Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Infecção pelo vírus herpes simplex (Herpes Simplex Virus, HSV)

(Neonatal Herpes Simplex Virus Infection)

Por

Brenda L. Tesini

, MD, University of Rochester School of Medicine and Dentistry

Última revisão/alteração completa jul 2020| Última modificação do conteúdo jul 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A infecção pelo vírus herpes simplex normalmente causa apenas feridas irritantes e recorrentes em adultos saudáveis, mas pode causar uma infecção grave em recém-nascidos.

  • Os recém-nascidos podem ser infectados durante ou após o nascimento.

  • O principal sintoma é uma erupção de bolhas.

  • O diagnóstico é geralmente baseado em exames de amostras colhidas das bolhas.

  • Muitas crianças não tratadas morrem.

  • Para prevenir a disseminação da infecção, mulheres infectadas podem ter um parto por cesariana.

  • Recém-nascidos com infecção pelo vírus herpes simplex recebem o medicamento antiviral aciclovir.

Em geral, o vírus herpes simplex (HSV) é transmitido durante o parto através do trato genital infectado da mãe. Mesmo mães infectadas sem nenhum sintoma de herpes ainda podem transmitir a infecção. Às vezes, os recém-nascidos são infectados após o nascimento quando a infecção é transmitida por alguém com uma infecção ativa. Em recém-nascidos, a infecção pelo HSV pode levar à morte ou problemas crônicos.

Sintomas

Os sintomas da infecção pelo vírus herpes simplex normalmente começam entre a primeira e terceira semanas de vida, mas raramente podem não aparecer até a quarta semana. O primeiro sintoma é, geralmente, uma erupção de bolhas pequenas, cheias de líquido. As bolhas também podem surgir no interior da boca e ao redor dos olhos.

Exemplos de feridas e bolhas na infecção pelo vírus herpes simplex em recém-nascidos

Em alguns recém-nascidos, a infecção afeta somente certas áreas (localiza­da). Por exemplo, a infecção pode envolver apenas os olhos, pele ou boca. Às vezes, apenas o cérebro e o sistema nervoso são afetados. Se a infecção localizada não for tratada, alguns recém-nascidos desenvolvem doença disseminada.

Em outros recém-nascidos, a infecção é disseminada e afeta muitas áreas. Nesses bebês, órgãos como os olhos, pulmões, fígado, cérebro e pele são todos os afetados. Outros sintomas incluem letargia, redução do tônus muscular, problemas respiratórios, pausas na respiração (apneia) e convulsões.

Diagnóstico

  • Testando uma amostra obtida de bolhas e de outros fluidos corporais

Para diagnosticar a infecção pelo vírus do herpes simples, os médicos coletam amostras de material das bolhas e outros fluidos corporais e enviam as amostras para um laboratório para cultivar e identificar o vírus do herpes simples. Os médicos também podem fazer o teste de reação em cadeia da polimerase (PCR) nas amostras. O teste analisa o material genético do vírus e permite que os médicos identifiquem o vírus rapidamente.

Se os médicos suspeitarem que o recém-nascido tem uma infecção cerebral, poderá ser feita uma punção lombar (consulte a figura Como uma punção lombar é feita) para obter uma amostra de líquido cefalorraquidiano.

Prognóstico

Se a infecção do recém-nascido por herpes não for tratada, ela normalmente progride para problemas graves. Cerca de 85% dos bebês não tratados, apresentando infecção generalizada por herpes, morrem. Cerca de 50% dos recém-nascidos com infecção cerebral não tratada morrem. A morte não é comum em recém-nascidos cujas infecção esteja limitada à pele, olhos ou boca. Sem tratamento, pelo menos 65% dos sobreviventes da doença disseminada ou infecção cerebral, apresentam graves problemas neurológicos.

O tratamento adequado com medicamentos antivirais diminui a taxa de mortalidade e aumenta significativamente a probabilidade de um desenvolvimento normal.

Prevenção

Esforços para prevenir a transmissão da mãe para o recém-nascido não têm sido muito eficazes. No entanto, mulheres com bolhas nas genitais perto da data do parto devem ser testadas para infecção por herpes simplex.

Se a mulher tiver uma infecção por herpes ativa no momento do parto, é possível que seja feito um parto por cesariana (cesariana) para reduzir o risco de transmitir a infecção para o recém-nascido. Além disso, monitores no couro cabeludo fetal não seriam utilizados durante o trabalho de parto em um recém-nascido de uma mãe com herpes genital ativo, porque os monitores aderem ao couro cabeludo e poderiam espalhar a infecção. Recém-nascidos nascidos de mulheres com infecção ativa por herpes devem ser testados para infecção por vírus herpes simplex.

Quando administrado a mulheres durante as últimas semanas de gravidez, os medicamentos antivirais aciclovir ou valaciclovir podem prevenir recorrências no momento do parto e diminuir a necessidade de parto por cesariana.

Tratamento

  • Aciclovir

Em recém-nascidos com infecção disseminada, o medicamento antiviral aciclovir é administrado na veia (intravenosamente) durante 3 semanas e, em seguida, por via oral por 6 meses. Recém-nascidos com infecção localizada recebem aciclovir por via intravenosa durante 2 semanas. Esse medicamento não cura a infecção, mas ajuda a impedir que se espalhe e limita os sintomas.

As infecções oculares também são tratadas com colírio de trifluridina, iododesoxiuridina ou vidarabina.

Cuidados adicionais, como fluidos e apoio respiratório, são fornecidos conforme necessário.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS