Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Recém-nascido pequeno para a idade gestacional (PIG)

(Limitação do crescimento intrauterino)

Por

Robert L. Stavis

, PhD, MD

Última revisão/alteração completa jun 2019| Última modificação do conteúdo jun 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

O recém-nascido cujo peso de nascimento é inferior ao de 90% dos recém-nascidos com a mesma idade gestacional (abaixo do 10º percentil) é considerado pequeno para a idade gestacional.

  • O recém-nascido pode ser pequeno, porque os pais são pequenos, porque a placenta não teve um funcionamento normal, porque a mãe tem um problema de saúde ou usou drogas, fumou ou consumiu bebidas alcoólicas durante a gravidez.

  • A menos que nasçam com uma infecção ou tenham uma doença genética, a maioria dos recém-nascidos pequenos para sua idade gestacional não apresenta sintomas e se desenvolve bem.

  • Alguns recém-nascidos pequenos permanecem pequenos como adultos.

A idade gestacional diz respeito à idade do feto. A idade gestacional é o número de semanas entre o primeiro dia da última menstruação da mãe e o dia do parto. Esse período costuma ser ajustado de acordo com outras informações que o médico recebe, incluindo o resultado de exames de ultrassom iniciais, que oferecem outras informações sobre a idade gestacional. A previsão é que a data de nascimento do bebê (a data prevista do parto) ocorre depois de transcorridas 40 semanas de gestação.

Quando a idade gestacional é de 40 semanas, meninos que pesam menos de três quilogramas são pequenos para a idade gestacional. Meninas que pesam menos de 2,8 quilogramas também são pequenas para a idade gestacional. O médico utiliza tabelas de crescimento publicadas ou aplicativos de computador para avaliar o bebê em outras idades gestacionais.

Causas

A maioria dos recém-nascidos que são moderadamente pequenos para a idade gestacional normal são bebês que simplesmente são pequenos. Contudo, em alguns deles, o crescimento foi limitado por diversos fatores. A limitação do crescimento pode ser classificada como

  • Simétrica: O recém-nascido é proporcionalmente pequeno, ou seja, seu peso, comprimento e circunferência da cabeça são todos similarmente baixos ou pequenos.

  • Assimétrica: Apenas o peso é afetado.

Na limitação do crescimento simétrica, é provável que a causa tenha ocorrido no início da gestação, quando ela afetou todas as células do corpo do recém-nascido. A limitação do crescimento assimétrica provavelmente foi causada por problemas que ocorreram quando a gestação estava mais avançada, uma vez que alguns tecidos se desenvolvem antes de outros e não teriam sido igualmente afetados.

Os fatores de risco para a limitação do crescimento incluem aqueles que englobam o estado de saúde básico da mãe e aqueles que englobam a gestação e/ou o feto.

Fatores de risco maternos

O risco de ter um bebê pequeno para a idade gestacional (PIG) é maior para mães que são muito jovens ou muito velhas ou que já tiveram outros bebês PIG.

Os problemas de saúde da mãe que aumentam o risco de ter um bebê PIG incluem

Fatores de risco da gravidez

  • Ter mais de um feto, por exemplo, gêmeos ou trigêmeos (a taxa de crescimento de gêmeos é a mesma que fetos únicos até aproximadamente a 32ª semana. Depois disso, o crescimento dos gêmeos ocorre mais lentamente e eles podem ser pequenos para a idade gestacional quando nascem. No caso de trigêmeos, a redução da velocidade do crescimento tem início aproximadamente na 28ª semana.)

  • Utilização de reprodução assistida para conceber

  • Separação prematura da placenta (ruptura prematura da placenta)

  • Utilização de determinados medicamentos, como anfetaminas, anticonvulsivantes, determinados medicamentos para câncer, cocaína ou opioides

  • Desnutrição grave

Fatores de risco fetais

Sintomas

Apesar do seu tamanho, normalmente a aparência e o modo de agir dos recém-nascidos pequenos para a idade gestacional são parecidos com os dos recém-nascidos com idade gestacional similar. Alguns recém-nascidos pequenos para a idade gestacional parecem ser magros e ter menos massa muscular e gordura, e alguns demonstram afundamento das características faciais (uma característica denominada face envelhecida). O aspecto do cordão umbilical pode ser fino e pequeno.

Complicações imediatas

Durante a gestação, há um risco maior de haver aborto espontâneo ou natimorto em fetos que sofreram limitação do crescimento. Os recém-nascidos pequenos para a idade gestacional que nascem a termo não têm as complicações relacionadas à imaturidade de sistemas orgânico que os recém-nascidos prematuros de tamanho similar apresentam. Eles apresentam, contudo, maior risco dos seguintes problemas:

  • Asfixia perinatal: Essa complicação representa uma redução no fluxo sanguíneo aos tecidos do bebê ou uma redução no nível de oxigênio no sangue do bebê sangue antes, durante ou logo após o parto. Ela pode ser causada por um problema com a placenta antes ou durante o parto.

  • Aspiração de mecônio: O feto com limitação do crescimento pode evacuar mecônio (material fecal de cor verde-escuro que é produzido no intestino do feto antes do nascimento) no líquido amniótico e depois respirar de maneira ofegante e inalar (aspirar) o líquido amniótico que contém mecônio para dentro dos pulmões.

  • Níveis baixos de açúcar (glicose) no sangue (hipoglicemia): Essa complicação costuma ocorrer nas primeiras horas e dias de vida, uma vez que o recém-nascido pequeno não tem uma quantidade suficiente de carboidratos armazenados para serem utilizados como energia e não consegue processar devidamente os carboidratos que ele tem.

  • Excesso de glóbulos vermelhos (policitemia): Bebês pequenos para a idade gestacional podem ter um número de glóbulos vermelhos maior que o normal, e o excesso de glóbulos vermelhos faz com que o sangue fique muito espesso, o que pode desacelerar o fluxo sanguíneo. O recém-nascido com policitemia pode ter cor de pele avermelhada e letargia. A policitemia também pode contribuir para a presença de hipoglicemia, angústia respiratória e hiperbilirrubinemia.

  • Dificuldade em regular a temperatura corporal: Essa complicação ocorre porque o recém-nascido pequeno para a idade gestacional tem uma quantidade menor de gordura e peso corporal para mantê-lo aquecido e ele não tem uma quantidade suficiente de carboidratos para serem utilizados como energia.

  • Aumento no risco de infecções: Recém-nascidos pequenos para a idade gestacional podem ter um sistema imunológico comprometido, o que aumenta o risco de eles apresentarem infecções hospitalares.

Complicações de longo prazo

Estudos recentes sugerem que a limitação do crescimento intrauterino aumenta a probabilidade de surgirem problemas durante a idade adulta, incluindo doença cardíaca, hipertensão arterial e AVC.

Diagnóstico

  • Antes do nascimento, medida do útero e ultrassonografia

  • Após o nascimento, avaliação da idade gestacional e do tamanho e peso do bebê

Durante a gestação, no abdômen da mãe, o médico mede a distância entre a parte superior do osso púbico e a parte superior do útero (fundo uterino). Essa medida, denominada medida da altura uterina, corresponde aproximadamente ao número de semanas de gestação. Por exemplo, a altura uterina normal de uma mulher que está na 32ª semana de gestação é de aproximadamente 30 a 34 centímetros. Se o valor medido for baixo em comparação ao número de semanas, é possível que o feto seja menor que o esperado.

Uma ultrassonografia pode ser realizada para determinar o tamanho do feto e calcular o peso do feto para confirmar o diagnóstico de bebê pequeno para a idade gestacional. A ultrassonografia também pode ser útil para definir a causa da limitação do crescimento e de que maneira ela afetou o feto. Dependendo dos achados, o médico pode realizar exames genéticos ou um exame de ressonância magnética (RM) para determinar a causa básica.

Após o nascimento, o diagnóstico de pequeno para a idade gestacional é feito por meio de avaliação da idade gestacional e do peso do bebê. O médico mede o comprimento do bebê e a circunferência da cabeça para classificar a limitação do crescimento como sendo simétrica ou assimétrica. Exames diagnósticos, incluindo ultrassonografia, radiografias, RM, exames para detectar infecção, exames de sangue e exames genéticos podem ser necessários para encontrar a causa da limitação do crescimento.

Prognóstico

O prognóstico varia muito dependendo de o que fez com que o bebê fosse pequeno para a idade gestacional e do surgimento ou não de complicações.

O bebê com um peso de nascimento moderadamente baixo costuma ter um desenvolvimento normal, a menos que ele tenha uma infecção, doença genética ou asfixia perinatal. A maioria recupera o crescimento durante o primeiro ano de vida e tem uma altura adulta normal.

Um bebê que seja especialmente pequeno em decorrência de doença da mãe corre o risco de ter complicações, mas geralmente, ele terá um desenvolvimento normal. Alguns bebês pequenos continuam pequenos na idade adulta e outros ficam dentro de intervalo de altura normal.

O bebê que teve limitação do crescimento, porque a mãe consumiu bebidas alcoólicas durante a gestação, está mais propenso a ter problemas de desenvolvimento e comportamentais de longo prazo.

O desfecho para um bebê PIG que foi exposto a entorpecentes durante a gestação é complicado. É difícil fazer um prognóstico, porque geralmente gestantes que utilizam entorpecentes têm outros problemas sociais e econômicos que afetam o desenvolvimento da criança.

Tratamento

  • Tratamento das causas básicas e complicações

Não existe um tratamento específico para recém-nascidos pequenos para a idade gestacional, porém, os problemas de saúde básicos e as complicações são tratados conforme necessário. Injeções de hormônio de crescimento são, às vezes, aplicadas em alguns bebês PIG que continuam significativamente pequenos até os dois a quatro anos de idade. Esse tratamento precisa ser administrado por vários anos e precisa ser considerado de acordo com cada caso.

O recém-nascido com policitemia recebe hidratação intravenosa (IV) e o recém-nascido com hipoglicemia é tratado com alimentação frequente ou glicose IV.

Todas as gestantes devem receber cuidados pré-natais adequados e devem evitar o consumo de bebidas alcoólicas, tabaco e entorpecentes (por exemplo, cocaína e heroína) durante a gestação.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Como tirar a temperatura de um bebê ou de uma criança
Vídeo
Como tirar a temperatura de um bebê ou de uma criança
Modelos 3D
Visualizar tudo
Fibrose cística: Espessamento do muco
Modelo 3D
Fibrose cística: Espessamento do muco

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS