Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Considerações gerais sobre minerais

Por

Larry E. Johnson

, MD, PhD, University of Arkansas for Medical Sciences

Última revisão/alteração completa nov 2018| Última modificação do conteúdo nov 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Os minerais são necessários para o funcionamento normal das células do organismo. O organismo precisa de quantidades relativamente grandes de

Esses minerais são denominados macrominerais. Os ossos, os músculos, o coração e a função do cérebro dependem desses minerais.

O organismo precisa de quantidades pequenas de

Estes minerais são denominados microminerais. Exceto com relação ao cromo, todos os microminerais são incorporados em enzimas ou hormônios necessários em processos corporais (metabolismo). O cromo ajuda o organismo a manter os níveis de açúcar no sangue dentro da normalidade.

Tanto os macrominerais quanto os microminerais são prejudiciais se ingeridos em demasia.

Os minerais são parte essencial de uma dieta saudável. Já foi determinada a ingestão diária recomendada (IDR) da maioria dos minerais, ou seja, a quantidade que a maior parte das pessoas em bom estado de saúde necessita todos os dias para se manterem saudáveis. As pessoas com algumas doenças podem precisar de uma quantidade maior ou menor.

Consumir algum mineral em quantidades escassas ou excessivas pode causar uma doença nutricional. É improvável que as pessoas com uma dieta equilibrada e variada cheguem a desenvolver alguma doença nutricional ou uma deficiência de minerais significativa, exceto por deficiência de iodo, ferro ou zinco em algumas ocasiões. No entanto, quem segue dietas muito restritivas pode não consumir quantidades suficientes de um mineral (ou vitamina) em especial. Por exemplo, os vegetarianos, incluindo os que comem ovos e laticínios, correm o risco de ter deficiência de ferro. Os bebês são mais propensos a desenvolver deficiências, porque eles crescem rapidamente (e, portanto, necessitam de quantidades maiores de nutrientes para seu tamanho do que os adultos).

Do mesmo modo, o consumo de grandes quantidades (megadoses) de suplementos minerais sem supervisão médica pode ter efeitos nocivos (tóxicos).

Alguns distúrbios minerais (tais como distúrbios relacionados com a deficiência de manganês e molibdênio) são muito raros ou podem não existir.

Eletrólitos

Alguns minerais, principalmente os macrominerais, são importantes como eletrólitos. O organismo usa eletrólitos para ajudar a regular as funções dos nervos e músculos e para manter o equilíbrio ácido-base e o equilíbrio hídrico. Alguns distúrbios podem surgir se esse equilíbrio de eletrólitos for perturbado.

Diagnóstico

  • Frequentemente, exames de sangue ou urina

Os médicos conseguem detectar muitas das doenças nutricionais comuns ou um desequilíbrio eletrolítico através da medição dos níveis de minerais em uma amostra de sangue ou de urina.

Tabela
icon

Minerais

Mineral

Boas fontes

Principais funções

Ingestão diária recomendada para adultos*

Limite superior de segurança

Leite e laticínios, carne, peixe comido com a espinha (como sardinha), ovos e produtos de cereais fortificados

Necessários para a formação dos ossos e dos dentes, para a coagulação do sangue, para a função normal dos músculos, para o funcionamento normal de muitas enzimas e para o ritmo normal do coração

1.000 miligramas

1.200 miligramas para pessoas com mais de 50 anos de idade

2.500 miligramas

Cloro

Sal, carne bovina, carne suína, sardinhas, queijo, azeitonas verdes, pão de milho, batatas fritas, chucrute e alimentos processados ou enlatados (geralmente como o sal)

Envolvidos no equilíbrio eletrolítico

1.000 miligramas

Fígado, carnes processadas, cereais integrais e nozes

Permite que a insulina atue ( a insulina controla os níveis de açúcar no sangue)

Auxilia no processamento (metabolismo) e no armazenamento de carboidratos, proteínas e gordura

35 microgramas para homens com 50 anos de idade ou menos

25 microgramas para mulheres com 50 anos de idade ou menos

30 microgramas para homens com mais de 50 anos de idade

20 microgramas para mulheres com mais de 50 anos de idade

Carne de órgãos, mariscos, cacau, cogumelos, nozes, legumes secos, frutas secas, ervilhas, produtos de tomate e cereais integrais

É um componente de muitas enzimas necessárias para a produção de energia, para a ação antioxidante e para a formação dos glóbulos vermelhos, dos ossos e do tecido conjuntivo

900 microgramas

10.000 microgramas

Frutos do mar, chá e água fluoretada

Necessário para a formação dos ossos e dentes

3 miligramas para mulheres

4 miligramas para homens

10 miligramas

Frutos do mar, sal iodado, ovos, iogurte, leite e água potável (em quantidades que variam de acordo com o teor de iodo do solo local)

Necessário para a formação dos hormônios da tireoide

150 microgramas

1.100 microgramas

Na forma de ferro heme:

Carne de boi, aves, peixes, rins e fígado

Como ferro não heme: Farinha de soja, feijão, melado, espinafre, mariscos e grãos e cereais fortificados

Necessários para a formação de muitas enzimas no organismo

O ferro heme é um componente importante das células musculares e da hemoglobina, que permite que os glóbulos vermelhos transportem oxigênio e entreguem-no para os tecidos do organismo

8 miligramas para mulheres com mais de 50 anos de idade e para homens

18 miligramas para mulheres com 50 anos de idade ou menos (pré-menopausa)

27 miligramas para gestantes

9 miligramas para mulheres amamentando

45 miligramas

Verduras de folhas verdes, nozes, cereais, feijão e molho de tomate

Necessários para a formação de ossos e dentes, para as funções normais dos nervos e músculos e para a ativação de enzimas

320 miligramas para mulheres

420 miligramas para homens

Manganês

Cereais integrais, abacaxi, nozes, chá, feijão e molho de tomate

Necessários para a formação dos ossos e para a formação e ativação de certas enzimas

2,3 miligramas para homens

1,8 miligramas para mulheres

11 miligramas

Molibdênio

Leite, legumes, pães e cereais integrais e verduras verde-escuras

Necessário para o metabolismo do nitrogênio, para a ativação de certas enzimas e para a função celular normal

Ajuda a quebrar sulfitos (presentes naturalmente nos alimentos e adicionados como conservantes)

45 microgramas

2.000 microgramas

Derivados do leite, carnes, aves, peixes, cereais, nozes e legumes

Necessários para a formação dos ossos e dentes e para a produção de energia

Usado para formar ácidos nucleicos, incluindo o DNA (ácido desoxirribonucleico)

700 miligramas

4.000 miligramas

Leite integral e desnatado, bananas, tomates, laranjas, melão, batata, batata-doce, ameixas, passas, espinafre, nabo, couve-galega, couve-de-folhas, outras verduras de folhas verdes, a maioria das ervilhas e feijões e substitutos do sal (cloreto de potássio)

Necessários para a função normal dos nervos e músculos

Envolvidos no equilíbrio eletrolítico

3,5 gramas

Carnes, frutos do mar, nozes e cereais (dependendo do teor de selênio do solo onde os grãos foram cultivados)

Atua como um antioxidante juntamente com a vitamina E

Necessário para a função da glândula tireoide

55 microgramas

400 microgramas

Sal, carne bovina, carne suína, sardinhas, queijo, azeitonas verdes, pão de milho, batatas fritas, chucrute e alimentos processados ou enlatados (geralmente como o sal)

Necessários para a função normal dos nervos e músculos

Ajuda o organismo a manter um equilíbrio normal de eletrólitos e hídrico

1.000 miligramas

2.400 miligramas

Carne, fígado, ostras, frutos do mar, amendoim, cereais enriquecidos e cereais integrais (dependendo do teor de zinco do solo onde os grãos foram cultivados)

Usado para formar muitas enzimas e insulina

Necessário para uma pele saudável, cicatrização de feridas e crescimento

11 miligramas para homens e 8 miligramas para mulheres

40 miligramas

*Os valores da ingestão diária recomendada de minerais e outros nutrientes são periodicamente publicados pelo The Food and Nutrition Board da National Academy of Sciences–National Research Council e pelo Ministério da Agricultura dos Estados Unidos. Esses valores têm como objetivo atender às necessidades de uma pessoa saudável.

Os antioxidantes protegem as células contra danos causados por subprodutos reativos da atividade celular normal, chamados radicais livres.

O organismo absorve o ferro heme melhor do que o ferro não heme.

Mais informações

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Considerações gerais sobre vitaminas e minerais
Vídeo
Considerações gerais sobre vitaminas e minerais
O corpo humano precisa de várias vitaminas e minerais para se desenvolver. Muitos desses nutrientes...

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS