Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

honeypot link

Caquexia no câncer

Por

Robert Peter Gale

, MD, PhD, Imperial College London

Última modificação do conteúdo jul 2018
Clique aqui para acessar Educação para o paciente

Caquexia é a perda de tecido adiposo e músculo ósseo. Ocorre em muitas doenças e é comum em vários tipos de câncer quando seu controle falha. Alguns tipos de câncer, em especial pancreático e gástrico, produzem caquexia profunda. Alguns pacientes podem perder 10% a 20% do seu peso corporal. A caquexia neoplásica tende a ser pior nos homens do que nas mulheres. Nem o tamanho do tumor nem a extensão da doença metastática predizem o grau de caquexia. A caquexia está associada a menor resposta à quimioterapia (ver também Visão geral do tratamento do câncer), a mau estado funcional e a maior mortalidade.

A causa primária da caquexia não é anorexia ou diminuição das calorias ingeridas. Em vez disso, essa complexa condição metabólica envolve maior catabolismo tecidual; a síntese da proteína diminui e a degradação aumenta. A caquexia é mediada por certas citocinas, em especial fator de necrose tumoral alfa (FNT-a, tumor necrosis fator alfa), IL-1b e IL-6, que são produzidas pelas células tumorais e células hospedeiras na massa tecidual. A via ATP-ubiquitina-protease também tem seu papel.

A caquexia é fácil de reconhecer, primariamente pela perda ponderal, que é mais aparente com a perda da massa muscular temporal na face (fácies hipocrática). A perda da gordura subcutânea aumenta o risco de úlceras de pressão nas proeminências ósseas.

Tratamento

O tratamento envolve o tratamento do câncer. Se for possível controlar ou curar o câncer, haverá resolução da caquexia.

A suplementação calórica adicional não alivia a caquexia. Qualquer ganho de peso geralmente é mínimo, sendo provável que seja tecido adiposo e não muscular. Nem função nem prognóstico melhoram. Assim, para a maioria dos pacientes com câncer e caquexia não se recomenda suplementação altamente calórica. O suporte nutricional parenteral não é indicado, exceto em situações nas quais a ingestão oral da nutrição adequada for impossível.

No entanto, outros tratamentos podem mitigar a caquexia e melhorar a função. Os corticoides aumentam o apetite e podem melhorar o senso de bem-estar, mas fazem pouco para aumentar o peso corporal. Igualmente, os canabinoides (maconha, dronabinol) aumentam o apetite, mas não o peso. Progestógenos, como acetato de megestrol 40 mg bid ou tid, podem aumentar o apetite e o peso corporal. Os fármacos para alterar produção e efeitos de citocinas estão sendo estudadas.

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS ANDROID iOS
PRINCIPAIS