Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Vacina contra difteria, tétano e coqueluche

Por

Margot L. Savoy

, MD, MPH, Lewis Katz School of Medicine at Temple University

Última revisão/alteração completa out 2020| Última modificação do conteúdo out 2020
Clique aqui para a versão para profissionais

A vacina para difteria, tétano e coqueluche é uma vacina de combinação que protege contra essas três doenças:

Para obter mais informações, consulte a Declaração de informações sobre a vacina Tdap (tétano, difteria, coqueluche) dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças) (CDC).

A vacina possui duas formulações:

  • DTaP (difteria-tétano-coqueluche) para crianças com menos de 7 anos

  • Tdap (tétano-difteria-coqueluche) para adolescentes e adultos

Tdap possui doses mais baixas da vacina para difteria e coqueluche, indicadas pela letra minúscula d e p. As doses mais baixas são adequadas para adolescentes e adultos. Também existe uma vacina que contém apenas os componentes do tétano e difteria (vacina contra tétano e difteria [Td] Vacina contra tétano e difteria A vacina contra tétano e difteria (Td) protege contra as toxinas produzidas pelas bactérias do tétano e da difteria, não contra as bactérias propriamente ditas. Também há uma vacina combinada... leia mais ).

Administração

A DTaP é seguida por uma dose única de reforço de Tdap durante a vida, administrada aos 11 a 12 anos de idade ou então a pessoas a partir de 13 anos que nunca receberam a Tdap ou que não têm certeza se receberam a vacina. Essa dose é seguida por uma dose de reforço de Td a cada 10 anos.

Mulheres grávidas recebem uma dose de Tdap durante cada gravidez (preferencialmente com 27 a 36 semanas de gestação). Após a gravidez, as mulheres que nunca receberam a Tdap recebem uma dose.

Certos quadros clínicos podem afetar se e quando as pessoas são vacinadas (consulte também CDC: Quem NÃO deve ser vacinado com essas vacinas?) dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças: [CDC]). Se as pessoas tiverem uma doença temporária, os médicos costumam aguardar para administrar a vacina até que a doença esteja curada.

Efeitos colaterais

O local da injeção pode ficar dolorido, inchado e vermelho. Os efeitos colaterais sérios são raros. Eles incluem febre alta, choro inconsolável, problemas cerebrais, convulsões, choque e reação alérgica grave.

Os efeitos colaterais sérios geralmente resultam da parte da vacina relacionada à coqueluche. Se ocorrerem, a vacina que contém coqueluche não é usada novamente. Em vez disso, é usada a vacina contra tétano e difteria (que não contém o componente coqueluche) para completar a série de vacinação.

A vacina DTaP ou Tdap não é repetida se ocorrerem convulsões em até três dias após a aplicação da vacina ou outros sinais de mau funcionamento cerebral em até sete dias após a aplicação da vacina.

Mais informações

Seguem alguns recursos em inglês que podem ser úteis. Vale ressaltar que O MANUAL não é responsável pelo conteúdo desses recursos.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Teste os seus conhecimentos
Coccidioidomicose
Qual dos medicamentos a seguir é usado para tratar casos graves de coccidioidomicose progressiva?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS