Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Intoxicação por chumbo

(Saturnismo)

Por

Gerald F. O’Malley

, DO, Grand Strand Regional Medical Center;


Rika O’Malley

, MD, Albert Einstein Medical Center

Última revisão/alteração completa fev 2019| Última modificação do conteúdo fev 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto
  • Algumas das causas da intoxicação por chumbo são a ingestão de tinta de chumbo e comer ou beber em cerâmica importada incorretamente vitrificada com chumbo.

  • Níveis muito elevados de chumbo no sangue podem causar alterações de personalidade, dores de cabeça, perda de sensibilidade, fraqueza, um sabor metálico no sangue, instabilidade na locomoção, problemas digestivos e anemia.

  • O diagnóstico baseia-se nos sintomas e em um exame de sangue.

  • Testar a água doméstica, cerâmica e tinta de chumbo pode ajudar a identificar potenciais fontes de intoxicação por chumbo.

  • O tratamento consiste em acabar com a exposição ao chumbo e eliminar do organismo o chumbo acumulado.

A intoxicação por chumbo é bem menos comum desde que as tintas contendo pigmentos de chumbo foram banidas (em 1978 nos Estados Unidos) e o chumbo foi eliminado da gasolina automotiva (em 1986 nos Estados Unidos e em 2011 em todos os países em desenvolvimento, exceto em 6). Entretanto, a intoxicação por chumbo continua a ser um problema de saúde pública importante em cidades da costa leste dos Estados Unidos, bem como em outras cidades isoladas, mais destacadamente em Flint, Michigan.

Tinta com chumbo

A intoxicação por chumbo é geralmente causada pela ingestão direta de chumbo (comer). Isso ocorre normalmente em

  • Crianças que vivem em casas mais antigas que contêm tinta descascada à base de chumbo ou canos de chumbo

Durante a reforma de casas, as pessoas podem ficar expostas a quantidades significativas de chumbo na forma de partículas raspadas ou lixadas durante a preparação da superfície para uma nova pintura. As crianças pequenas podem comer fragmentos de pintura solta suficientes para manifestar os sintomas de uma intoxicação por chumbo, especialmente durante a remodelação. Canos de chumbo usados em encanamentos e tanques de contenção podem liberar chumbo no suprimento de água, o qual pode ser ingerido na água de torneira.

Há várias outras fontes de intoxicação por chumbo:

  • Alguns esmaltes cerâmicos contêm chumbo. Cerâmica como jarros, copos e pratos, fabricada usando esmaltes (comum fora dos Estados Unidos) pode lixiviar chumbo, sobretudo perante o contato com substâncias acídicas (como frutas, refrigerantes, tomates, vinho e cidra).

  • Uísque falsificado contaminado com chumbo e remédios populares são fontes eventuais.

  • Ocasionalmente, objetos estranhos de chumbo encontram-se no estômago ou tecidos (como balas ou pesos de pesca ou cortinas). As balas alojadas em determinados tecidos moles podem aumentar os níveis de chumbo no sangue, mas esse processo demora anos a ocorrer.

  • Pode ocorrer exposição ocupacional durante a fabricação e reciclagem de baterias, bronzeamento, formação de bronze, formação de vidro, corte de tubos, soldadura, brasagem, fundição ou trabalho com cerâmica ou pigmentos.

  • Determinados produtos cosméticos étnicos e produtos à base de ervas importados e ervas medicinais contêm chumbo e causaram surtos de intoxicação por chumbo em comunidades imigrantes.

  • Fumos de gasolina com chumbo (em países em que ainda se encontra disponível) inalados de forma recreativa para efeitos de intoxicação no cérebro podem causar intoxicação por chumbo.

O chumbo afeta muitas partes do organismo, incluindo o cérebro, os nervos, os rins, o fígado, o sangue, o aparelho digestivo e os órgãos sexuais. As crianças são particularmente sensíveis, porque o chumbo causa um dano maior no sistema nervoso que ainda se encontra em processo de desenvolvimento.

Se a concentração de chumbo no sangue ficar elevada durante dias, geralmente surgem sintomas de dano cerebral súbito (encefalopatia). Uma concentração mais reduzida de chumbo no sangue, que se mantém por períodos mais prolongados, por vezes, causa déficit intelectual em longo prazo.

Você sabia que...

  • As crianças que vivem em comunidades em que as casas são velhas devem ser examinadas em termos de intoxicação por chumbo, independentemente de os sintomas estarem presentes ou não.

Sintomas

Muitas pessoas com intoxicação por chumbo ligeira não apresentam sintomas. Os sintomas que ocorrem geralmente desenvolvem-se por várias semanas ou mais. Em algumas ocasiões, os sintomas surgem periodicamente.

Entre os sintomas típicos de intoxicação por chumbo incluem-se alterações de personalidade, dores de cabeça, perda de sensibilidade, fraqueza, sabor metálico na boca, instabilidade na locomoção, falta de apetite, vômitos, prisão de ventre, cólicas abdominais, dores em ossos ou articulações, hipertensão arterial e anemia. Frequentemente, os danos renais ocorrem sem sintomas.

  • Crianças pequenas que foram expostas a chumbo podem ficar irritadiças e sua capacidade de atenção e atividades lúdicas podem diminuir no decorrer de várias semanas. Em seguida, pode surgir encefalopatia súbita e pior durante os dias seguintes, resultando em vômitos persistentes e intensos, coordenação fraca e dificuldade ao andar, confusão, sonolência e, finalmente, convulsões e coma. A intoxicação por chumbo crônica em crianças pode causar incapacidade intelectual, transtornos convulsivos, distúrbios comportamentais agressivos, regressão no desenvolvimento, dor abdominal crônica e anemia.

  • Os adultos expostos a chumbo no trabalho desenvolvem geralmente sintomas (como alterações de personalidade, dores de cabeça, dor abdominal e danos nos nervos, com dormência e perda de sensibilidade nos pés e nas pernas) por várias semanas ou mais. Os adultos podem desenvolver perda da libido, infertilidade e, nos homens, pode ocorrer disfunção erétil (impotência). Por vezes, surge encefalopatia nos adultos.

  • As crianças e os adultos podem desenvolver anemia.

  • As crianças e os adultos que inalem os fumos de gasolina com chumbo podem desenvolver sintomas de psicose além dos sintomas típicos da intoxicação por chumbo.

Alguns sintomas podem diminuir, caso se interrompa a exposição ao chumbo, e serem agravados se esta for retomada.

Diagnóstico

  • Níveis de chumbo no sangue

O diagnóstico da intoxicação por chumbo baseia-se nos sintomas e em um exame de sangue. É preciso fazer exames de sangue frequentes nos adultos cujo trabalho consista na manipulação de chumbo. Também devem ser submetidas a exame de sangue, para detectar o chumbo, crianças que vivem em locais com muitas casas antigas, nas quais seja comum a tinta solta à base de chumbo. Em crianças, as radiografias dos ossos e do abdômen mostram indícios de intoxicação por chumbo.

Prevenção

Devem ser usados kits comercialmente disponíveis para testar a tinta doméstica (exceto em casas construídas após 1978), cerâmica fabricada fora dos Estados Unidos e suprimentos de água para determinar o teor de chumbo. Medidas que reduzem o risco de intoxicação doméstica incluem limpeza regular, como

  • Lavagem das mãos

  • Lavagem de brinquedos e chupetas de crianças

  • Limpeza de superfícies domésticas

  • Tirar pó de parapeitos afetados toda semana com um pano úmido

Deve-se proceder à reparação da tinta à base de chumbo que tenha se soltado. Os projetos de renovação mais profunda, para se extrair a tinta à base de chumbo, podem libertar grandes quantidades da substância em casa e devem ser realizados por profissionais. Os filtros de torneira podem eliminar a maior parte do chumbo da água potável.

Adultos expostos a poeira de chumbo no trabalho devem

  • Usar equipamento de proteção individual adequado

  • Trocar a roupa e os sapatos antes de irem para casa

  • Tome banho antes de se deitar

Tratamento

  • Interromper a exposição a chumbo

  • Às vezes, irrigação intestinal total

  • Às vezes, terapia por quelação e suplementos minerais

O tratamento consiste em acabar com a exposição ao chumbo e eliminar do organismo o chumbo acumulado. Se uma radiografia abdominal mostrar fragmentos de chumbo, é administrada uma solução especial de polietilenoglicol por via oral ou por meio de um tubo estomacal para lavar o conteúdo no estômago e nos intestinos (um processo denominado irrigação de todo o intestino).

Os médicos retiram o chumbo do organismo pela administração de medicamentos que se ligam ao chumbo (terapia quelante) para permitir que passe para a urina. Todos os medicamentos que eliminam o chumbo atuam lentamente e podem ter efeitos colaterais sérios.

Succímero é um medicamento usado na terapia quelante. Pessoas com uma leve intoxicação por chumbo recebem succímero por via oral. Pessoas com uma intoxicação por chumbo mais séria recebem tratamento hospitalar com injeções de medicamentos quelantes, como dimercaprol, succímero e edetato de cálcio dissódico. Visto que os medicamentos quelantes também podem eliminar do organismo os minerais benéficos, como zinco, cobre e ferro, geralmente administram-se suplementos destes minerais.

Mesmo depois do tratamento adequado, muitas crianças com encefalopatia apresentam algum grau de dano cerebral permanente. Do mesmo modo, o dano renal pode ser permanente.

Mais informações

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Doença por radiação
Vídeo
Doença por radiação
Elementos radioativos, como urânio e bário, liberam o excesso de energia na forma de partículas...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Tórax
Modelo 3D
Tórax

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS