Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link
Fatos rápidos

Aborto espontâneo

Por

The Manual's Editorial Staff

Última revisão/alteração completa set 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha os detalhes completos

O que é um aborto espontâneo?

O aborto espontâneo é quando a mulher perde o bebê antes da 20.ª semana de gestação. A maioria dos abortos espontâneos ocorre nas primeiras 12 semanas de gestação.

  • Sangramento e cólica são sinais comuns de aborto espontâneo

  • Se a mulher estava grávida e ainda não sabia, é possível que ela tenha um aborto espontâneo e pense que foi apenas uma menstruação

  • Para poder saber se a mulher teve um aborto espontâneo, o médico examina o colo do útero (a parte inferior do útero)

  • O médico também realiza um ultrassom (imagens em movimento do interior do útero)

  • Muitas mulheres que tiveram um aborto espontâneo engravidam novamente e têm bebês saudáveis

  • Contudo, a probabilidade de ter um aborto espontâneo aumenta cada vez que a mulher engravida: quanto maior o número de abortos espontâneos a mulher tem, maior é a chance de ela ter outro

  • Se uma mulher já teve vários abortos espontâneos, é recomendado que ela consulte um médico antes de engravidar novamente

  • O médico pode tentar fazer com que a próxima gravidez seja bem-sucedida

O que causa um aborto espontâneo?

Os médicos nem sempre sabem o que causa um aborto espontâneo. O aborto espontâneo não é causado por um choque emocional súbito, por exemplo, receber uma notícia ruim. Além disso, lesões de pequeno porte, como escorregar e cair, não causam o aborto espontâneo. Contudo, lesões de grande porte, como as causadas por um acidente de carro, podem provocar um aborto espontâneo.

Causas de abortos espontâneos ocorridos nas primeiras 12 semanas de gestação

  • Um problema com o bebê, como um defeito congênito ou uma doença hereditária

Às vezes, o bebê apresenta um defeito que é tão grave que o bebê (feto) não consegue sobreviver mais de um mês ou dois dentro da mãe. A maioria dos abortos espontâneos ocorridos nas primeiras 12 semanas de gestação é causada por defeitos graves.

Causas de abortos espontâneos ocorridos entre a 13.ª e a 20.ª semana de gestação

Frequentemente, os médicos nunca descobrem a causa do aborto espontâneo que ocorre durante essa etapa. Porém, às vezes, eles conseguem isolar um dos itens a seguir como sendo a causa:

Causas de abortos espontâneos repetidos

Caso a mulher tenha tido vários abortos espontâneos, o médico procura por problemas, como:

  • Uma mulher cujo sangue coagula muito facilmente

  • O bebê tem cromossomos anormais, que foram herdados do pai ou da mãe

Quais são os sintomas de um aborto espontâneo?

Quando o aborto espontâneo ocorre no início da gestação, ele pode se parecer apenas com uma menstruação normal. Se a mulher não sabia que estava grávida, ela provavelmente nem se dá conta que está tendo um aborto espontâneo.

Em outros casos, os sintomas são óbvios:

  • Sangue vermelho-vivo ou vermelho-escuro

  • Cólicas

  • Expelir coágulos sanguíneos grandes e restos de tecido

No início, a mulher pode ter apenas um pequeno sangramento, parecido com o de uma menstruação. Porém, à medida que o aborto espontâneo avança, o sangramento geralmente fica pior. O sangue pode ser vermelho-vivo ou vermelho-escuro. Às vezes, a mulher também expele coágulos sanguíneos. A mulher sente cólicas, que podem ser mais intensas conforme o útero empurra para fora os restos da gravidez.

A mulher deve ligar imediatamente para o médico se tiver qualquer sangramento durante a gestação. Nem todos os sangramentos durante a gestação significam que a mulher está tendo um aborto espontâneo. Em aproximadamente cinquenta por cento dos casos, a gravidez prossegue sem problema nenhum. Contudo, o médico precisa verificar se a mulher teve ou não um aborto espontâneo. Caso coágulos sanguíneos grandes ou restos de tecido tenham sido expelidos, a mulher deve colocá-los em um recipiente ou embrulhá-los dentro de uma toalha para que o médico possa examiná-los.

De que maneira o médico sabe que a mulher teve um aborto espontâneo?

Se a mulher apresentar sangramento ou cólicas durante as primeiras 20 semanas de gestação, o médico:

  • Realiza um exame pélvico: Ele olha dentro da parte interna da vagina (canal vaginal) para examinar o colo do útero (a parte inferior do útero por onde o bebê sai); se o colo do útero estiver aberto, é provável que tenha ocorrido um aborto espontâneo

  • Realiza um ultrassom: Esse tipo de exame utiliza ondas sonoras para criar imagens em movimento do interior do útero; ele consegue mostrar se o bebê ainda está vivo

  • Realiza exames de sangue: O médico examina a concentração de hCG, o hormônio da gravidez

De que maneira o médico trata um aborto espontâneo?

Se o feto e a placenta (o órgão que alimenta o feto) já tiverem saído do corpo, a mulher não precisa de nenhum tratamento. O sangramento e as cólicas cessam logo depois.

Caso ainda existam restos da gravidez no organismo, o médico pode:

  • Manter o útero sob observação para ver se ocorre o esvaziamento espontâneo, desde que a mulher não tenha febre ou pareça estar doente

  • Realizar um procedimento para remover os restos da gravidez

Se o médico precisar remover os restos da gravidez do útero, ele administra um medicamento que causa sonolência na mulher. O tipo de procedimento depende de quão avançada estava a gestação:

  • Durante as primeiras 12 semanas de gestação: Os restos da gravidez são removidos com um instrumento de sucção colocado no útero através da vagina

  • Entre 12 e 20 semanas de gestação: Os restos da gravidez são removidos com instrumentos cirúrgicos que são colocados no útero através da vagina

  • Se estiver com quase 20 semanas de gestação: É possível que a mulher receba um medicamento para dar início ao trabalho de parto para poder expelir os restos da gravidez

De que maneira um aborto espontâneo pode ser evitado?

Não há nada que a mulher possa fazer para evitar um aborto espontâneo. Caso a mulher tenha tido um pouco de sangramento ou cólicas durante as primeiras 20 semanas de gestação, é possível que o médico recomende à mulher que evite praticar atividade física em excesso e recomende ficar de repouso. Porém, não há existem comprovação de que essas coisas de fato ajudam.

De que maneira a mulher pode se sentir melhor depois de um aborto espontâneo?

É normal que mulher sinta tristeza, raiva e culpa após ter tido um aborto espontâneo.

  • A mulher deve considerar conversar com outra pessoa se ela se sentir triste e estiver sofrendo devido à perda do bebê

  • A mulher deve se relembrar que é muito pouco provável que ela tenha feito algo que possa ter provocado o aborto espontâneo

  • Se a mulher estiver preocupada em ter outro aborto espontâneo, ela deve conversar com o médico, que explicará alguns tipos de exames que podem ser realizados

  • A mulher precisa lembrar que muitas mulheres que tiveram abortos espontâneos conseguiram engravidar novamente e ter bebês saudáveis

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS