Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

Carregando

Colangiopatia isquêmica

Por

Nicholas T. Orfanidis

, MD, Thomas Jefferson University Hospital

Última modificação do conteúdo abr 2018
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família

A colangiopatia isquêmica é a isquemia focal de vias biliares consequente a qualquer processo que interrompa o fluxo do plexo arterial peribiliar.

As causas comuns da colangopatia isquêmica incluem

  • Lesão vascular durante transplante hepático ortotópico ou colecistectomia laparoscópica

  • Lesão por rejeição de enxerto

  • Quimioembolização

  • Radioterapia

  • Trombose resultante de distúrbios de hipercoagulabilidade

Resultados de lesões no duto biliar (necrose isquêmica) que causam colestase, colangite ou estenoses biliares (geralmente múltiplas). A colangiopatia isquêmica ocorre mais comumente em pessoas que tiveram transplante de fígado.

Os sintomas (p. ex., prurido, colúria, acolia fecal) e os resultados de exames laboratoriais e exames de imagem indicam colestase.

Diagnóstico

  • Colangiopancreatografia por ressonância magnética e/ou endoscópica retrógrada

O diagnóstico é suspeitado quando colestase é evidente em pacientes com risco, particularmente após transplante hepático. Ultrassonografia é o teste de imagem diagnóstico de primeira linha para colestase, mas a maioria dos pacientes necessita de colangiografia por ressonância magnética e/ou coloangiopancreatografia endoscópica retrógrada (CPER) para excluir outras causas como colelitíase ou colangiocarcinoma ( Exames de imagem do fígado e da vesícula biliar).

Tratamento

  • Para rejeição, terapia antirrejeição e possivelmente retransplante.

  • Para estenoses biliares, dilatação com balão e colocação de stent.

O tratamento é direcionado para a causa. Após transplante hepático, o tratamento contempla a profilaxia da rejeição e a possibilidade de retransplante. Estenose biliar necessita de dilatação endoscópica com balão e colocação de stent.

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Visão Geral da Icterícia
Vídeo
Visão Geral da Icterícia
Modelos 3D
Visualizar tudo
Lobos hepáticos
Modelo 3D
Lobos hepáticos

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS