Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

Carregando

Síndrome piriforme

Por

Paul L. Liebert

, MD, Tomah Memorial Hospital, Tomah, WI

Última modificação do conteúdo mar 2018
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
Recursos do assunto

Síndrome piriforme é a compressão do nervo isquiádico pelo músculo piriforme na pelve posterior, causando dor nas região glútea e, ocasionalmente, ciática. O diagnóstico é por exame. O tratamento é sintomático.

O músculo piriforme estende-se da superfície pélvica do sacro à borda superior do trocanter maior do fêmur. Durante a corrida ou ao sentar, esse músculo pode comprimir o nervo isquiádico no local em que ele emerge sob o piriforme para passar por cima dos músculos rotadores do quadril. A síndrome piriforme é incomum.

Sinais e sintomas

Dor crônica irritante, formigamento e dormência começam na região glútea e podem se estender ao longo do curso do nervo isquiádico, na parte posterior de coxa e panturrilha e, algumas vezes, no pé. A dor piora quando o piriforme é pressionado contra o nervo isquiádico (p. ex., ao sentar no vaso sanitário, no carro, no banco da bicicleta ou ao correr).

Diagnóstico

  • Exame físico e teste provocativo

O diagnóstico é por exame físico. Dor com rotação interna total da coxa flexionada (manobra de Freiberg), abdução do membro inferior afetada na posição sentada (manobra de Pace), elevação do joelho vários centímetros fora da mesa, deitar de lado sobre o membro inferior não afetada (manobra de Beatty) ou pressão na região glútea onde o nervo isquiádico cruza o músculo piriforme enquanto o paciente lentamente se curva para o chão (teste de Mirkin) é diagnóstico. A imagem não é útil, exceto para descartar outras causas de compressão ciática. Diferentemente da dor piriforme, a compressão do disco lombar do nervo isquiádico (ciático) pode resultar em irradiação da dor para o membro inferior, abaixo do joelho, e frequentemente está associada com dor lombar. No entanto, a diferenciação do distúrbio de disco lombar pode ser difícil, e o encaminhamento a um especialista pode ser necessário.

Tratamento

  • Modificação da atividade

  • Alongamentos

O paciente deve parar de correr temporariamente, bem como andar de bicicleta ou fazer qualquer atividade que evoque a dor. Um paciente cuja dor é agravada ao se sentar deve se levantar imediatamente ou, se for incapaz disso, mudar de posição para elevar a área dolorida da posição sentada. Exercícios de alongamento específicos para o quadril posterior e piriforme podem ser benéficos. A cirurgia raramente é indicada. Uma injeção cuidadosamente direcionada de corticoide, próxima ao local em que o músculo piriforme cruza o nervo isquiádico, geralmente ajuda. AINEs também pode proporcionar alívio temporário da dor.

Exercícios para alongar o quadril posterior e o piriforme
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Alteração unilateral no teste de Thompson
Vídeo
Alteração unilateral no teste de Thompson
Modelos 3D
Visualizar tudo
Tecido conjuntivo musculoesquelético
Modelo 3D
Tecido conjuntivo musculoesquelético

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS