Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Dengue

Por

Thomas M. Yuill

, PhD, University of Wisconsin-Madison

Última revisão/alteração completa ago 2021| Última modificação do conteúdo ago 2021
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
  • Cerca de cinquenta a cem milhões de casos de dengue e cerca de vinte mil mortes ocorrem no mundo todo.

  • Os sintomas variam em gravidade, mas podem incluir febre, calafrios, uma cefaleia intensa, dor ao mover os olhos, fadiga extrema e fortes dores generalizadas pelo corpo.

  • Uma forma mais grave, chamada dengue hemorrágica, pode causar sangramento pelo nariz, boca, trato gastrointestinal e de feridas por punção.

  • Para diagnosticar dengue, os médicos fazem exames de sangue para detectar o vírus ou anticorpos ao vírus.

  • Uma vacina está disponível no México, Brasil, Tailândia e alguns outros países (não nos Estados Unidos), mas seu uso está restrito a pessoas que já tiveram dengue.

  • O tratamento da dengue concentra-se no alívio dos sintomas e, para dengue hemorrágica, líquidos e hemoderivados administrados por via intravenosa.

A dengue é comum nos trópicos e nos subtrópicos do mundo todo. É mais comum no sudeste asiático, mas se tornou mais comum na América do Sul e Central e em outros países. Ela ocorreu no Caribe (incluindo Porto Rico e as Ilhas Virgens dos EUA), na Oceania e no subcontinente indiano. A infecção é causada por um flavivírus que é transmitida por mosquitos.

Muitos fatores contribuíram para a disseminação da dengue:

A cada ano ocorrem cerca de cinquenta a cem milhões de casos e cerca de vinte mil mortes no mundo todo. Entretanto, nos Estados Unidos, somente cerca de cem a duzentos casos ocorrem anualmente, quase todos trazidos por turistas que regressam de áreas afetadas. Se esses viajantes viverem em uma área dos Estados Unidos com mosquitos Aedes, os mosquitos poderão picá-los, depois picar outras pessoas que vivem na área. O vírus da dengue se espalha, assim, para outras pessoas (chamado transmissão local). Os mosquitos individualmente infectados podem picar mais de uma pessoa, colocando várias pessoas em risco de infecção. Alguns casos de dengue transmitida localmente ocorreram no Havaí, Flórida e Texas.

Há quatro tipos de vírus da dengue (sorotipos). A infecção por um dos sorotipos protege contra a infecção por aquele sorotipo por um longo período, mas confere apenas proteção limitada e temporária contra a infecção pelos outros sorotipos.

Sintomas de dengue

Os sintomas de dengue normalmente começam cerca de três a quinze dias após a pessoa ser picada por um mosquito infectado.

A gravidade da dengue varia. Geralmente, a dengue começa repentinamente, causando febre, calafrios, dor de cabeça intensa, dor ao mover os olhos, cansaço extremo e fortes dores generalizadas pelo corpo, principalmente nas costas, pernas e articulações. Essas dores costumam ser tão intensas que a doença foi chamada de febre quebra-ossos.

Os linfonodos ficam inchados e uma erupção cutânea que torna o rosto quente e ruborizado pode surgir brevemente.

Os sintomas duram 2 ou 3 dias, depois diminuem. As pessoas geralmente se sentem bem por cerca de 24 horas. Em seguida, a febre pode retornar e uma erupção cutânea vermelha irregular pode aparecer, primeiramente na região dorsal das mãos e dos pés e depois espalhar-se para os braços, as pernas e o tronco.

Pessoas com doença mais grave podem sentir-se fracas por várias semanas. A morte é rara.

Febre hemorrágica por dengue

A febre hemorrágica por dengue é a forma mais grave da dengue. Este distúrbio ocorre principalmente em crianças com menos de 10 anos de idade e que vivem em áreas onde a dengue é comum. A febre hemorrágica por dengue pode resultar de uma segunda infecção por um vírus da dengue. O sistema imunológico Considerações gerais sobre o sistema imunológico O sistema imunológico foi concebido para defender o corpo contra invasores estranhos ou perigosos. Tais invasores incluem Micro-organismos (comumente chamados germes, como bactérias, vírus e... leia mais da pessoa reage agressivamente à segunda infecção. Esta reação danifica os vasos sanguíneos que passam a vazar líquido e/ou sangue. Por vezes, verifica-se uma passagem de líquido dos vasos sanguíneos para os pulmões, provocando dificuldade respiratória.

Pode ocorrer sangramento do nariz, da boca, do trato gastrointestinal e de feridas por punctura. As pessoas podem vomitar sangue o apresentar sangue nas fezes. Pode ocorrer sangramento sob a pele na forma de pontos ou manchas arroxeadas.

Sem tratamento, a doença pode piorar rapidamente e a pressão arterial pode ficar muito baixa, resultando em choque Choque O choque é um quadro clínico com risco à vida, em que o fluxo sanguíneo é baixo, diminuindo o fornecimento de oxigênio e causando danos a esses órgãos e, às vezes, morte. A pressão arterial... leia mais . Quando tratada por médicos experientes, a febre hemorrágica por dengue é fatal em menos de 1% das pessoas. Porém, sem tais cuidados, 30% das pessoas chegam a morrer.

Diagnóstico de dengue

  • Exames de sangue

O médico suspeita de dengue quando ocorrerem sintomas em pessoas que vivem ou viajaram em uma área onde a infecção é comum.

Ela é diagnosticada por exames de sangue para detectar anticorpos contra o vírus. ( Anticorpos Anticorpos Uma das linhas de defesa do corpo ( sistema imunológico) envolve glóbulos brancos (leucócitos) que se deslocam através da corrente sanguínea e penetram nos tecidos para detectar e atacar micro-organismos... leia mais Anticorpos são proteínas produzidas pelo sistema imunológico para ajudar a defender o corpo contra um agressor específico, incluindo o vírus da dengue).

Prevenção de dengue

Pessoas que vivem em áreas onde a dengue é comum devem tentar impedir picadas do mosquito.

Para prevenir picadas de mosquitos, as pessoas devem tomar as seguintes precauções:

  • Usar camisas de manga comprida e calças compridas.

  • Ficar em locais que tenham ar-condicionado ou que usem telas de janelas e portas para manter os mosquitos fora.

  • Dormir sob um mosquiteiro em locais que não tenham ar-condicionado ou não estejam adequadamente protegidos por telas.

  • Usar repelentes de insetos, aqueles que contêm ingredientes como DEET (dietiltoluamida) ou outros princípios ativos aprovados, nas superfícies da pele expostas.

  • Tratar o vestuário e equipamentos com o inseticida permetrina (não aplicá-lo diretamente na pele).

Pessoas que têm dengue são mantidas sob um mosquiteiro até que o segundo ataque de febre cesse. Essa medida ajuda a prevenir a disseminação posterior da infecção por mosquitos.

Para crianças, são recomendadas as seguintes precauções:

  • Não usar repelentes de insetos em bebês com menos de 2 meses de idade.

  • Não usar produtos contendo óleo de eucalipto-limão (para-mentano-diol) em crianças com menos de 3 anos de idade.

  • No caso de crianças maiores, os adultos devem borrifar repelente em suas próprias mãos e depois aplicá-lo na pele das crianças.

  • Vestir as crianças com roupas que cubram seus braços e pernas, ou cobrir o berço, carrinho ou canguru com um mosquiteiro.

  • Não aplicar repelente contra insetos nas mãos, olhos, boca ou na pele cortada ou irritada de crianças.

Vacina contra a dengue

Uma vacina contra a dengue está disponível no México, Brasil, Tailândia e alguns outros países, mas não nos Estados Unidos.

A vacinação de pessoas que já sofreram de um caso leve de dengue reduz o risco de desenvolverem a forma grave da doença (dengue hemorrágica) se forem infectadas novamente. No entanto, a vacinação de pessoas que nunca tiveram dengue parece aumentar o risco de doença mais grave se elas forem infectadas com dengue mais tarde. Assim, os médicos preferem usar a vacina apenas em pessoas que tiveram dengue. No entanto, em muitos países em que a dengue é comum, nem sempre é possível para os médicos realizar um exame de sangue para dengue antes de administrar a vacina.

Várias outras vacinas contra a dengue estão em estudo.

Tratamento de dengue

  • Analgésicos

  • Para febre hemorrágica por dengue, líquidos

Não há medicamentos antivirais eficazes para a dengue. O tratamento tem como foco o alívio de sintomas. Pode-se usar acetaminofeno para reduzir a febre e aliviar as dores musculares. Mas não deve usar aspirina e outros anti-inflamatórios não esteroides (AINEs), pois eles podem tornar o sangramento mais provável. Além disso, não se administra aspirina a crianças porque ela aumenta o risco da síndrome de Reye Síndrome de Reye A síndrome de Reye é uma doença muito rara, mas potencialmente fatal, que causa inflamação e inchaço do cérebro e degeneração e perda da função hepática. A causa da síndrome de Reye é desconhecida... leia mais .

Para febre hemorrágica por dengue, as pessoas recebem líquidos por via intravenosa para aumentar e manter a pressão arterial e, dessa forma, prevenir choque.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
quiz link

Test your knowledge

Take a Quiz! 
ANDROID iOS
ANDROID iOS
ANDROID iOS
PRINCIPAIS