Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Ecocardiograma e outros procedimentos de ultrassom

Por

Michael J. Shea

, MD, Michigan Medicine at the University of Michigan ;


Thomas Cascino

, MD, MSc, University of Michigan

Última revisão/alteração completa out 2019| Última modificação do conteúdo out 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A ultrassonografia utiliza ondas de alta frequência (ultrassom) que se refletem sobre as estruturas internas para produzir uma imagem em movimento. Ela não usa radiografia. A ultrassonografia cardíaca (ecocardiograma) é um dos procedimentos mais utilizados para o diagnóstico de doenças cardíacas, pois proporciona excelentes imagens. Além disso, os ecocardiogramas são:

  • Não invasivos

  • Inofensivos

  • Têm um custo relativamente baixo

  • Estão amplamente disponíveis

A ultrassonografia também é utilizada no diagnóstico de distúrbios que afetam os vasos sanguíneos em outras partes do corpo.

O ecocardiograma pode ser usado para detectar se um músculo cardíaco está se movimentando normalmente e quanto sangue o coração está bombeando para fora em cada batimento. Esse procedimento também pode detectar anormalidades na estrutura do coração, como válvulas defeituosas, defeitos congênitos (como orifícios nas paredes entre as câmaras cardíacas) e alargamento das paredes ou câmaras do coração, como ocorre em pessoas com hipertensão arterial, insuficiência cardíaca ou insuficiência das paredes musculares do coração (cardiomiopatia).

O ecocardiograma também pode ser utilizado para detectar derrame pericárdico, no qual acumula-se líquido entre as duas camadas da membrana que envolve o coração (pericárdio), e pericardite constritiva, no qual tecido cicatricial se forma em todo o pericárdio. Ele também detecta dissecção da aorta, um rompimento no interior das camadas da parede da aorta.

Os principais tipos de ultrassonografia são

  • Bidimensional

  • Tridimensional

  • Doppler

  • Doppler a cores

  • Ecocardiograma com análise de deformação (“strain”)

A ultrassonografia bidimensional, a técnica mais utilizada, produz imagens bidimensionais realistas em “fatias” geradas por computador. O “empilhamento” das fatias pode recriar uma estrutura tridimensional.

A ultrassonografia Doppler mostra a direção e velocidade do fluxo sanguíneo e, assim, pode detectar fluxo turbulento decorrente de estreitamento ou bloqueio dos vasos sanguíneos.

A ultrassonografia Doppler colorida indica as diferentes direções do fluxo sanguíneo em cores diferentes.

A ultrassonografia Doppler e ultrassonografia Doppler colorida são comumente usadas ​​para ajudar a diagnosticar distúrbios que afetam o coração e as artérias e veias no tronco, pernas e braços. Uma vez que esses procedimentos podem indicar a direção e a velocidade do fluxo sanguíneo nas câmaras e vasos sanguíneos do coração, eles permitem que os médicos avaliem a estrutura e a função dessas partes. Por exemplo, os médicos podem determinar se as válvulas do coração se abrem e se fecham adequadamente, se elas vazam quando fechadas e o volume desse vazamento, se houver, bem como se o sangue flui normalmente. Também podem ser detectadas conexões anormais entre uma artéria e uma veia ou entre as câmaras cardíacas.

O ecocardiograma com análise de deformação é uma nova técnica ecocardiográfica que está sendo cada vez mais usada. Ele mede mudanças no movimento do músculo cardíaco. O ecocardiograma com análise de deformação é capaz de diagnosticar uma doença cardíaca antes que as alterações se tornem visíveis com ecocardiograma convencional, diferenciar entre diversas causas de doença cardíaca e prever o prognóstico em uma variedade de cardiopatias, incluindo insuficiência cardíaca.

Como é feito um ecocardiograma

As ondas de ultrassom são emitidas por uma sonda que emite e detecta ondas de ultrassom (transdutor). O transdutor pode ser colocado

  • Sobre o tórax da pessoa (transtorácico)

  • No esôfago da pessoa (transesofágico)

  • Às vezes, sobre um cateter no interior do coração (intracardíaco)

No ecocardiograma transtorácico (o tipo mais comum), o transdutor é portátil e é colocado no tórax sobre o coração. O examinador coloca gel no tórax sob o transdutor para ajudar a transmitir as ondas sonoras no tórax. O transdutor é conectado a um computador que exibe uma imagem em um monitor e a armazena como imagem digital. Ao variar o posicionamento e ângulo do transdutor, os médicos podem visualizar o coração e os grandes vasos sanguíneos adjacentes de vários ângulos e, assim, obter uma imagem precisa da estrutura e função do coração. Durante várias partes do exame, as pessoas terão que prender a respiração por cerca de dez segundos para garantir a obtenção de imagens nítidas. O ecocardiograma transtorácico é indolor e demora de 20 a 30 minutos.

Às vezes, os médicos usam um aparelho de ultrassonografia portátil na cabeceira da pessoa para obter informações específicas rapidamente. A tecnologia portátil é usada frequentemente quando as pessoas estão recebendo cuidados em um pronto-socorro ou unidade de terapia intensiva.

Pode ser utilizado um ecocardiograma transesofágico se os médicos precisarem obter maior clareza para analisar a aorta ou estruturas na parte de trás do coração (particularmente no átrio esquerdo ou ventrículo esquerdo). Para esse procedimento, um tubo pequeno flexível com um transdutor de ultrassom na extremidade é inserido pela garganta da pessoa até seu esôfago para que fique precisamente atrás do coração. Como esse procedimento é desconfortável, a pessoa é sedada e a garganta anestesiada com um vaporizador anestésico. Também se utiliza o ecocardiograma transesofágico quando o ecocardiograma regular for difícil de realizar em decorrência de obesidade, distúrbios pulmonares ou outros problemas técnicos ou quando os médicos estiverem procurando doenças específicas, como endocardite da válvula mitral ou da válvula aórtica ou um coágulo no coração.

O ecocardiograma intracardíaco é um tipo raro de ecocardiograma realizado quando uma pessoa está sendo submetida a um procedimento no coração, por exemplo, um procedimento para reparar um defeito do septo atrial (orifício no coração). Para o ecocardiograma intracardíaco, um pequeno tubo flexível com um transdutor de ultrassom na extremidade é conduzido a partir de um vaso sanguíneo na virilha diretamente até uma câmara do coração. A pessoa submetida a esse procedimento é geralmente sedada. O ecocardiograma intracardíaco é utilizado quando os médicos precisam obter imagens detalhadas do coração que não podem ser obtidas usando ecocardiograma transtorácico ou transesofágico.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Compreenda a regurgitação valvar mitral
Vídeo
Compreenda a regurgitação valvar mitral
Uma válvula mitral normal, à esquerda, regula o fluxo de sangue do átrio para o ventrículo...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Fibrilação Atrial
Modelo 3D
Fibrilação Atrial

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS