Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Síndrome da sela turca vazia

Por

John D. Carmichael

, MD, Keck School of Medicine of the University of Southern California

Última revisão/alteração completa mar 2021| Última modificação do conteúdo mar 2021
Clique aqui para a versão para profissionais

Na síndrome da sela turca vazia, a sela turca (uma estrutura óssea localizada na base do cérebro que aloja a hipófise) é preenchida com líquido cefalorraquidiano, o que causa uma compressão parcial ou total da glândula e pode causar o aumento da sela turca.

As pessoas com síndrome da sela turca vazia têm um defeito na barreira de tecido que normalmente mantém o líquido cefalorraquidiano existente em volta do cérebro separado da sela turca. Consequentemente, o líquido cefalorraquidiano exerce aumento de pressão na hipófise Considerações gerais sobre a hipófise A hipófise é uma glândula do tamanho de uma ervilha que está alojada no interior de uma estrutura óssea (sela turca) localizada na base do cérebro. A sela turca protege a hipófise, mas deixa... leia mais e nas paredes da sela turca. A sela turca pode vir a aumentar e a hipófise pode vir a diminuir, o que faz com que a sela turca pareça estar vazia em estudos de imagem.

A síndrome da sela turca vazia ocorre mais frequentemente em mulheres de meia-idade que estão acima do peso e que têm hipertensão arterial. Menos frequentemente, o quadro clínico ocorre após cirurgia da hipófise, radioterapia ou infarto (morte) do tumor da hipófise.

A síndrome da sela turca vazia pode não provocar sintomas e raramente provoca sintomas graves. Cerca de metade dos afetados têm dores de cabeça e algumas pessoas também têm hipertensão arterial. Raramente, ocorre um vazamento do líquido cefalorraquidiano pelo nariz ou problemas de visão.

Tratamento é raramente necessário. Ele será administrado apenas se a hipófise estiver produzindo uma quantidade excessiva ou deficiente de hormônio, dependendo de quais hormônios estão sendo afetados. O tratamento pode incluir a reposição do hormônio deficiente ou a administração de medicamentos para diminuir a produção excessiva de hormônios.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
quiz link

Test your knowledge

Take a Quiz! 
ANDROID iOS
ANDROID iOS
ANDROID iOS
PRINCIPAIS