico penetrante ou fechado ou falha de canulação venosa central.

Sinais e sintomas

Os sinais e sintomas são, inicialmente, os mesmos do pneumotórax simples ( Pneumotórax). À medida que a pressão intratorácica aumenta, os pacientes apresentam hipotensão, desvio da traqueia e distensão da veia jugular. O hemitórax comprometido é hipertimpânico à percussão e muitas vezes parece um pouco distendido, tenso e pouco compressível à palpação.

Diagnóstico

  • Avaliação clínica

Deve-se diagnosticar o pneumotórax hipertensivo pelos achados clínicos. O tratamento não deve ser adiado em virtude de confirmação radiográfica pendente. Embora o tamponamento cardíaco também possa causar hipotensão, distensão da veia jugular e, às vezes, dificuldade respiratória, o pneumotórax hipertensivo pode ser clinicamente diferenciado pela ausência unilateral do murmúrio vesicular e pelo hipertimpanismo à percussão.

Dicas e conselhos

  • O pneumotórax hipertensivo deve ser diagnosticado à beira do leito com base nos achados clínicos e tratado imediatamente com descompressão por agulha e/ou toracostomia com dreno.

Tratamento

  • Agulha de descompressão seguida de toracostomia com dreno.

O tratamento por agulha de descompressão imediata inserindo uma agulha de grande calibre (p. ex., bitola 14- ou 16) no 2º espaço intercostal na linha hemiclavicular. O ar normalmente será expelido. Como a agulha de descompressão provoca um pneumotórax simples, o dreno de tórax deve então ser feito imediatamente depois.

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Alteração unilateral no teste de Thompson
Vídeo
Alteração unilateral no teste de Thompson
Modelos 3D
Visualizar tudo
Tecido conjuntivo musculoesquelético
Modelo 3D
Tecido conjuntivo musculoesquelético

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS