Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

Carregando

Divertículos esofágicos

Por

Kristle Lee Lynch

, MD,

  • Assistant Professor of Medicine
  • Perelman School of Medicine at The University of Pennsylvania

Última modificação do conteúdo jul 2019
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
Recursos do assunto

O divertículo esofágico consiste na exteriorização da mucosa através da camada muscular do esôfago. Pode ser assintomático ou causar disfagia e regurgitação. O diagnóstico é feito por exame contrastado com bário; reparo cirúrgico é raramente necessário.

Tipos de divertículos

Existem vários tipos de divertículos esofágicos, cada um de diferentes origens.

  • Divertículos de Zenker (faríngeos) consistem em exteriorização posterior da mucosa e submucosa através do músculo cricofaríngeo, provavelmente como resultado de uma incoordenação entre a propulsão faríngea e o relaxamento do cricofaríngeo.

  • Divertículos do esôfago médio (tração) são causados pela tração de lesões inflamatórias mediastinais ou, de maneira secundária, por doenças de motilidade esofágica.

  • Divertículos epifrênicos ocorrem logo acima do diafragma e em geral acompanham um distúrbio de motilidade (acalasia, espasmo esofágico difuso).

Sinais e sintomas

Um divertículo de Zenker se enche de alimento que pode ser regurgitado quando o paciente se curva ou se deita. Pneumonite aspirativa pode ser secundária a regurgitação noturna. Raramente, a bolsa se torna mais larga, causando disfagia e algumas vezes tornando-se palpável no pescoço como uma massa.

Os divertículos de tração e epifrênicos são raramente sintomáticos, embora sua causa de base possa ser.

Diagnóstico

  • Exame contrastado com bário

Todos os divertículos são diagnosticados por videodeglutograma com bário e frequentemente confirmados na endoscopia alta.

Tratamento

  • Em geral, nenhum

  • Ocasionalmente, ressecção cirúrgica

O tratamento específico não é necessário, embora ocasionalmente seja necessária a ressecção para divertículos grandes ou sintomáticos. Os divertículos associados a distúrbios de motilidade necessitam de tratamento do distúrbio de base. Por exemplo, relatos de caso sugerem realizar uma miotomia do cricofaríngeo durante a resseção do divertículo de Zenker.

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS