Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Benefícios do exercício

Por

Brian D. Johnston

, Exercise Specialist, International Association of Resistance Training

Última revisão/alteração completa set 2018| Última modificação do conteúdo set 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

O exercício praticado com regularidade fortalece o coração e os pulmões, já que permite ao sistema cardiovascular fornecer mais oxigênio ao corpo a cada batimento cardíaco e aumentar a quantidade máxima de oxigênio que os pulmões podem comportar. A prática de exercícios também:

  • Reduz a pressão arterial

  • Diminui um pouco os níveis de colesterol total e de lipoproteína de baixa densidade (LDL) (o colesterol ruim)

  • Aumenta o nível de colesterol de lipoproteína de alta densidade (HDL) (o colesterol bom)

Esses benefícios afetam por sua vez a diminuição do risco de ataque cardíaco, acidente vascular cerebral e doença arterial coronariana. Além disso, o câncer de cólon e algumas formas de diabetes têm menos probabilidade de ocorrer em pessoas que se exercitam regularmente. Em resumo, exercitar-se com regularidade é uma das melhores práticas que se pode adotar para prevenir doenças, manter um peso corporal saudável, preservar a saúde e a longevidade, além de melhorar a qualidade de vida.

O exercício torna os músculos mais fortes, o que permite realizar tarefas que antes as pessoas não eram capazes de fazer ou realizá-las com mais facilidade. Toda atividade física existe força muscular e algum grau de amplitude de movimento nas articulações. O exercício regular pode melhorar as duas qualidades.

O exercício alonga os músculos e as articulações que, por sua vez, podem aumentar a flexibilidade e evitar as lesões. Também pode melhorar o equilíbrio por aumentar a força dos tecidos em volta das articulações e todo o corpo, o que ajuda a evitar quedas. O exercício com sustentamento de peso, como caminhada rápida e treinamento com peso, fortalece os ossos e ajuda a evitar a osteoporose. Nas pessoas com osteoartrite, o exercício pode melhorar a funcionalidade e reduzir a dor, embora os regimes devam ser desenvolvidos especificamente para cada pessoa, e algumas podem ter que evitar os exercícios que provocam um esforço indevido sobre as articulações, como é o caso de salto e corrida.

Você sabia que...

  • Mais frágeis, os idosos se beneficiam do exercício pelo menos da mesma forma que os mais jovens.

O exercício aumenta o nível de endorfinas do corpo, substâncias no cérebro que reduzem a dor e induzem à sensação de bem-estar. Assim, o exercício pode melhorar o humor e os níveis de energia, além de ajudar a aliviar a depressão. O exercício também ajuda a reforçar a autoestima, ao melhorar a saúde geral e a aparência.

Além desses outros benefícios, o exercício regular ajuda os idosos a permanecerem independentes ao melhorar a habilidade funcional e prevenir quedas e fraturas ( Exercício em idosos). Pode fortalecer os músculos, até mesmo nos idosos mais frágeis que vivem em casas de repouso ou de aposentados. Ele tende a aumentar o apetite, reduz a constipação e promove a qualidade do sono.

Os benefícios do exercício desaparecem em semanas após a sua interrupção. A força do coração e dos músculos diminui, assim como o nível de colesterol HDL, enquanto a pressão arterial e a gordura corporal aumentam. Mesmo os atletas que deixam de treinar não mantêm um resultado positivo considerável em longo prazo. Contudo, as pessoas que eram fisicamente ativas frequentemente podem recuperar a forma física mais rapidamente.

Outras razões para o exercício

Além da recomendação do exercício para a saúde geral e o bem-estar, os médicos podem prescrever planos específicos de exercício nas mesmas situações. Antes de uma cirurgia eletiva, os médicos podem recomendar que as pessoas participem de rotinas de exercício para melhor sua recuperação da cirurgia. Também prescrevem programas específicos de exercício para reabilitação após lesões ou distúrbios sérios, como infartos do miocárdio, acidentes vasculares cerebrais, cirurgia importante ou lesão ( Considerações gerais sobre a reabilitação).

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
O corpo humano: Células, tecidos, órgãos e sistemas
Vídeo
O corpo humano: Células, tecidos, órgãos e sistemas

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS