Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Hipertermia maligna

Por

David Tanen

, MD, David Geffen School of Medicine at UCLA

Última revisão/alteração completa jul 2019| Última modificação do conteúdo jul 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

Hipertermia maligna é uma elevação rara, com risco de morte, da temperatura corporal que ocorre em pessoas suscetíveis que recebem certos medicamentos relaxantes musculares mais gás anestésico para cirurgia.

  • Pode ocorrer hipertermia maligna quando a anestesia for aplicada ou durante ou logo após a cirurgia.

  • As células musculares ficam hiperativas provocando contrações musculares sustentadas que produzem calor e elevam extremamente a temperatura corporal.

  • Os sintomas incluem rigidez muscular, frequência cardíaca rápida e respiração rápida

  • Os médicos diagnosticam hipertermia maligna com base nos sintomas de pessoas que acabaram de ser operadas.

  • O tratamento é resfriamento rápido.

A hipertermia maligna surge geralmente depois que a pessoa recebe um relaxante muscular (mais frequentemente succinilcolina) juntamente com um gás anestésico (mais frequentemente halotano) para cirurgia. Embora a hipertermia maligna possa surgir depois da primeira utilização desses medicamentos, as pessoas geralmente desenvolvem o problema somente depois de aproximadamente três exposições. A suscetibilidade à hipertermia maligna é um traço genético herdado que percorre famílias.

A hipertermia maligna pode causar desequilíbrios nos sais (eletrólitos) do corpo e na coagulação sanguínea. A coagulação sanguínea excessiva (coagulação intravascular disseminada) causa lesão nos órgãos, seguida de hemorragia excessiva quando o corpo fica sem fatores de coagulação.

A hipertermia maligna também pode causar lesão muscular significativa. Os músculos lesionados liberam a proteína mioglobina que torna a urina castanha ou sanguinolenta. Esse problema (mioglobinúria) pode resultar em lesão renal aguda ou mesmo em insuficiência renal. Pode ocorrer até mesmo a morte.

Sintomas

A hipertermia maligna pode surgir durante a anestesia ou logo depois de uma cirurgia. Muitas vezes, os primeiros sinais são respiração rápida, frequência cardíaca acelerada e rigidez muscular, principalmente da mandíbula. Geralmente, a temperatura fica extremamente alta (habitualmente acima de 40 °C [104 °F] e às vezes mais que 43 °C [109 °F]). Podem ocorrer ritmos cardíacos anormais, náusea e vômito. A urina pode adquirir aspecto castanho ou sanguinolento.

Diagnóstico

  • Sintomas típicos que surgem após aplicação da anestesia

Os médicos suspeitam de hipertermia maligna quando ocorrem sinais e sintomas típicos em poucos minutos a algumas horas após a aplicação da anestesia.

O sangue é testado para detectar danos em órgãos e excluir outras possíveis causas. A urina é testada para detectar mioglobinúria.

Pessoas com histórico familiar do distúrbio ou um efeito colateral sério anterior durante a anestesia podem ser testadas para verificar se são suscetíveis a hipertermia maligna. Uma amostra de tecido muscular é testada para verificar se ela se contrai em resposta a cafeína e halotano (teste de contratura à cafeína/halotano).

Também podem ser feitos exames genéticos. Contudo, como muitas anormalidades nos genes podem estar envolvidas, os exames genéticos não detectam todas (ou nem mesmo a maioria) as pessoas suscetíveis e nem sempre eles estão disponíveis.

Prevenção

Os médicos procuram prevenir hipertermia maligna em pessoas que têm alto risco, o que inclui pessoas com

  • Episódios anteriores de hipertermia maligna

  • Marcadores genéticos positivos

  • Familiares que tiveram problemas com anestesia

Nesses casos, quando possível, os médicos usam anestesia local ou regional. Quando for necessário usar anestesia geral, os médicos selecionam os anestésicos que tenham menos probabilidade de provocar uma reação.

Tratamento

  • Esfriamento rápido do corpo

  • Administrar dantroleno

As pessoas são resfriadas o mais rapidamente possível, geralmente retirando-se o vestuário e cobrindo-se a pele com água ou eventualmente gelo. Para acelerar a evaporação e o resfriamento corporal, pode-se utilizar um ventilador para ventilar o corpo. A temperatura corporal é medida frequentemente, às vezes continuamente, em uma unidade de terapia intensiva. Geralmente se administra dantroleno, um relaxante muscular. Ao relaxar os músculos, a febre e a lesão muscular também são reduzidas.

A coagulação sanguínea anormal e os sintomas relacionados a mau funcionamento orgânico também podem necessitar de tratamento. Como ocorre com a síndrome neuroléptica maligna, os médicos podem tentar prevenir danos renais decorrentes de mioglobinúria administrando grandes quantidades de fluido intravenoso contendo bicarbonato de sódio adicionado.

Muitas pessoas com hipertermia maligna morrem mesmo quando recebem tratamento precoce e intensivo.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Terapia de células-tronco alogênicas
Vídeo
Terapia de células-tronco alogênicas
Células-tronco são células ímpares localizadas na medula óssea ou no sangue periférico capazes...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Entorses e estiramentos
Modelo 3D
Entorses e estiramentos

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS