Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Paralisia do sexto nervo craniano (nervo motor ocular externo)

Por

Michael Rubin

, MDCM, New York Presbyterian Hospital-Cornell Medical Center

Última revisão/alteração completa set 2020| Última modificação do conteúdo set 2020
Clique aqui para a versão para profissionais

A paralisia do 6º nervo craniano compromete a capacidade de virar o olho para fora.

  • A paralisia do sexto nervo craniano tem muitas causas, incluindo lesão de pequenos vasos sanguíneos por diabetes, mas muitas vezes a causa não é identificada.

  • O olho afetado não consegue girar para fora na totalidade e consegue desviar-se para dentro, quando a pessoa olha para a frente, em linha reta.

  • Os médicos podem identificar paralisia do 6º nervo craniano com base nos sintomas, mas são realizados exames, incluindo exames de imagem do cérebro, para tentar identificar a causa.

  • A paralisia do sexto nervo craniano geralmente se resolve independentemente de a causa ser ou não identificada.

Paralisia se refere à imobilização, que pode variar de parcial a completa.

Muitas doenças podem causá-la:

Algumas dessas doenças, tais como tumores e abscessos cerebrais, aumentam a pressão intracraniana e exercem uma pressão (compressão) no nervo. Outros distúrbios, como uma artéria bloqueada, interferem no fluxo sanguíneo para o nervo.

Se a paralisia do 6º nervo craniano ocorrer isoladamente (sem outra paralisia de nervo craniano), geralmente sua causa nunca é identificada.

Sintomas de paralisia do sexto nervo craniano

O olho afetado não consegue girar para fora na totalidade e consegue desviar-se para dentro, quando a pessoa olha para a frente, em linha reta. Se a pessoa olhar para o lado do olho afetado, ocorre visão dupla.

Outros sintomas de paralisa do 6º nervo craniano dependem da causa. Por exemplo, doenças que aumentam a pressão intracraniana podem causar uma cefaleia intensa e visão turva temporária quando as pessoas movem a cabeça repentinamente. Também, a face e a boca podem tornar-se insensíveis e as pessoas podem ficar incapazes de movimentar o olho afetado em outras direções.

Diagnóstico de paralisia do sexto nervo craniano

  • Exame neurológico

  • Exame oftalmológico, incluindo oftalmoscopia

  • Tomografia computadorizada ou ressonância magnética

  • Às vezes, punção lombar

  • Às vezes, exames de sangue

Geralmente os médicos conseguem identificar facilmente uma paralisia do 6º nervo craniano com base nos resultados de um exame neurológico Exame neurológico Quando houver a suspeita de um transtorno neurológico, o médico avalia por exame físico todos os sistemas do organismo, concentrando-se no sistema nervoso. A avaliação do sistema nervoso — o... leia mais e de um exame oftalmológico, incluindo oftalmoscopia. A causa, no entanto, costuma ser menos óbvia.

São realizados exames de tomografia computadorizada (TC) ou, preferencialmente, ressonância magnética (RM) do cérebro para excluir tumores e outras anomalias que possam estar aumentando a pressão no interior do crânio. Se os resultados dos exames de imagem forem normais, pode-se fazer uma punção lombar Punção lombar Em algumas ocasiões, é necessário recorrer a procedimentos diagnósticos para confirmar o diagnóstico sugerido pelo histórico clínico e pelo exame neurológico. A eletroencefalografia (EEG) é... leia mais Punção lombar (punção na coluna vertebral) para determinar se há infecção ou hemorragia.

Se os sintomas sugerirem vasculite, é retirado sangue para verificar a evidência de inflamação, como certos anticorpos anormais (anticorpos antinucleares e fator reumatoide) e uma taxa de sedimentação de eritrócito anormal (TSE - a frequência com que os glóbulos vermelhos se assentam no fundo de um tubo de ensaio contendo sangue).

Mesmo depois de realizar todos os exames, a causa ainda pode permanecer desconhecida.

Tratamento de paralisia do sexto nervo craniano

  • Tratamento da causa

O tratamento de paralisia do 6º nervo craniano depende da causa. Quando se trata a causa, a paralisia, normalmente, desaparece.

As paralisias sem nenhuma causa identificável geralmente desaparecem sem tratamento em dois meses, exatamente como aquelas que ocorrem por um vaso sanguíneo obstruído.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Teste os seus conhecimentos
Apraxia
Qual das opções a seguir é mais frequentemente prejudicada em pessoas com apraxia?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS