honeypot link

Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Considerações gerais sobre síndromes de deleção cromossômica

Por

Nina N. Powell-Hamilton

, MD, Sidney Kimmel Medical College at Thomas Jefferson University

Última revisão/alteração completa jul 2020| Última modificação do conteúdo jul 2020
Clique aqui para a versão para profissionais

As síndromes de deleção cromossômica ocorrem quando parte de um cromossomo está faltando.

Cromossomos são estruturas dentro das células que contêm DNA e muitos genes.

Um gene é um segmento de ácido desoxirribonucleico (DNA) que contém o código de uma proteína específica que funciona em um ou mais tipos de células do corpo ({blank} Genes e cromossomos para uma discussão sobre genética). Os genes contêm instruções que definem de que maneira o organismo deve funcionar.

Vários tipos de síndromes podem ocorrer quando partes dos cromossomos estão ausentes. Essas síndromes são chamadas de síndromes de deleção cromossômica. Elas tendem a causar defeitos congênitos e um desenvolvimento intelectual e físico limitado. Em alguns casos, os defeitos podem ser graves e as crianças afetadas morrem enquanto ainda bebês ou durante a infância.

Existem muitas síndromes de deleção cromossômica, incluindo

Deleções cromossômicas podem ser suspeitadas antes ou após o nascimento e confirmadas por testes cromossômicos.

Alguns defeitos físicos podem ser corrigidos com cirurgia, mas em geral, se oferece tratamento de suporte.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS