Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Vaginite por Trichomonas

Por

Oluwatosin Goje

, MD, MSCR, Cleveland Clinic, Lerner College of Medicine of Case Western Reserve University

Última revisão/alteração completa set 2019| Última modificação do conteúdo set 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A vaginite por Trichomonas é uma infecção vaginal decorrente do protozoário Trichomonas vaginalis.

  • A vaginite por Trichomonas costuma ser transmitida sexualmente.

  • Ela pode causar um corrimento verde ou amarelo, que pode ser abundante, ter odor fétido e ser acompanhado de coceira ou irritação.

  • Se os sintomas sugerirem uma infecção vaginal, o médico examina uma amostra do corrimento e/ou do líquido do colo do útero e a analisa quanto à presença de micro-organismos que causam infecção.

  • Usar sempre um preservativo pode ajudar a prevenir essa infecção.

  • Uma dose de metronidazol ou tinidazol tomado por via oral cura a maioria das mulheres.

O protozoário Trichomonas vaginalis pode causar sintomas logo após entrar na vagina, ou os protozoários podem permanecer na vagina ou no colo do útero (a parte inferior do útero que se abre para a vagina) durante semanas ou meses, sem causar nenhum sintoma. Ele também pode infectar a bexiga. Em homens, os protozoários geralmente não causam sintomas e podem permanecer no trato urinário por alguns dias ou semanas sem causar nenhum sintoma. Assim, tanto as mulheres como os homens podem não saber que estão infectando seus parceiros sexuais.

Causas

Infecções genitais por Trichomonas (tricomoníase) são quase sempre sexualmente transmissíveis. A mulher pode ser infectada através do contato sexual com homens ou mulheres. Mas o homem pode ser infectado através do contato sexual apenas com mulheres, não com os homens. Muitas pessoas que têm essa infecção têm outras doenças sexualmente transmissíveis.

Uma vez que os protozoários podem permanecer na mulher durante um longo período sem causar sintomas, determinar quando a infecção foi adquirida e, portanto, de quem, pode ser difícil ou impossível.

A tricomoníase pode ocorrer em crianças. Se isso acontecer, a causa pode ser abuso sexual.

Sintomas

A mulher com vaginite por Trichomonas pode ter um corrimento vaginal de coloração esverdeada ou amarelada, que às vezes é espumoso, abundante ou ambos. Ele pode ter odor fétido. É possível haver coceira na área genital e a vagina pode ficar vermelha e dolorida (irritada). Assim, a relação sexual pode ser dolorida. A micção pode também ser dolorida se a bexiga estiver infectada.

A infecção pode dar origem à doença inflamatória pélvica e, em gestantes, causar trabalho de parto e parto prematuros.

Diagnóstico

  • Avaliação de um médico

  • Análise de uma amostra do corrimento e/ou do líquido do colo do útero

Se a menina ou a mulher tiver um corrimento vaginal que seja incomum ou dure mais de alguns dias ou tiver outros sintomas vaginais, ela deve consultar um médico.

O médico suspeita da presença de vaginite por Trichomonas com base nos sintomas, tais como corrimento espumoso de coloração esverdeada ou amarelada. Depois disso, ele faz perguntas sobre o corrimento, outros sintomas e possíveis causas (como doenças sexualmente transmissíveis).

O médico faz um exame pélvico para confirmar o diagnóstico. Ao examinar a vagina, o médico coleta uma amostra do corrimento com um cotonete. A amostra é examinada por microscopia. Munido das informações geradas por esse exame, o médico geralmente consegue identificar o micro-organismo causador dos sintomas.

Normalmente, o médico também usa um cotonete para coletar uma amostra de líquido do colo do útero para examiná-lo quanto à presença de outras doenças sexualmente transmissíveis.

Para determinar se existem outras infecções na pelve, o médico verifica o útero e os ovários, inserindo os dedos indicador e médio utilizando luva dentro da vagina e pressionando do lado de fora da parte inferior do abdômen com a outra mão. Caso essa manobra cause dor significativa ou se houver febre, é possível que outras infecções estejam presentes.

Se uma criança tiver vaginite por Trichomonas, o médico a avalia para determinar se a causa pode ter sido abuso sexual.

Prevenção

Sempre usar um preservativo corretamente durante a relação sexual pode ajudar a prevenir que a infecção seja transmitida. Contudo, o protozoário Trichomonas vaginalis pode infectar áreas que não estão cobertas por um preservativo. Assim, os preservativos não oferecem proteção total contra a infecção.

Tratamento

  • Metronidazol ou tinidazol

Uma única dose de metronidazol ou tinidazol (antibiótico) tomada por via oral cura até 95% das mulheres, desde que seus parceiros sejam tratados ao mesmo tempo. Portanto, parceiros sexuais devem ser tratados simultaneamente. As pessoas não devem beber álcool durante pelo menos 72 horas depois de tomar metronidazol ou tinidazol. Beber álcool enquanto toma um ou outro medicamento pode causar náuseas, vômitos, cólicas, rubor e dores de cabeça.

Durante a relação sexual, o preservativo deve ser usado até que a infecção se resolva para ajudar a prevenir a transmissão da infecção.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Adesivo para controle de natalidade
Vídeo
Adesivo para controle de natalidade
O sistema reprodutor feminino inclui o útero, as trompas de Falópio e os ovários. Os ovários...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Síndrome do Ovário Policístico
Modelo 3D
Síndrome do Ovário Policístico

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS