Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Alucinógenos

Por

Gerald F. O’Malley

, DO, Grand Strand Regional Medical Center;


Rika O’Malley

, MD, Albert Einstein Medical Center

Última revisão/alteração completa ago 2017| Última modificação do conteúdo ago 2017
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
  • Os alucinógenos distorcem e intensificam as sensações, mas os efeitos efetivos variam bastante e são extremamente imprevisíveis.

  • Os principais perigos são os efeitos psicológicos e o discernimento prejudicado que eles provocam. A maioria das pessoas tem consciência de que está tendo alucinações e é possível conversar racionalmente com elas.

  • O diagnóstico é feito por meio de uma avaliação médica.

  • Um quarto silencioso e escuro e uma conversa serena e tranquila podem ajudar os usuários que estão intoxicados. Às vezes, é necessário utilizar medicamentos ansiolíticos e tratamento psiquiátrico.

Os alucinógenos podem ser derivados de plantas ou ser produtos químicos artificiais (sintéticos). Alguns exemplos comuns incluem

  • LSD ou dietilamida do ácido lisérgico (derivado de um fungo)

  • Psilocibina (derivada de vários tipos de cogumelos)

  • Mescalina (derivada do cacto peiote)

  • N,N-dimetiltriptamina (DMT)

  • 5-metoxi-N,N-di-isopropiltriptamina (5-MeO-DIPT)

Muitos novos compostos estão sendo sintetizados e a lista de alucinógenos cresce.

Essas drogas podem ser usadas de várias maneiras. O LSD é ingerido pela boca como comprimidos ou com papel mata-borrão. A psilocibina e a mescalina são tomadas por via oral. O DMT pode ser fumado.

Uma pessoa pode se tornar psicologicamente dependente de alucinógenos, mas a dependência física não costuma ocorrer.

(Consulte também Uso e abuso de drogas.)

Sintomas

Efeitos imediatos

Os efeitos físicos costumam incluir náusea e vômitos. O LSD pode também provocar dilatação das pupilas, visão borrada, sudorese, palpitações e coordenação prejudicada.

Os alucinógenos distorcem e intensificam as sensações auditivas e visuais. Por exemplo, a pessoa pode sentir como se estivesse vendo sons e ouvindo cores (um quadro clínico denominado sinestesia). A pessoa sente como se não fosse uma pessoa real (chamado de despersonalização), ou que está desconectada do ambiente (chamado de dissociação). A pessoa sofre alterações do humor (com frequência euforia, mas em alguns casos, depressão) e seu poder de decisão fica prejudicado. Os usuários dizem que estão “viajando” quando estão vivenciando uma combinação desses efeitos.

O efeito real pode depender do humor e das expectativas que o usuário tem da “viagem”, da sua capacidade de lidar com as alucinações e do ambiente em que a droga é tomada. As alucinações visuais ocorrem com mais frequência com o uso da psilocibina e da mescalina do que com o LSD. Por exemplo, os usuários que estavam deprimidos antes de usar a droga, provavelmente ficarão mais tristes quando a droga surtir efeito. Os principais perigos do uso dessas drogas são os efeitos psicológicos e o discernimento prejudicado, que podem levar a tomada de decisões perigosas ou provocar acidentes. Por exemplo, os usuários podem pensar que são capazes de voar e até podem saltar de uma janela para o provar.

A capacidade do usuário de lidar com as distorções visuais e auditivas também afeta a experiência, ou “viagem”. Os usuários inexperientes e assustados estão menos capacitados para enfrentar essa sensação, do que alguém mais experiente e que não teme a “viagem”. Um usuário sob a influência de um alucinógeno, geralmente o LSD, pode ter ansiedade extrema e começar a sentir pânico, causando uma “viagem ruim”. O usuário pode querer parar a “viagem”, mas isso não é possível.

Overdose

Doses elevadas (overdose, maiores que 0,5 mg) aumentam a pressão arterial e a frequência cardíaca. Algumas pessoas podem desenvolver uma temperatura corporal extremamente elevada (hipertermia), porque a droga prejudica a capacidade de regular a temperatura corporal. A hipertermia pode causar febre alta, náusea e vômitos.

A overdose raramente ocorre, mas às vezes pode ser fatal. Calcula-se que uma dose letal de LSD seria de 10 mg ou aproximadamente 200 unidades de papel de LSD. A maioria dos casos de morte por alucinógeno é atribuída ao 25I-NBOMe e ao 25C-NBOMe.

Efeitos no longo prazo

Alguns usuários permanecem fora da realidade (psicóticos) durante muitos dias (ou mais) depois de os efeitos da droga terem passado. Não se sabe se o uso da droga causa psicose ou simplesmente revela um transtorno de saúde mental previamente desconhecido.

Abstinência

Algumas pessoas, sobretudo as que fazem uso prolongado ou os usuários repetitivos de alucinógenos, particularmente de LSD, podem experimentar um retrospecto (flashback) depois de terem parado com as drogas. Os retrospectos são semelhantes, mas menos intensos que a experiência original. Normalmente, os retrospectos desaparecem depois de seis a doze meses, mas podem recorrer durante anos depois do último uso do LSD, especialmente em usuários que têm um transtorno de ansiedade ou outro transtorno de saúde mental ou depois do uso de maconha, álcool ou barbitúricos.

Diagnóstico

  • Avaliação de um médico

Os médicos normalmente usam os sintomas para basear o diagnóstico de pessoas cujo uso dessa droga é conhecido. Não há exames disponíveis para confirmar o uso de muitas dessas drogas.

Tratamento

  • Ambiente tranquilizador

  • Às vezes, ansiolíticos, como benzodiazepínicos

  • Às vezes, tratamento psiquiátrico

A maioria dos usuários não busca tratamento. Um quarto silencioso e escuro e uma conversa serena e tranquila podem ajudar um dependente que está passando por uma “viagem ruim”. Eles precisam de segurança de que os efeitos são provocados pela droga e de que acabarão. Se a ansiedade for grave, benzodiazepínicos (sedativos), como o lorazepam, podem ajudar. Uma pessoa que sente uma psicose prolongada pode necessitar de tratamento de saúde mental.

Mais informações

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Ecocardiograma transtorácico
Vídeo
Ecocardiograma transtorácico
O ecocardiograma Doppler colorido fornece uma imagem bidimensional do coração em movimento...
Raios X
Vídeo
Raios X
A tecnologia de raios X utiliza raios de alta energia que podem atravessar certos tecidos...

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS