Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Considerações gerais sobre doenças autoimunes do tecido conjuntivo

Por

Alana M. Nevares

, MD, The University of Vermont Medical Center

Última revisão/alteração completa abr 2020| Última modificação do conteúdo abr 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos

Em uma doença autoimune, os anticorpos ou células produzidas pelo corpo atacam os próprios tecidos do corpo. Muitas doenças autoimunes afetam o tecido conjuntivo e uma variedade de órgãos. O tecido conjuntivo é o tecido estrutural que dá força às articulações, tendões, ligamentos e vasos sanguíneos.

Doenças reumáticas autoimunes incluem

Artrite reumática e espondiloartrite são exemplos de outras doenças autoimunes que afetam o tecido conjuntivo.

Doenças autoimunes podem afetar outros tecidos no corpo além do tecido conjuntivo e algumas pessoas com doenças autoimunes do tecido conjuntivo apresentam outros tipos de doenças autoimunes, como tireoidite de Hashimoto (uma doença autoimune da tireoide que pode resultar em hiperatividade ou hipoatividade da glândula tireoidiana).

Sintomas

Nas doenças autoimunes, a inflamação e a resposta imune podem resultar em danos ao tecido conjuntivo, não apenas nas articulações e suas proximidades, mas também em outros tecidos, incluindo órgãos vitais, como os rins e órgãos do trato gastrointestinal. A estrutura sacular que envolve o coração (pericárdio), a membrana que envolve os pulmões (pleura) e até mesmo o cérebro podem ser afetados. O tipo e a gravidade dos sintomas dependem dos órgãos afetados.

A maioria das doenças reumáticas autoimunes aumentam o risco de desenvolver depósitos de colesterol (placas) nas artérias, resultando no endurecimento das artérias (aterosclerose).

Diagnóstico

  • Avaliação de um médico

  • Exames laboratoriais

  • Às vezes, critérios estabelecidos

Uma doença autoimune do tecido conjuntivo (também chamada doença reumática autoimune ou doença colágeno-vascular autoimune) é diagnosticada com base no seu padrão particular de sintomas, nos achados durante o exame físico e nos resultados de testes laboratoriais (como exames de sangue e biópsias). No caso de alguns distúrbios, os médicos também podem basear seu diagnóstico em um conjunto de critérios estabelecidos.

Às vezes, os sintomas de uma doença se sobrepõem aos de outra a ponto de os médicos não poderem fazer uma distinção. Nesse caso, a doença pode ser nomeada doença do tecido conjuntivo não diferenciada ou uma sobreposição de doenças.

Tratamento

  • Corticosteroides e/ou outros medicamentos que suprimem o sistema imunológico

Muitas doenças autoimunes do tecido conjuntivo são tratadas com corticosteroides, outros medicamentos que suprimem o sistema imunológico (medicamentos imunossupressores) ou ambos.

Pessoas que tomam corticosteroides, como a prednisona, estão em risco de sofrer fraturas relacionadas a osteoporose. Para prevenir a osteoporose, essas pessoas podem ser tratadas com medicamentos usados para tratar osteoporose, como os bifosfonatos, denosumabe, teriparatida e suplementos com vitamina D e cálcio. Pessoas cujo sistema imunológico está suprimido por corticosteroides e outros medicamentos e pela própria doença autoimune são tratadas para prevenir infecções como as provocadas pelo fungo Pneumocystis jirovecii (consulte prevenção de pneumonia em pessoas imunocomprometidas).

Em pessoas com doenças de sobreposição, os médicos tratam os sintomas e as disfunções de órgãos à medida que se desenvolvem.

Como pessoas com doenças autoimunes apresentam um maior risco de infecção, é importante que recebam as vacinas recomendadas, como a vacina contra a gripe e a vacina pneumocócica.

Embora muitas pessoas com doenças autoimunes do tecido conjuntivo tenham tentado mudar a dieta para reduzir a inflamação causada por estas doenças, não existem dados científicos convincentes de que uma dieta “anti-inflamatória” possa mudar o curso de doenças autoimunes até o momento.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS